Lista de resoluções: seis propósitos sexuais para melhorar as relações em 2018

Nossa lista de resoluções de Ano Novo está destinada a descobrir o tipo de animal erótico que temos dentro de nós, e a satisfazê-lo adequadamente. Por algum motivo chegamos à maioridade neste século 1. Planejar o lazer tanto quanto o trabalho Quando somos adolescentes ou estamos apaixonados nossos hormônios e órgão genitais têm um peso considerável nas atividades diárias, e eles mesmos encontram espaços em nossas agendas apertadas. No entanto, a coisa muda quando ficamos mais velhos ou passamos muito tempo com a mesma pessoa. O trabalho, as obrigações cotidianas, o estresse, a academia, as crianças, as compras, as redes sociais, a série de televisão do momento... Tudo fica à frente da sexualidade, essa maravilhosa e gratuita capacidade de passar bem que começamos a explorar cada vez menos, mesmo que evoquemos com verdadeiro fervor. Deixar as relações sexuais nas mãos da espontaneidade, se não se pertence aos grupos anteriores, é como esperar que nosso chefe nos chame e aumente o nosso salário. Planejar e reservar momentos de lascívia, seja sozinho/a ou acompanhado/a, e transformá-los em compromissos inadiáveis é uma boa maneira de o sexo não passar a ser uma recordação vintage. Aqui acontece como o exercício físico. Se não nos inscrevemos em uma academia ou atividade às segundas, quartas e sextas de 7h às 9h, será muito difícil que a gente faça atividade esportiva em casa. Marque um dia na semana para a bagunça, no meu caso as dirty fridays, e vai ver que a coisa tem outro swing. 2. Atrever-se a experimentar coisas novas Vejo as mães tentando que seus filhos pequenos experimentem receitas e alimentos novos, sempre com o mesmo argumento, “se não provar nunca vai saber se gosta ou não”. Enquanto isso, os filhos têm três listas separadas: aquilo que gostam, aquilo que não gostam e aquilo que ainda não experimentaram. “Gosta de bacalhau, Carlinhos?”, “Não sei, nunca comi”. “Quer um pouco?”. “Não, obrigado”. A vida sexual deveria ser parecida com essa etapa infantil em que estamos permanentemente em fase de experimentação e na qual, pouco a pouco, vamos reduzindo a lista de experiências desconhecidas. É claro que há coisas que à primeira vista não ativam nem de longe os nossos sucos gástricos; mas exceto esses exemplos extremos, talvez deveríamos ser mais propensos a nos deixar surpreender pelos sabores do mundo. Ideias preconcebidas, estereótipos ou regras autoimpostas são alguns dos principais obstáculos para provar coisas novas. “E o senso de ridículo”, afirma Francisca Molero, sexóloga e ginecologista, “é um grande inibidor sexual que nos impede de fazer muitas coisas. Porque além disso, o riso não cai muito bem com o sexo na nossa mentalidade, e não deveria ser assim”. Todos, cada um adaptado à sua personalidade sexual, temos coisas que gostaríamos de provar e que não nos atrevemos. É a hora de experimentar. VEJA AS DEMAIS. Acesse LEIA MAIS...

Continuar lendo Lista de resoluções: seis propósitos sexuais para melhorar as relações em 2018

Cleo Pires rebate críticas por dizer que já fez sexo a três: ‘Puritanos e hipócritas’

Cleo Pires se irritou com as críticas que vem recebendo por expor sua intimidade em entrevistas. A atriz contou recentemente que já fez sexo a três e que foi algemada durante uma relação sexual. As afirmações deram o que falar, e ela resolveu se manifestar. "Não sei por que o espanto. Quem faz a polêmica são vocês, puritanos e hipócritas. Não fui a primeira, nem a única a transar com dois caras. Me poupem.Vão arranjar uma vida", escreveu a atriz no Twitter. Em entrevista no canal de Caio Fisher no YouTube, Cleo contou que já traiu sem arrependimentos, e revelou que já mandou nudes. A conversa foi esquentando e ela revelou que já foi algemada durante uma relação sexual. "Foi bom", disse. A filha de Gloria Pires também contou que já fez sexo a três e em público, mas não deu mais detalhes. E ainda revelou que já se apaixonou por um parceiro de cena, mas evitou falar sobre o assunto.

Continuar lendo Cleo Pires rebate críticas por dizer que já fez sexo a três: ‘Puritanos e hipócritas’

Dráuzio Varella: “O único lugar em que a mulher tem liberdade sexual é na cadeia

Em novo livro sobre uma penitenciária feminina, oncologista discute as marcas do machismo na trajetória das presas "A prisão é um experimento sádico da nossa sociedade”, afirma o oncologista e escritor Drauzio Varella. Mas sem ignorar a dor provocada pelo confinamento, abandono e distanciamento dos filhos e familiares, o médico vislumbra no cárcere um espaço onde mulheres conseguem se livrar, ao menos temporariamente, da repressão machista que impera do outro lado do muro. “As mulheres são reprimidas desde que nascem, não existe nenhum outro local na sociedade onde ela é livre assim como na cadeia”, afirma Varella em entrevista ao EL PAÍS. Atrás das grades da Penitenciária Feminina da Capital, no Carandiru, convivem em harmonia diversos tipos de sapatões (homossexuais que assumem aparência masculina), entendidas (homossexuais que mantêm aparência feminina) e mulheríssimas (heterossexuais que ocasionalmente tem relações com mulheres) - os termos foram criados pelas próprias presas. A exceção são as aborteiras, que precisam ficar em celas isoladas. O escritor relata suas experiências tratando de detentas no livro Prisioneiras(Companhia das Letras). A obra fecha uma trilogia – os outros são Carandiru e Carcereiros ambos publicados pela mesma editora - sobre sua vivência de décadas atendendo de forma voluntária presos e presas paulistas. "Cadeia é um lugar muito sensível de uma sociedade. Se você visitar uma cadeia, um pronto socorro e um estádio de futebol lotado, você consegue fazer uma ideia de como é uma sociedade", afirma.

Continuar lendo Dráuzio Varella: “O único lugar em que a mulher tem liberdade sexual é na cadeia

“Simpósio de educação sexual transforma Universidade de Maringá em puteiro”

Seminário passa da teoria à prática do sexo. E isso chocou muita gente, especialmente os puritanos. blog do Eder Borges "Dia desses o filósofo Olavo de Carvalho disse em rede nacional para o programa do Danilo Gentili no SBT que as universidades brasileiras transformaram-se em puteiro. Na verdade, é pior do que isso. Um prostíbulo é o lugar que existe justamente para a prática da "sacanagem" e as pessoas que o frequentam são adultas e livres e lá vão para seus momentos de lazer. Já a universidade, existe para se adquirir conhecimento, para formar intelectuais, acadêmicos, profissionais e pessoas honradas que deveriam estar à frente em nossa sociedade. Todavia, está sendo utilizada para formar uma horda de tarados, degenerados morais escravos dos instintos mais animalescos do ser humano incapazes de pensar e de fazer algo útil por nossa civilização. "Importante firmar que quem promove esse tipo de degradação é a extrema esquerda, ligada a partidos como PSOL (principalmente), PT, PCB e PCdoB. Essas imagens são do Simpósio de Educação Sexual que ocorreu na UEM - Universidade Estadual de Maringá. Fique atento com a educação que seus filhos vêm recebendo na escola, para que amanhã você não tenha o desgosto de vê-los em fotos como essas."

Continuar lendo “Simpósio de educação sexual transforma Universidade de Maringá em puteiro”

“Amaldiçoados”, mulher casada e seu amante ficam presos pelas genitais após sexo em hotel

Um casal de amantes parece ter feito uma "caminhada da vergonha" depois de ficarem presos um ao outro durante o sexo, precisando serem resgatados em quarto de hotel. Os dois foram carregados pelo meio da rua para receberem ajuda, sendo recebidos por transeuntes chocados com a cena. Ainda presos um ao outro após o sexo , o casal foi levado em uma maca de madeira. O incidente aconteceu no Quênia e, para não ser identificada, a mulher casada cobriu seu rosto com o lençol. Enquanto isso, seu amante olhava ao redor, observando a multidão. Os dois supostamente estavam tendo um encontro no hotel Explor-Inn quando o homem percebeu que não era capaz de se soltar de sua amada. Literalmente. Assim, ela teria começado a sentir dor e, depois de um tempo, acabaram gritando por ajuda. Outros hóspedes do hotel tentaram ajudá-los, mas a única maneira de garantir que o casal recebesse atendimento médico era carregando os dois, ainda presos, pelas ruas. A cena atraiu muitos curiosos, que ficaram espantados com a situação inusitada. A mídia local especula que o incidente foi resultado de "poção para flagrar adultério", que teria sido usada pelo marido da mulher. Entretanto, tudo indica que foi um caso de vaginismo, que acontece quando os músculos vaginais têm espasmos involuntários. A condição pode ter diferentes causas, como infecção urinária e gatilhos psicológicos. "Presos pela paixão" Não é a primeira vez que um casal adúltero fica preso durante o ato sexual, no Quênia. Em novembro de 2016, um homem não conseguia retirar sue pênis de dentro da parceira também. Isso teria acontecido depois de o marido da mulher ter solicitado a um médico bruxo que amaldiçoasse os órgãos genitais da moça.

Continuar lendo “Amaldiçoados”, mulher casada e seu amante ficam presos pelas genitais após sexo em hotel
Casal condenado por fazer sexo em praia nos EUA pode pegar até 15 anos de prisão
José Caballero e Elissa Álvarez foram presos por fazer sexo em praia na Flórida

Casal condenado por fazer sexo em praia nos EUA pode pegar até 15 anos de prisão

Um homem e uma mulher da Flórida, condenados por terem tido relações sexuais numa praia pública na presença de uma criança, podem pegar até 15 anos de prisão e entrar para a lista de criminosos sexuais, afirmou o advogado deles nesta terça-feira (5). Elissa Álvarez, 20, e José Caballero, 40, foram presos em julho de 2014 em Bradenton Beach, na Flórida, depois que outros banhistas, entre eles a mãe de uma criança de 4 anos que viu o ato, chamaram a polícia para reclamar. Um vídeo feito por uma das testemunhas, que mostra Álvarez, uma assistente de consultório odontológico, movendo-se sugestivamente sobre Caballero, um personal trainer, foi publicado no YouTube e amplamente visto online. "Eles estão devastados, absolutamente devastados", disse Ronald Kurpiers, o advogado do casal. "Não acho que o que eles fizeram justifique classificá-los como criminosos sexuais." Um júri na segunda-feira (4) considerou o casal culpado de ato lascivo ou exibição lasciva na frente de uma criança, um crime de segundo grau, após deliberar por 15 minutos. Antes do julgamento, os réus rejeitaram acordos que limitariam a pena de Caballero a 2,5 anos de prisão e a punição de Álvarez a 90 dias de prisão

Continuar lendo Casal condenado por fazer sexo em praia nos EUA pode pegar até 15 anos de prisão
Casal faz sexo na rua e só para depois de ser algemado pela polícia
O casal fazendo sexo em plena Rua, no Rio de Janeiro.Foto: Victor Viana/Arquivo pessoal)

Casal faz sexo na rua e só para depois de ser algemado pela polícia

O ato foi registrado pelo motorista Vidal Muchado. Um brasileiro e uma argentina foram flagrados tendo relações em via pública. A dupla mantinha relações em pé, encostados em um muro em Armação dos Búzios, no Rio de Janeiro. A situação que aconteceu por volta das 11h, da última quarta-feira (25) e teve que ser separada por guardas. Curiosos relataram que mesmo com a presença de autoridades, o casal continuo com o ato, que só foi interrompido depois que o homem foi algemado. O motorista Vidal Muchado que também passava pelo local, registrou o momento e falou que os presentes ficaram abismados. "Muitas crianças estavam saindo da aula. A feira também fica próxima de um pier de desembarque de transatlânticos e havia dois parados no momento em que eles estavam tendo relações. Os turistas acompanharam tudo e todos ali estavam abismados", disse. O Casal foi levado para delegacia onde foi atuado por atos obsceno em via pública e logo em seguida foram liberados.

Continuar lendo Casal faz sexo na rua e só para depois de ser algemado pela polícia
Aí vão as dicas: quatro sinais de que você está saindo com um babaca!
Se ele fica só no celular, fique esperta; a mulher, talvez, esteja com um autêntico babaca ao sue lado

Aí vão as dicas: quatro sinais de que você está saindo com um babaca!

Por Danilo Barba | Sexo Oposto (Yahoo!) Dizem por aí que os bonzinhos só se ferram e a maioria das mulheres hão de concordar. Afinal de contas, considerando a quantidade de cafajestes que elas encontram antes de conhecer o cara certo, isso provavelmente é verdade. Na verdade, por motivos intangíveis, até as mulheres mais inteligentes e bem apessoadas já se deixaram levar por idiotas em algum momento da vida. Para poupar o seu coração e o seu tempo, veja os sinais que o Style Caster reparou no comportamento deles e previna-se! Continue lendo...

Continuar lendo Aí vão as dicas: quatro sinais de que você está saindo com um babaca!
Depois de violentada durante 10 anos, jovem é encontrada em cativeiro, nos EUA
Suspeito é um ex-namorado da mãe da vítima. (Foto: SANTA ANA POLICE DEPARTMENT)

Depois de violentada durante 10 anos, jovem é encontrada em cativeiro, nos EUA

Vítima ainda teve um filho com o seu sequestrador Uma jovem de 25 anos foi encontrada com vida após passar dez anos em cativeiro nos Estados Unidos sendo violentada, informou a polícia nesta quarta-feira, após deter o sequestrador e estuprador na Califórnia. Vítima ainda teve um filho com o seu sequestrador, segundo informações da AFP. O criminoso, identificado como Isidro García, de 41 anos, violentou de forma frequente a jovem, após sequestrá-la em 2004 em Santa Ana, sudeste de Los Angeles, revelou a polícia. Seu desaparecimento foi denunciado pela mãe em agosto desse mesmo ano. García era namorado da mãe da jovem e morava na mesma casa com as duas. A mulher suspeitava que o parceiro abusava sexualmente da filha, mas não tinha provas para denunciá-lo, explicou a polícia de Santa Ana.

Continuar lendo Depois de violentada durante 10 anos, jovem é encontrada em cativeiro, nos EUA
Nos EUA, aluno ganha nota alta após fazer sexo com a professora
Professora Kalyn Thompson, acusada de trocar nota por sexo

Nos EUA, aluno ganha nota alta após fazer sexo com a professora

Kalyn Thompson, professora de 25 anos no estado norte-americano de Oklahoma, está sendo acusada de dar nota alta para um aluno após o estudante ter feito sexo com ela. O aluno, de 18 anos, havia sido reprovado em inglês no semestre anterior, mas recebeu nota 98 após se relacionar com a professora. Ela se demitiu em meados de abril, segundo as informações do jornal britânico Daily Mail. A demissão ocorreu após as "atividades extracurriculares" de Kalyn terem sido investigadas pela escola. Ela foi detida pela polícia e liberada após pagar fiança de US$ 35 mil (cerca de R$ 77 mil). O relacionamento foi descoberto por causa das mensagens de texto trocadas entre a docente e o aluno, informa o jornal. As conversas começaram em dezembro de 2013, fora da escola, disse o estudante.

Continuar lendo Nos EUA, aluno ganha nota alta após fazer sexo com a professora