Vem aí o Conselho Municipal de Comunicação Social
Jerry explica razões do Conselho

Vem aí o Conselho Municipal de Comunicação Social

 

Jerry explica razões do Conselho

A implantação do Conselho Municipal de Comunicação Social pode estar bem próxima. Para isso, a Prefeitura de São Luís, por meio de sua Secretaria Municipal de Comunicação Social, realizou, nesta quarta-feira (31) a primeira reunião preparatória, sob o comando do secretário Márcio Jerry.

Profissionais de Comunicação e entidades representativas da sociedade civil foram convidadas a participar do evento, que já definiu o grupo de trabalho que vai elaborar a proposta de criação do Conselho. Esta já se reunirá, pela primeira vez, próxima terça-feira, mostrando que o cronograma de providências terá celeridade.

Na abertura do evento, ocorrido no auditório Reis Perdigão, no Palácio de La Ravardière, o secretário de Comunicação, jornalista  Márcio Jerry, enfatizou o apoio do prefeito Edivaldo Holanda Júnior à iniciativa e a importância, segundo ele, da criação do Conselho para São Luís. “É de interesse da gestão do prefeito ampliar canais de comunicação com a sociedade, aprofundando ainda mais o diálogo com a população”.

Para Jerry, “não se pode fazer uma administração transparente sem um modelo de comunicação eficiente, voltado para as comunidades”.

O secretário Márcio Jerry seguiu explicado que o Conselho Municipal de Comunicação Social será um órgão de caráter consultivo e deliberativo que tem a finalidade principal de propor políticas públicas de comunicação por meio da ampla participação popular. E revelou que a criação do Conselho é primeira etapa para a concretização do pleito de uma televisão pública pelo Município:

– “Até dezembro estaremos requerendo a outorga do Canal da Cidadania junto ao Ministério das Comunicações. A porta de entrada para esse canal é o município”, disse Jerry. Junto com a TV Cidadania, a outorga do Ministério das Comunicações carrega ainda quatro outros subcanais: um para o Governo do Estado, um para a Câmara Municipal, dois comunitários e, no caso de ser requisitado, um para o Governo Federal.

Além de Márcio Jerry, outros participantes puderam fazer sugestões, apontando temas de relevância para serem discutidos e fazendo encaminhamentos. Para o professor do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão, Carlos Agostinho, o Conselho deve ter como premissa a pluralidade. E destacou outras iniciativas a serem tratadas pelo Conselho, como o canal de internet público, e a programação da TV Cidadania como forma de facilitar a democratização da Comunicação.

Participaram, ainda, representantes dos sindicatos dos Jornalistas Profissionais de São Luís e dos Radialistas de São Luís; Associação Brasileira de Rádios Comunitárias no Maranhão (Abraço-MA), Associação Maranhense das Emissoras de Rádio e Televisão, Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Maranhão (Aclem), Agência Matraca, Curso de Comunicação da UFMA, Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), Sindsep/MA, EBC (Empresa Brasileira de Comunicação) e Câmara de Vereadores de São Luís.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta