Extraterrestres – Um século de buscas, sem êxito, por alienígenas

Desde a invenção do rádio, pensou-se em usá-lo para encontrar alguma inteligência extraterrestre. Essa busca obteve recentemente importante estímulo econômico Fazer contato com extraterrestres foi um dos usos propostos pelos criadores dos primeiros sistemas de envio de informação a distância sem fios. No começo do século XX, Guglielmo Marconi, um dos inventores do rádio, acreditava que essa tecnologia poderia ser empregada para se comunicar com os habitantes de Marte e receber seus sinais. Em agosto de 1924, o Governo dos EUA declarou um dia nacional de silêncio radiofônico para poder buscar esse tipo de sinal e pediu à população que apagasse seus aparelhos durante cinco minutos a cada hora durante 36 horas. O objetivo era evitar interferências que escondessem possíveis mensagens marcianas — que nunca chegaram. Desde aquelas primeiras tentativas de buscas por alguma inteligência extraterrestre, nossa visão do espaço mudou bastante. As sondas que fotografaram Marte a partir de sua órbita e aterrissaram em sua superfície mostram um deserto gélido sem sinal de civilização. Expedições semelhantes por todo o Sistema Solar e décadas de detecções de todo tipo de sinal eletromagnético sugerem que, a não ser que sejam muito discretos, não existem alienígenas com sistemas de telecomunicações em nossa vizinhança. A exploração científica também demonstrou que as possibilidades de haver mundos habitados são quase ilimitadas. Estima-se que somente na nossa galáxia existam cerca de 200 bilhões de estrelas e que há em todo o universo um número semelhante a esse de galáxias. São muitas as chances de que, em um cosmos com as mesmas regras físicas, a inteligência se forje, como aconteceu na Terra. Um século depois das primeiras tentativas de fazer contato com outros seres vivos inteligentes, a busca continua e recebeu recentemente um grande empurrão. Financiado pelo magnata russo Yuri Milner, o projeto Breakthrough Listen, que apresentou seus primeiros resultados no ano passado, proporcionará 100 milhões de dólares e milhares de horas de uso de telescópios para ouvir os alienígenas.

Continuar lendo Extraterrestres – Um século de buscas, sem êxito, por alienígenas
Foto de possível extraterrestre junto a robô da Nasa pousada em Marte causa furor no mundo científico
A imagem mostra o que seria um ET debruçado sobre o robô Curiosity, dsa Nasa, pousado em Marte.

Foto de possível extraterrestre junto a robô da Nasa pousada em Marte causa furor no mundo científico

A questão que gera polêmica há anos entre cientistas e seguidores da ufologia ganhou, mais uma vez, um ponto de discussão: agora, o alvo é uma imagem recente divulgada pela Nasa do robô Curiosity, que está em Marte para a exploração do planeta e a descoberta da possibilidade de vida no local. As informações são do The Mirror, Nela é possível ver uma sombra que muitas pessoas consideram ser de uma forma de vida extraterrestre. Os defensores de que a imagem mostra um extraterrestre apontam que o ser estaria no lado esquerdo da foto, sem capacete. Em primeiro lugar, afirmam que ele mexe no robô. Em segundo, descartam ser humano justamente por estar sem capacete. Os cientistas da Nasa responsáveis pela divulgação da imagem logo deixaram claro que não se trata de nenhuma forma de vida, apontando apenas “excesso de imaginação”.

Continuar lendo Foto de possível extraterrestre junto a robô da Nasa pousada em Marte causa furor no mundo científico