Transição: futuro diretor geral do Detran é barrado no órgão
Futuro diretor geral, Antonio Nunes é impedido de entrar no Detran

Transição: futuro diretor geral do Detran é barrado no órgão

O advogado Antônio Nunes, futuro diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), relatou nas redes sociais que foi expulso das dependências do órgão enquanto levantava informações sobre contratos, convênios e quadro de pessoal para facilitar no processo de transição.

– Desde ontem, a equipe de transição está sendo impedida de trabalhar no Detran. Imagina se não existisse a Lei de Acesso a Informação, escreveu Nunes no Twitter.

O Detran é comandado pelo deputado estadual Roberto Costa (PMDB), que indicou o sambista André Campos para a diretoria-geral do órgão.

Futuro chefe da Casa Civil, o deputado estadual Marcelo Tavares (PSB) também tem feito críticas ao processo de transição, que, segundo ele, praticamente não existe, uma vez que a maioria das informações requisitadas pela equipe não foram atendidas pelo governo Roseana / Arnaldo Melo. (Marrapá)

Futuro diretor geral, Antonio Nunes é impedido de entrar no Detran

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta