Militares que mataram jovem estudante em Balsas são indiciados por dolo
Os policiais que mataram por engano a estudante Karina Brito Ferreira Costa, 23 anos, e feriram a irmã dela, Kamila Brito Ferreira, 27, no município de Balsas, a 810 km de São Luís, durante uma operação da Polícia Militar para prender assaltantes de banco, serão indiciados pelos crimes de homicídio doloso e tentativa de homicídio. O crime ocorreu no dia 14 de dezembro do ano passado na cidade de Balsas, conforme relato do G! Segundo o delegado da Superintendência Estadual d Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), Guilherme Sousa Filho, que está presidindo o inquérito do assassinato da estudante, a investigação já está em sua segunda fase e nela serão realizadas perícias nas armas que foram utilizadas pelos os policiais na ocasião do crime com o intuito de descobrir de onde partiram os tiros que mataram a Kamila Brito. “O inquérito policial volumoso já está na sua segunda fase porque durante 30 dias a gente tem que encaminhar o inquérito para a Justiça pedindo dilação de prazo e isso aconteceu porque ainda falta ser realizado várias diligências, principalmente perícias nas armas que os policiais militares e civis usavam no momento da diligência. Essa perícia que a gente chama de “perícia de comparação balística” ela se faz necessária para a gente saber de quais armas saíram os tiros que ceifaram a vida da Karina e também lesionaram a irmã dela que estava conduzindo o Pálio, Kamila Brito Ferreira”, revelou o delegado. Ainda conforme o delegado, todos os militares que estiveram presentes na operação na ocasião já foram identificados e os tiros disparados de suas respectivas armas também já foram reconhecidos.

Militares que mataram jovem estudante em Balsas são indiciados por dolo

Os policiais que mataram por engano a estudante Karina Brito Ferreira Costa, 23 anos, e feriram a irmã dela, Kamila Brito Ferreira, 27, no município de Balsas, a 810 km de São Luís, durante uma operação da Polícia Militar para prender assaltantes de banco, serão indiciados pelos crimes de homicídio doloso e tentativa de homicídio. O crime ocorreu no dia 14 de dezembro do ano passado na cidade de Balsas, conforme relato do G! Segundo o delegado da Superintendência Estadual d Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), Guilherme Sousa Filho, que está presidindo o inquérito do assassinato da estudante, a investigação já está em sua segunda fase e nela serão realizadas perícias nas armas que foram utilizadas pelos os policiais na ocasião do crime com o intuito de descobrir de onde partiram os tiros que mataram a Kamila Brito. “O inquérito policial volumoso já está na sua segunda fase porque durante 30 dias a gente tem que encaminhar o inquérito para a Justiça pedindo dilação de prazo e isso aconteceu porque ainda falta ser realizado várias diligências, principalmente perícias nas armas que os policiais militares e civis usavam no momento da diligência. Essa perícia que a gente chama de “perícia de comparação balística” ela se faz necessária para a gente saber de quais armas saíram os tiros que ceifaram a vida da Karina e também lesionaram a irmã dela que estava conduzindo o Pálio, Kamila Brito Ferreira”, revelou o delegado. Ainda conforme o delegado, todos os militares que estiveram presentes na operação na ocasião já foram identificados e os tiros disparados de suas respectivas armas também já foram reconhecidos.

Continuar lendo Militares que mataram jovem estudante em Balsas são indiciados por dolo
Prefeitura de São Luís vai distribuir alimentos às vítimas das chuvas
Alimentos conseguidos junto ao governo federal serão distribuídos aos atingidos pelas chuvas

Prefeitura de São Luís vai distribuir alimentos às vítimas das chuvas

A Prefeitura de São Luís distribuirá cinco toneladas de alimentos às famílias atingidas pelas chuvas na capital. Os alimentos foram doados pela Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SESAN) do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). A parceria foi celebrada através da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), que receberá os alimentos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo a titular da Semsa, Fatima Ribeiro, a ação segue determinação do prefeito Edivaldo, que decretou na semana passada estado de emergência em decorrência das fortes chuvas em São Luís. “O secretário nacional Arnold Campos foi sensível à situação de emergência em nossa cidade, atendendo prontamente à solicitação do prefeito. Os alimentos vieram em boa hora para as pessoas que estão sofrendo as consequências das chuvas”, comentou a secretária.

Continuar lendo Prefeitura de São Luís vai distribuir alimentos às vítimas das chuvas
Como no filme: cardume de piranhas fere 70 banhistas no Rio Paraná
Piranhas... Elas sempre provocam frio na espinha... da gente.

Como no filme: cardume de piranhas fere 70 banhistas no Rio Paraná

Em torno de setenta pessoas ficaram feridas durante um ataque de um cardume de piranhas que aconteceu em um rio argentino, na última quarta-feira. Entre as vítimas estavam 7 crianças que tiveram parte dos seus dedos comidos pelos peixes carnívoros. De acordo com funcionários, milhares de banhistas foram se refrescar das altas temperaturas no Rio Paraná, na cidade de Rosario, quando algumas pessoas de repente começaram a ser mordidas em suas mãos e pés. O ataque foi atribuído a 'palometas', um tipo de piranha com dentes grandes e afiados. Apesar do ataque assustador vários banhistas voltaram às águas naquela mesma tarde. (Zoomin.TV)

Continuar lendo Como no filme: cardume de piranhas fere 70 banhistas no Rio Paraná
Governo  anuncia  auxilio a famílias dos maranhenses mortos em SP
Maranhenses mortos ficaram sob esses escombros

Governo anuncia auxilio a famílias dos maranhenses mortos em SP

O governo do Estado divulgou, hoje, (29) nota de pesar e solidariedade às famílias dos sete maranhenses mortos, soterrados no desabamento de prédio, em São Paulo. Da mesma forma, a nota fala em auxílio do governo para o custeio de despesas básicas, necessárias num momentos desses. Os corpos chegam hoje a Imperatriz.

Continuar lendo Governo anuncia auxilio a famílias dos maranhenses mortos em SP