Xuxa perde recurso contra Google que exigia remoção de buscas sobre filme erótico

Xuxa perde recurso contra Google que exigia remoção de buscas sobre filme erótico

Xuxa tentar remover das buscas do site frases relacionadas a ela com a palavra pedofilia (Reprodução/ instagram.com/xuxamenegheloficial)

Em 2010 Xuxa entrou com uma ação contra o Google para tentar remover das buscas do site frases relacionadas a ela com a palavra pedofilia e derivadas como “Xuxa pedófila” ou qualquer outra que associeque associe seu nome, “escrito parcial ou integralmente, e independentemente de grafia, se correta ou equivocada, a uma prática criminosa qualquer”. No entanto, nesta terça-feira (2), a apresentadora teve o recurso negado pela 19ª Câmara Cível.

As buscas ocorrem porque Xuxa participou do filme “Amor, Estranho Amor”, de 1982, em que, aos 19 anos, ela interpretou uma garota de programa e apareceu nua ao lado de um menino de 12 anos.

O texto da decisão diz que “por unanimidade, após rejeitadas as preliminares, no mérito, negou-se provimento ao recurso, nos termos do voto” da desembargadora relatora Valeria Dacheux Nascimento.

Em 2013, Xuxa venceu um processo e conseguiu impedir a Cinearte Produções, distribuidora do filme “Amor, Estranho Amor”, de relançar o longa.

Xuxa, que ralou muito para ser rica e famosa, aprende mais uma lição sobre reveses…

Yahoo Vida e Estilo

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta