WhatsApp e Telegram corrigem falha que permitia invadir conta com uma única foto

WhatsApp e Telegram corrigiram falhas em seus populares aplicativos de mensagens após pesquisadores de segurança mostrarem que podiam tomar o controle das contas dos usuários por meio de uma imagem. Pesquisadores da Check Point Software Technologies descobriram problemas com a forma como os dois aplicativos processavam alguns tipos de arquivos: os apps não verificavam se havia ou não algum código ativo que pode ser malicioso. As falhas em apps de bate-papo são menos comuns do que em softwares para computadores. Os serviços móveis são frequentemente usados por causa de sua criptografia pesada, que tem sido criticada por algumas autoridades. Os pesquisadores conseguiram enviar arquivos com código malicioso para as versões baseadas na web dos dois apps ao fazê-los parecer algo diferente, como uma imagem. No caso do WhatsApp, uma vez aberto pelo destinatário, o código permitiu aos pesquisadores entrar no armazenamento local do usuário e, em seguida, acessar a conta dele. A partir daí, eles poderiam ter enviado o mesmo ataque malicioso para todos os contatos dele. A falha do Telegram foi muito mais sutil e exigiu um comportamento "muito incomum" da vítima, como clicar com o botão direito do mouse em um vídeo e abrir uma nova guia, disse o porta-voz da Check Point, Markus Ra. Não há provas de que ataques semelhantes tenham sido realmente utilizados contra os produtos de qualquer das empresas, disse ele.

Continuar lendo WhatsApp e Telegram corrigem falha que permitia invadir conta com uma única foto

Rolo! Na China, casal faz sexo em provador de loja, grava tudo e põe na internet

Um casal está causando polêmica na China. Os dois resolveram fazer sexo no provador de uma loja, gravaram e depois postaram as imagens do ato nas redes sociais. No vídeo é possível identificar o rapaz dizendo "me chame de marido e diga que ficaremos juntos". Na gravação também é possível ouvir uma voz feminina dando um aviso através do alto falante da loja: "Queridos clientes, bem vindos à Uniqlo. Não há provadores disponíveis no primeiro andar, por favor, se dirijam ao segundo e terceiro para experimentar peças". De acordo com o site"People's Daily Online", a polícia chinesa está investigando o caso. E a loja Uniqlo garantiu que a propaganda espontânea não faz parte de nenhuma ação de marketing da marca. VEJA VIDEO A SEGUIR

Continuar lendo Rolo! Na China, casal faz sexo em provador de loja, grava tudo e põe na internet