Transferência de criminosos para presídios federais desencadeia onda de pânico em S. Luís

Transferência de criminosos para presídios federais desencadeia onda de pânico em S. Luís

BOATOS NÃO CONFIRMADOS FALAM DE TIROS CONTRA POSTOS DE COMBUSTÍVEL E SUPERMERCADOS

O Governo do Maranhão aceitou a ajuda do Governo Federal e  deve transferir 25 presos para um presídio federal. Essa atitude deve gerar consequências

Por isso, a polícia e a cidade devem se preparar para a reação dos criminosos. Eles sabem que a medida fere de morte as organizações criminosas que agem dentro e fora dos presídios no Maranhão.

Os bandidos não só agem,  como espalham boatos para deixar ainda mais em pânico os trabalhadores, estudantes e os cidadãos em geral.

Hoje, segundo esses comentários, a ação criminosa  se volta para postos de combustível e supermercados. As redes sociais cuidam de espalhar essas ações e esses boatos, que a polícia ainda não confirmou.

A suspensão da circulação de ônibus pela cidade já deixa a cidade intranquila. Imaginem com mais essa boataria. Até porque a reunião com

O melhor mesmo, no momento, é ter calma. Todo o cuidado é pouco para manter-se seguro. Afinal, cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta