Novo ministro da Cultura já chamou Temer nas redes de “bandido de estimação”

Leitão tomou posse defendendo o governo que ele criticou no passado. “As condições do país são adversas e estamos começando a sair da maior recessão de nossa história”, disse em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. De acordo com informações do Radar, da Veja, o jornalista Sérgio Sá Leitão, novo ministro da Cultura, já teceu duras críticas a Michel Temer. Em abril do ano passado, em pleno processo de impeachment de Dilma Rousseff, Leitão fez uma postagem na internet pedindo o avanço da Lava-Jato. “Não votei na chapa Dilma-Temer […] Não sou responsável por Dilma, por Temer ou por Eduardo Cunha. Por isso… Durmo bem à noite. Não tenho bandidos de estimação”, disse na época.

Continuar lendo Novo ministro da Cultura já chamou Temer nas redes de “bandido de estimação”

Jornalista Reinaldo Azevedo pediu demissão, de uma tacada só, da Revista Veja e da Rádio Jovem Pan

Reinaldo Azevedo não é mais colunista da "Veja", de onde pedira pra sair. O mesmo ocorreu com a RádioJovem Pan, onde apresentava o muito ouvido programa "Pingo nos Is". O jornalista, que ficou conhecido por suas publicações críticas ao Partido dos Trabalhadores (PT) desde o primeiro governo Lula, pediu à direção da revista, nesta terça-feira (23), pelo fim de seu contrato. A decisão foi tomada por causa da divulgação de uma gravação telefônica feita pela Polícia Federal na qual ele conversa com Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB). O site "BuzzFeed" foi quem publicou trechos do diálogo. Na conversa, Reinaldo Azevedo chama a "Veja" de “nojenta” por causa de uma reportagem de capa que abordava o pagamento de uma suposta propina a Aécio em Nova York, em uma conta em nome de Andrea. De acordo com o jornal “O Globo”, a conversa entre Reinaldo e Andrea consta do conjunto de áudios disponibilizado pela Procuradoria Geral da República no inquérito que provocou o afastamento de Aécio. O jornalista não é alvo de investigação e as gravações não têm indícios de crime, o que gerou críticas de entidades de imprensa e até de desafetos do ex-colunista da "Veja" contra a PGR e a PF. A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) afirmou, em nota, que vê com preocupação a violação de sigilo de fonte protagonizada pela PGR. “A Lei 9.296/1996, que regula o uso de interceptações telefônicas em processos, é clara: a gravação que não interesse à produção de provas em processo deve ser destruída. O próprio Ministério Público, aliás, é que deveria cuidar para que isso aconteça”, diz o comunicado. No texto, a Abraji destaca ainda que a inclusão das conversas entre Reinaldo e Andrea no inquérito ocorre no momento em que o jornalista tece críticas à atuação da PGR, o que sugere a possibilidade, segundo a associação, de o caso “se tratar de uma forma de retaliação ao seu trabalho”. Diante da repercussão do caso, Reinaldo publicou em seu blog, hospedado no site da "Veja", um comunicado sobre o seu pedido de demissão no qual elucidou que Aécio e Andrea são suas fontes. Ele ressaltou também que “em qualquer democracia do mundo, a divulgação da conversa de um jornalista com sua fonte seria considerada um escândalo”. Conforme o colunista Flávio Ricco, do portal "UOL", Reinaldo Azevedo também vai deixar a rádio Jovem Pan, onde apresentava o programa “Pingos nos Is”. O jornalista continuará o seu trabalho de comentarista no “Rede TV! News”.

Continuar lendo Jornalista Reinaldo Azevedo pediu demissão, de uma tacada só, da Revista Veja e da Rádio Jovem Pan

Suposto namorado de Dilma Rousseff é comprometido. Casado com outro homem…

O americano James Green, professor na Universidade de Brown, conta que levou um susto quando se aventou que ele seria namorado de Dilma Rousseff - Veja O senhor e a ex-presidente Dilma Rousseff estão namorando? Claro que não. Ela é minha amiga. Mas e a foto que circulou de vocês num restaurante em Nova York? Estávamos acompanhados por mais pessoas. Essa história começou com esses blogs que gostam de inventar fofocas para aumentar a audiência. Tem gente incapaz de imaginar uma mulher forte e independente sem um homem ao lado. Eu e meu marido odiamos essa história. O senhor é casado? Sim, sou casado legalmente há cinco anos, mas estamos juntos há 24. Todos sabem disso, incluindo meus alunos. Não é segredo. Não vivo uma vida dupla. Ele mora em Israel e eu nos Estados Unidos. Sempre que conseguimos, vou para lá, ou ele vem. Ele achou ridículo. Não sente ciúme nenhum da Dilma. Temos amigas. O senhor falou com a Dilma depois da repercussão? Eu liguei para ela para perguntar o que ela achava de tudo aquilo. Ela gargalhou e disse que a situação era cômica. Como foi o jantar com a ex-presidente? Conversamos sobre a política atual no Brasil e nos Estados Unidos, e sobre as eleições francesas. Claro que ninguém estava a favor de Marine Le Pen, mas Dilma não disse nada sobre o seu favorito. E falamos bobagens.

Continuar lendo Suposto namorado de Dilma Rousseff é comprometido. Casado com outro homem…
Ferreira Gullar, grande poeta e crítico, ex-militante do Partido Comunista: “Não tenho dúvida nenhuma de que o socialismo acabou, só alguns malucos insistem no contrário”
Ferreira Gullar: “O empresário é um intelectual que, em vez de escrever poesias, monta empresas” (Foto: Ernani D’Almeida)

Ferreira Gullar, grande poeta e crítico, ex-militante do Partido Comunista: “Não tenho dúvida nenhuma de que o socialismo acabou, só alguns malucos insistem no contrário”

Entrevista a Pedro Dias Leite publicada em edição impressa de VEJA UMA VISÃO CRÍTICA DAS COISAS O poeta diz que o socialismo não faz mais sentido, recusa o rótulo de direitista e ataca: “Quando ser de esquerda dava cadeia, ninguém era. Agora que dá prêmio, todo mundo é” Um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos, Ferreira Gullar, 82 anos, foi militante do Partido Comunista Brasileiro e, exilado pela ditadura militar, viveu na União Soviética, no Chile e na Argentina. Desiludiu-se do socialismo em todas as suas formas e hoje acha o capitalismo “invencível”. É autor de versos clássicos — “À vida falta uma parte / — seria o lado de fora — / para que se visse passar / ao mesmo tempo que passa / e no final fosse apenas / um tempo de que se acorda / não um sono sem resposta. / À vida falta uma porta”. Gullar teve dois filhos afligidos pela esquizofrenia. Um deles morreu. O poeta narra o drama familiar e faz a defesa da internação em hospitais psiquiátricos dos doentes em fase aguda. Sobre seu ofício, diz: “Tem de haver espanto, não se faz poesia a frio”. O senhor já disse que “se bacharelou em subversão” em Moscou e escreveu um poema em que a moça era “quase tão bonita quanto a revolução cubana”. Como se deu sua desilusão com a utopia comunista? Não houve nenhum fato determinado. Nenhuma decepção específica. Foi uma questão de reflexão, de experiência de vida, de as coisas irem acontecendo, não só comigo, mas no contexto internacional. É fato que as coisas mudaram. O socialismo fracassou. Quando o Muro de Berlim caiu, minha visão já era bastante crítica. A derrocada do socialismo não se deu ao cabo de alguma grande guerra. O fracasso do sistema foi interno. Voltei a Moscou há alguns anos. O túmulo do Lenin está ali na Praça Vermelha, mas pelo resto da cidade só se veem anúncios da Coca-Cola. Não tenho dúvida nenhuma de que o socialismo acabou, só alguns malucos insistem no contrário. Se o socialismo entrou em colapso quando ainda tinha a União Soviética como segunda força econômica e militar do mundo, não vai ser agora que esse sistema vai vencer.

Continuar lendo Ferreira Gullar, grande poeta e crítico, ex-militante do Partido Comunista: “Não tenho dúvida nenhuma de que o socialismo acabou, só alguns malucos insistem no contrário”

Veja fala das dificuldades de Roseana Sarney, caso decida ser candidata a prefeita de São Luís

Radar Online, do jornalista Lauro Jardim, diz que a ex-governadora Roseana Sarney negocia uma candidatura à prefeitura de São Luís em 2016, mas enfrenta resistência no próprio PMDB. Diz ele: "Pesquisas internas apontaram a filha de José Sarney mal, bem mal nas intenções de voto. "Roseana é investigada pelo Supremo Tribunal Federal sob a acusação de ter se beneficiado com a propina desviada da Petrobras. Ela também é acusada de cobrar suborno do doleiro Alberto Youssef para autorizar o pagamento de precatórios antigos da Construtora Constran.

Continuar lendo Veja fala das dificuldades de Roseana Sarney, caso decida ser candidata a prefeita de São Luís

Deu na Veja! No Maranhão, Petrobras deixa esqueleto de uma ‘quase’ Pasadena

Alvo da Operação Lava Jato, a Premium I deveria ser maior que Abreu e Lima, mas só trouxe gastos e transtornos sem sequer sair do papel Por: Eduardo Gonçalves, de Veja Dia 15 de janeiro de 2010. Num palanque montado na pequena cidade de Bacabeira, no Maranhão, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursava sobre a possibilidade de equiparar a economia do Nordeste à do Sudeste: "Por trás de um empreendimento desses, virão hotéis, restaurantes, estradas e uma série de coisas que nós ainda não conseguimos enxergar". Lula referia-se à construção daquela que seria a maior refinaria do país e a quinta maior do mundo, a Premium I: cuja pedra fundamental era lançada naquele instante. Junto a ele estavam petistas e aliados de outrora: a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, o ministro de Minas e Energia Edison Lobão e o presidente da Petrobras Sergio Gabrielli. No meio da plateia, a agricultora Maria José de Sousa, de 53 anos, assistia atenta à cerimônia. Era a primeira vez que via aquelas ilustres figuras no município de 16.000 habitantes, a 40 quilômetros de São Luís. De todos os discursos que ouviu, o que mais lhe chamou atenção foi o da governadora Roseana, que prometeu pagar uma bolsa de 500 reais e dar uma casa nova às famílias que moravam no terreno onde seria instalada a refinaria. Passados cinco anos do evento, Maria José e as demais famílias da cidade vivem precariamente. Não recebem em dia os benefícios prometidos pela então governadora, não possuem o emprego garantido por Lula e não podem continuar plantando, já que suas terras pertencem à estatal e se tornaram impróprias para o plantio, devido à terraplanagem da área. O cenário é de miséria total.

Continuar lendo Deu na Veja! No Maranhão, Petrobras deixa esqueleto de uma ‘quase’ Pasadena

Veja: Nem ‘vale-protesto’ salva ato pró-Dilma em São Paulo

Transporte gratuito, distribuição de marmita, camiseta e boné, além de um "vale" que variou de 35 reais a 50 reais. Nem a distribuição do "kit protesto" pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), pelo Movimento dos Trabalhadores (MST) e pelos movimentos de sem-teto foi capaz de atrair o público que os aliados do PT esperavam no ato desta sexta-feira na Avenida Paulista, no centro de São Paulo. A passeata foi convocada para tentar se contrapor às manifestações contra a presidente Dilma Rousseff, agendadas para domingo, em 200 cidades do país. Segundo a Polícia Militar, o auge da marcha reuniu 12 000 pessoas, número bastante inferior aos 100 000 manifestantes que a CUT alardeava que reuniria na capital paulista. O quórum, aliás, só cresceu porque a marcha que partiu da sede administrativa da Petrobras seguiu em direção ao Masp, onde estavam reunidos professores da rede estadual para deliberar sobre o início de uma greve. Como a Apeoesp (sindicato da categoria) é ligada ao PT, muitos professores se juntaram ao grupo. Mas a adesão não foi unânime: a presidente da Apeoesp, Izabel Noronha, conhecida como Bebel no meio sindical, foi vaiada pelos professores ao discursar em defesa da presidente Dilma Rousseff.

Continuar lendo Veja: Nem ‘vale-protesto’ salva ato pró-Dilma em São Paulo
Deu na Veja – Justiça! Governo do MA vai responsabilizar Roseana por negociata citada na Lava Jato
Governadora Roseana Sarney será acusada de ter compactuado por irregularidades em precatórios (Marcelo Camargo/Folha Imagem/VEJA)

Deu na Veja – Justiça! Governo do MA vai responsabilizar Roseana por negociata citada na Lava Jato

Relatório de comissão criada por Flávio Dino (PCdoB) será encaminhado ao Ministério Público, e detalha o caso dos precatórios investigado pela PF Mariana Zylberkan O governo do Maranhão vai encaminhar ao Ministério Público um relatório em que responsabiliza a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) no esquema de pagamento de precatórios à empresa Constran, investigado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal. Elaborado pela Comissão de Investigação instituída pelo governador Flavio Dino (PCdoB) no primeiro dia de trabalho, o documento trará provas de que o acordo não trouxe qualquer vantagem para o Estado. Oficialmente, o governo de Flavio Dino afirmou que as investigações ainda estão em andamento. Por meio de escutas, os investigadores da Lava Jato descobriram que o doleiro Alberto Youssef, pivô do petrolão, negociava o pagamento de precatórios do governo do Maranhão à Constran. A dívida era de 113 milhões de reais e dizia respeito a serviços de terraplanagem e pavimentação da BR-230 contratados na década de 1980. Em um e-mail obtido pela Justiça, Walmir Pinheiro, da UTC Engenharia, comemora o pagamento da primeira parcela do precatório e resume: “Agora é torcer para que o Maranhão honre com as demais parcelas”. Meire Poza, ex-contadora de Youssef, afirmou em depoimento à PF em agosto passado que o valor negociado pelo chefe em nome de Roseana foi de 6 milhões de reais.

Continuar lendo Deu na Veja – Justiça! Governo do MA vai responsabilizar Roseana por negociata citada na Lava Jato
Governo de Roseana Sarney deixa dívida de, no mínimo, R$ 641 milhões para Flávio Dino pagar
Governadora Roseana Sarney deixou dívida de 641 milhões de reais à gestão de Flavio Dino (PCdoB) (Marcelo Camargo/Folha Imagem/VEJA)

Governo de Roseana Sarney deixa dívida de, no mínimo, R$ 641 milhões para Flávio Dino pagar

Valor preliminar foi calculado a partir das primeiras análises da equipe do governador eleito Flavio Dino (PCdoB) Mariana Zylberkan - VEJA A gestão de Roseana Sarney deixou um rombo de ao menos 641 milhões de reais nos cofres do governo do Maranhão. O valor ainda é preliminar e foi calculado pela equipe do governador recém-empossado Flavio Dino (PCdoB) a partir das primeiras análises das contas públicas. A expectativa é que a dívida seja ainda maior. Isso porque ainda não foram contabilizados os precatórios referentes aos anos de 2012, 2013 e 2014. O balanço oficial será divulgado pela Casa Civil do governo maranhense na próxima sexta-feira. Parte da dívida – 158 milhões de reais – é referente a pagamentos consignados feitos ao Fundo de Benefícios dos Servidores Públicos Estaduais do Maranhão (Funben) e ao Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria do Estado do Maranhão (Fepa), recolhidos da folha de pagamento e não repassados às instituições financeiras. No caixa, a gestão anterior deixou saldo de 24 milhões. Na última sexta-feira, primeiro dia útil do novo governo, Dino determinou a suspensãode pagamentos feitos pelo antecessor Arnaldo Melo (PMDB) nos dois últimos dias de seu mandato. Entre os beneficiários estão empresas de parentes do governador interino, que comandou o Estado por 21 dias após a renúnciade Roseana Sarney (PMDB). Arnaldo Melo determinou a transferência de mais de 1 milhão de reais à Clínica do Coração Ltda., Clínica São Sebastião Ltda. e ao Hospital Santa Luzia. As duas primeiras pertencem à sua filha, Nina Ceres de Couto Melo Aroso, e sua mulher, Valderes Maria Couto de Melo, respectivamente. O hospital, por sua vez, é gerido por seu sobrinho, Rafael Damasceno Melo.

Continuar lendo Governo de Roseana Sarney deixa dívida de, no mínimo, R$ 641 milhões para Flávio Dino pagar

Veja traz reportagem sobre o modo de falar de sexo e erotismo de Mônica Moreira Lima:…

Conheça Mônica Moreira Lima, a desbocada do Maranhão Amor & Sexo, da Globo, fala de temas eróticos com humor e informalidade. Mas nada se compara ao vocabulário nu e cru do programa regional Sem Vergonha

Continuar lendo Veja traz reportagem sobre o modo de falar de sexo e erotismo de Mônica Moreira Lima:…