Uber admite que Hackers roubaram dados de 57 milhões de utilizadores do aplicativo

A Uber confirmou, esta terça-feira, que em 2016 piratas informáticos conseguiram obter nomes, emails e números de telefone de 57 milhões de utilizadores da plataforma de transporte. 600 mil condutores norte-americanos foram afetados.

A informação sobre o roubo de dados foi escondida do público pela empresa e revelada agora pelo atual CEO, Dara Khosrowshah, depois de a “Bloomberg” ter avançado com a notícia.

Segundo o responsável pela Uber, os dois suspeitos de se infiltrarem no servidor externo de armazenamento de informação estão identificados e foram tomadas, ainda em 2016, todas as medidas para que as informações descarregadas fossem destruídas, não existindo qualquer registo de que os dados tenham sido usados para fins maliciosos.

Ainda que não tenham sido roubados dados de cartões de crédito ou números de contas bancárias, nos EUA os piratas informáticos tiveram acesso ao número de carta de condução dos motoristas, pelo que a empresa os vai contactar para garantir que tudo está bem.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta