Herdeiros de beneficiários podem sacar PIS/Pasep em qualquer data

Com a documentação que comprove o óbito e o vínculo com o falecido, não é necessário seguir o calendário de saque Herdeiros de beneficiários idosos do PIS/Pasep já podem fazer saques dos valores em qualquer data, de acordo com a Caixa Econômica Federal. A operação pode ser feita fora do calendário para idosos em qualquer agência, desde que sejam apresentados os documentos que comprovem o óbito e o vínculo familiar. No caso de beneficiário falecido, o saque deve ser realizado na agência, independentemente do valor. Saque por procuração A medida provisória que determina a disponibilidade dos valores para saque também contempla casos nos quais o beneficiário não faleceu, mas esteja impossibilitado de comparecer às agências. Estão inseridos nessa regra: invalidez do titular ou dependente; transferência do militar para reserva remunerada ou reforma; idoso e/ou portador de deficiência alcançado pelo Benefício da Prestação Continuada; câncer ou Aids do titular ou dependente; doenças listadas na Portaria Interministerial MPAS/MS 2.998/2001 do titular ou dependente. Deverão ser apresentados: - Documento de identificação pessoal válido do sacador - Comprovante de inscrição PIS/Pasep (este item é opcional, e, de acordo com a Caixa, é uma alternativa para caso os dados apresentados não permitam a identificação da conta) - Documento que comprove a relação de vínculo com o titular, dentre os seguintes: • certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte expedida pelo INSS • atestado fornecido pela entidade empregadora (no caso de servidor público) • alvará judicial designando o sucessor/representante legal • formal de partilha/escritura pública de inventário e partilha

Continuar lendo Herdeiros de beneficiários podem sacar PIS/Pasep em qualquer data

Caixa antecipa saque do FGTS para nascidos em setembro, outubro e novembro

Para operacionalizar os saques, 2.015 agências da Caixa abrirão das 9h às 15h neste sábado; Já nos dias 12, 13 e 14 de junho, as agências abrirão duas horas mais cedo A Caixa Econômica Federal antecipou novamente o calendário de saques de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Para os beneficiários nascidos em setembro, outubro e novembro, a data para início dos saques, prevista em 16 de junho, foi remarcada para o próximo sábado, dia 10 de junho. A medida foi anunciada pelo presidente da Caixa, Gilberto Occhi, em coletiva na sede do banco em Brasília. Com a nova fase de pagamentos, a expectativa é já superar os R$ 30 bilhões liberados das contas inativas, informou o presidente. Segundo Occhi, a projeção inicial de pagamentos entre R$ 30 bilhões e R$ 35 bilhões será facilmente superada ao final do programa. "A perspectiva de pagamentos se aproxima dos R$ 40 bilhões", disse. Para operacionalizar os saques, 2.015 agências da Caixa abrirão das 9h às 15h neste sábado, e outras 69 agências terão a sala de autoatendimento disponível aos beneficiários. Já nos dias 12, 13 e 14 de junho, as agências abrirão duas horas mais cedo do que o habitual para atender os beneficiários. A antecipação, segundo Occhi, se deve à proximidade da data prevista inicialmente ao feriado de Corpus Christi. Entre 10 de março e 02 de junho, a Caixa registrou o pagamento de R$ 27,6 bilhões relativos às contas inativas do FGTS, 95,2% do total inicialmente previsto no período (R$ 29,1 bilhões). Foram beneficiados 16,3 milhões de trabalhadores, 81% do total, segundo a Caixa. O saque das contas inativas do FGTS para beneficiários nascidos em dezembro está prevista para 14 de julho. Até lá, trabalhadores nascidos nos outros meses também poderão solicitar o pagamento. Impacto revisado. O presidente da Caixa ainda afirmou que o governo, por meio do Ministério do Planejamento, pode rever a estimativa de impacto do saque das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) na atividade econômica. Segundo o presidente, a expectativa é de que os pagamentos se aproximem dos R$ 40 bilhões, mais do que a previsão inicial, entre R$ 30 bilhões e R$ 35 bilhões. Com as projeções anteriores, a estimativa era um impacto equivalente a 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

Continuar lendo Caixa antecipa saque do FGTS para nascidos em setembro, outubro e novembro