Martelo batido! Fechada a venda da TV Mirante de São Luís e Imperatriz para grupo empresarial mineiro

Confirmando uma série de rumores, a família Sarney fechou mesmo negócio para a venda da TV Mirante. Assim, a emissora do clã passara a integrar a Rede Integração, uma grupo que também é afiliado à Rede Globo, com sede na Zona Leste de Uberlândia, no Estado de Minas Gerais. Segundo informações - e hoje o o blog do John Cutrim também trata do assunto -, Fernando Sarney e Sarney Filho foram os responsáveis pela venda da Mirante de São Luís e de Imperatriz ao empresário Tubal de Siqueira Silva, proprietário da Rede Integração que. além da TV, conta com emissoras de rádio, uma operadora de TV a Cabo, uma empresa com soluções para web (Webroom) e uma produtora de vídeo (Imaginare Filmes) em Minas Gerais. A documentação está sendo providenciada para a assinatura do contrato. Mas permanece em mistério o valor da transação. Vai-e-vem Por problemas financeiros, o Sistema Mirante da família Sarney resolveu colocar à venda as emissoras de TV de São Luís e de Imperatriz, as galinhas gordas do grupo. Antes fez uma série de ajustes, cortando despesas com recursos materiais e humanos, chegando a demitir cerca de 30 profissionais só da área de Comunicação, sem contar os de outros setores do sistema. Mesmo assim, a penúria permaneceu. O negócio com esse mesmo grupo já estava quase fechado, quando surgiu um problema: por decisão da Justiça Estadual, os bens de uma das principais acionistas do Sistema Mirante, a ex-governadora Roseana Sarney, ficaram indisponíveis - ela não podia lançar mão de suas posse - a pedido do Ministério Público Estadual, por conta do rumoroso processo da "máfia fiscal". Sabendo disso, o grupo desistiu do negócio. Mas num desses lances de sorte, eis que o desembargador Froz Sobrinho, do Tribunal de Justiça do Maranhão, julgando a causa, devolveu a Roseana Sarney os seus bens, que estavam bloqueados por outra decisão judicial. Caiu, então, o empecilho para a venda das emissoras de TV, e o grupo de Tubal de Siqueira voltou a se interessar pela compra.

Continuar lendo Martelo batido! Fechada a venda da TV Mirante de São Luís e Imperatriz para grupo empresarial mineiro

Lava Jato: Sarney e Roseana listados em planilha da Odebrecht

Documentação apreendida pela PF mostra pagamentos a pelo menos 200 políticos de praticamente todos os partidos O ex-senador José Sarney (PMDB) e a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) são citados na lista apreendida na residência do presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa Silva Junior, o BJ. O material foi coletado pela Polícia Federal durante as investigações da 23ª fase da Operação Lava Jato. Roseana é citada como beneficiária de pagamentos da ordem de R$ 540 mil, ocorridos no dia 14 de setembro de 2010, durante a campanha eleitoral. A Lava Jato não confirma se os repasses ocorreram de forma ilegal, mas na prestação de contas eleitorais da ex-governadora não estão listadas transferências desses valor no dia 14 de setembro. Nem mesmo por meio do comitê financeiro único ou do diretório nacional do PMDB. Mas os policiais não descartam a possibilidade de que os valores possam ter sido passados de forma fracionada aos políticos. O ex-presidente também é apontado como beneficiário de repasses da Odebrecht, no valor de R$ 100 mil. Para Sarney, que é identificado com “escritor”, a transferência teria ocorrido em São Luís. A data do possível repasse não é apontada pela planilha da empreiteira.

Continuar lendo Lava Jato: Sarney e Roseana listados em planilha da Odebrecht

Veja fala das dificuldades de Roseana Sarney, caso decida ser candidata a prefeita de São Luís

Radar Online, do jornalista Lauro Jardim, diz que a ex-governadora Roseana Sarney negocia uma candidatura à prefeitura de São Luís em 2016, mas enfrenta resistência no próprio PMDB. Diz ele: "Pesquisas internas apontaram a filha de José Sarney mal, bem mal nas intenções de voto. "Roseana é investigada pelo Supremo Tribunal Federal sob a acusação de ter se beneficiado com a propina desviada da Petrobras. Ela também é acusada de cobrar suborno do doleiro Alberto Youssef para autorizar o pagamento de precatórios antigos da Construtora Constran.

Continuar lendo Veja fala das dificuldades de Roseana Sarney, caso decida ser candidata a prefeita de São Luís
STF aceita delação do dono da UTC/Constran e pode colocar Roseana e Lobão em maus lençóis
Roseana, com Sarney e Lobão: delação pode complicar o Caso Constran

STF aceita delação do dono da UTC/Constran e pode colocar Roseana e Lobão em maus lençóis

Se já estava complicado para Lobão e Roseana, agora complicou muito mais com a decisão do STF em aceitar o acordo de delação premiada de Ricardo Pessoa, dono das empreiteiras UTC e Constran, preso pela Polícia Federal na operação Lava Jato. As revelações de Pessoa podem ir além da denúncia da contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza, de que a Constran teria recebido o precatório de R$ 110 milhões depois de pagar propina para ex-governadora Roseana Sarney. O empresário é apontado como líder do cartel de empresas que atuava na Petrobras e que envolvia pagamento do faz-me-rir a políticos Nas negociações para o acordo de delação premiada, Pessoa disse que deu R$ 1 milhão para o senador Edison Lobão (PMDB), à época em que este ocupava o Ministério de Minas e Energia, para não criar empecilhos na obra da usina nuclear de Angra 3. A UTC conquistou um dos contratos da usina nuclear, obra estimada em R$ 2,9 bilhões, em consórcio formado com a Odebrecht, Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez. Todas investigadas pela Lava Jato sob suspeita de terem pago propina para conquistar contratos da Petrobras. Não é preciso ser um Einstein para calcular que Pessoa tem conhecimento das negociações para a contratação de empresas para fazer a terraplanagem da refinaria em Bacabeira, onde foi gasto R$ 1,5 bilhão, sem que o projeto tenha saído do papel. O consórcio Galvão-Serveng-Fidens foi o beneficiado com a “obra”.

Continuar lendo STF aceita delação do dono da UTC/Constran e pode colocar Roseana e Lobão em maus lençóis
Ricardo Pessoa cita nome de ex-ministro Edison Lobão a investigadores da Lava-Jato
Suspeitos de propina, Lobão e Roseana podem ser ouvidos na próxima semana.

Ricardo Pessoa cita nome de ex-ministro Edison Lobão a investigadores da Lava-Jato

Chefe do "clube vip" das empreiteiras é ouvido pela PGR em Brasília O nome do senador Edison Lobão, ex-ministro de Minas e Energia, foi citado por Ricardo Pessoa, dono da UTC, a investigadores da Operação Lava-Jato. O nome do senador já havia sido mencionado por outros delatores da Lava-Jato. Lobão é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por ter supostamente solicitado recursos para a campanha da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney. Os depoimentos de Lobão e de Roseana estão previstos para a próxima semana, na sede da Polícia Federal em Brasília. Eles deverão esclarecer a investigadores a suposta participação no esquema de corrupção envolvendo a Petrobras. Pessoa, considerado chefe do "clube vip" das empreiteiras, foi ouvido nesta quarta-feira, 13, na sede da Procuradoria-Geral da República, em Brasília. A viagem do empreiteiro foi autorizada na terça-feira pelo juiz Sérgio Moro, que cuida da Lava-Jato na 1ª instância judicial, em Curitiba (PR). A viagem foi solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Pessoa está prestes a firmar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Continuar lendo Ricardo Pessoa cita nome de ex-ministro Edison Lobão a investigadores da Lava-Jato
Deu na Veja – Justiça! Governo do MA vai responsabilizar Roseana por negociata citada na Lava Jato
Governadora Roseana Sarney será acusada de ter compactuado por irregularidades em precatórios (Marcelo Camargo/Folha Imagem/VEJA)

Deu na Veja – Justiça! Governo do MA vai responsabilizar Roseana por negociata citada na Lava Jato

Relatório de comissão criada por Flávio Dino (PCdoB) será encaminhado ao Ministério Público, e detalha o caso dos precatórios investigado pela PF Mariana Zylberkan O governo do Maranhão vai encaminhar ao Ministério Público um relatório em que responsabiliza a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) no esquema de pagamento de precatórios à empresa Constran, investigado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal. Elaborado pela Comissão de Investigação instituída pelo governador Flavio Dino (PCdoB) no primeiro dia de trabalho, o documento trará provas de que o acordo não trouxe qualquer vantagem para o Estado. Oficialmente, o governo de Flavio Dino afirmou que as investigações ainda estão em andamento. Por meio de escutas, os investigadores da Lava Jato descobriram que o doleiro Alberto Youssef, pivô do petrolão, negociava o pagamento de precatórios do governo do Maranhão à Constran. A dívida era de 113 milhões de reais e dizia respeito a serviços de terraplanagem e pavimentação da BR-230 contratados na década de 1980. Em um e-mail obtido pela Justiça, Walmir Pinheiro, da UTC Engenharia, comemora o pagamento da primeira parcela do precatório e resume: “Agora é torcer para que o Maranhão honre com as demais parcelas”. Meire Poza, ex-contadora de Youssef, afirmou em depoimento à PF em agosto passado que o valor negociado pelo chefe em nome de Roseana foi de 6 milhões de reais.

Continuar lendo Deu na Veja – Justiça! Governo do MA vai responsabilizar Roseana por negociata citada na Lava Jato

Derrotado, clã Sarney busca receita política para poder sobreviver no Maranhão

Após sofrer uma derrota histórica na disputa pelo governo do Maranhão, o clã Sarney está no divã e fala agora em se reinventar. Apesar disso, os próprios aliados sabem que a tarefa não será das mais fáceis. Além do desgaste nas urnas, faltam nomes que possam liderar uma espécie de ressurreição do grupo. Durante as eleições deste ano, o clã Sarney perdeu não somente a disputa pelo governo do Estado como também a única vaga em disputa ao Senado. Na corrida pelo governo estadual, o candidato do grupo, Lobão Filho (PMDB), filho do ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB), perdeu em primeiro turno para o ex-presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) Flávio Dino, por uma diferença de aproximadamente 1 milhão de votos. Na disputa ao Senado, o candidato do clã, o ex-ministro do Turismo Gastão Vieira (PMDB), foi derrotado por Roberto Rocha (PSB). Essa foi a primeira vez na história do Maranhão que o clã Sarney deixou de eleger ao menos um senador. Na prática, os Sarney elegeram apenas duas pessoas em cargos menores: Sarney Filho (PMDB), reeleito à Câmara Federal, e Adriano Sarney (PV), neto do ex-presidente do Senado José Sarney (PMDB), eleito para a Assembleia Legislativa do Maranhão.

Continuar lendo Derrotado, clã Sarney busca receita política para poder sobreviver no Maranhão
Governadora Roseana decreta luto de 3 dias pela morte de Eduardo Campos
A governadora Roseana Sarney se disse consternada com a morte de Eduardo Campos.

Governadora Roseana decreta luto de 3 dias pela morte de Eduardo Campos

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, decretou luto de três dias pela morte do governador licenciado de Pernambuco e candidato à presidência da República, Eduardo Campos, do PSB, ocorrida em acidente aéreo, no início desta quarta-feira (13), em Santos (SP). Ao saber da notícia, Roseana Sarney se disse bastante consternada e emitiu Nota de Pesar, na qual se solidarizou com a família do político nordestino. - “Sempre tive uma relação de muito respeito com Eduardo Campos. Ficamos todos tristes com essa tragédia. Solidarizo-me com a família e, em especial, com Anna Arraes, mãe de Eduardo Campos, ex-deputada federal e atual Ministra do Tribunal de Contas da União. Tenho certeza de que Pernambuco e o Brasil perdem um nordestino e homem de futuro na política brasileira”, declarou a governadora.

Continuar lendo Governadora Roseana decreta luto de 3 dias pela morte de Eduardo Campos
Marrapá: “Ricardo Murad pressiona por troca de Edinho e faz Roseana Sarney chorar”
Roseana teria chorado quando ouvira Murad dizer que não apóia Lobão Filho

Marrapá: “Ricardo Murad pressiona por troca de Edinho e faz Roseana Sarney chorar”

Do blog Marrapá Decidido a não apoiar a candidatura de Edinho Lobão para o governo do Maranhão, o secretário de Saúde, Ricardo Murad, reuniu-se ontem (21) com a governadora Roseana Sarney (PMDB) para relatar o seu descontentamento com o filho de Lobão. Acuado pelas últimas declarações do suplente de senador, que ameaçou afastá-lo da vida pública no seu eventual governo, Murad foi bater no Palácio dos Leões com o objetivo de exigir da governadora que o candidato do grupo seja o senador João Alberto (PMDB). De acordo com relatos feito ao blog, o secretário-cunhado argumentou que Lobinho desmoralizou todo o grupo Sarney na entrevista destrambelhada ao jornal Valor Econômico e garantiu que, caso o candidato não seja trocado, não se empenhará pela disputa majoritária, liberando as bases para votar em Flávio Dino (PCdoB). À publicação, Edinho decretou a aposentadoria do oligarca José Sarney (PMDB) e ameaçou também auditar as contas do governo e da Secretaria de Saúde. “Quando se fala em coronel no Maranhão, se imagina logo a família Sarney. Ela [a família] está saindo do cenário político. Saindo por idade ou cansaço”, disse. O confronto entre os dois foi tenso. Depois de ser responsabilizada pelas afrontas de Edinho Lobão, a governadora afirmou que não poderia fazer nada e, chorando, lavou as mãos em relação às eleições deste ano. “O que eu mais quero é terminar essa droga de governo e ir me embora com o Jorge (Murad) para Miami”, teria dito Roseana.

Continuar lendo Marrapá: “Ricardo Murad pressiona por troca de Edinho e faz Roseana Sarney chorar”
Deu em O Globo! Refinaria no Maranhão gasta R$ 1,6 bi e não sai do papel. TCU vê irregularidades
Lula, Dilma, Sarney, Roseana e Lobão, no lançamento do que seria uma refinaria da Petrobrás e hoje é um canteiro de obras fantasma...

Deu em O Globo! Refinaria no Maranhão gasta R$ 1,6 bi e não sai do papel. TCU vê irregularidades

TCU vê irregularidades em obra anunciada com pompa em 2010, no Maranhão. Refinaria Premium I em Bacabeira, seria a maior refinaria do Brasil, mas construção foi paralisada. Deputado Domingos Dutra quer a CPI da Petrobras investigando as obras da refinaria fantasma Com informações de Chico de Gois, de O Globo BACABEIRA (MA) - No início de 2010, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a governadora Roseana Sarney, o pai dela, senador José Sarney (PMDB-AP) e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, fizeram festa, com direito a discurso, para o lançamento da pedra fundamental da Refinaria Premium I em Bacabeira, a 60 km de São Luis. Seria a maior refinaria do Brasil, com capacidade de produzir 600 mil barris/dia, empregaria 25 mil pessoas no ápice das obras e deveria entrar em pleno funcionamento em 2016. Quatro anos depois, o que se vê é a paralisação da obra, que somente em terraplanagem, consumiu R$ 583 milhões, além de mais R$ 1 bilhão em projetos, treinamentos, transporte, estudos ambientais. Todo o montante foi pago pela Petrobras. O custo total da refinaria está estimado em R$ 38 bilhões, mas a própria empresa afirmou, em nota enviada ao GLOBO, que “somente após a conclusão da etapa de consulta ao mercado será possível mensurar o custo total da refinaria”. A previsão, agora, é que ela entre em operação em 2018. Apesar da festa no lançamento da pedra fundamental, nem projeto básico havia na ocasião. De prioritária, a futura refinaria entrou num limbo. No Plano de Negócios para o quadriênio 2013/2017, o empreendimento consta apenas na carteira de fase de projeto. Um relatório de fiscalização do Tribunal de Contas da União (TCU), de abril do ano passado, apontou indícios graves de irregularidade na terraplanagem — a única obra que teve início, mas que foi paralisada sem ser concluída, conforme relatório do tribunal. De acordo com os fiscais do TCU, somente em 1º de novembro de 2010 — oito meses depois da festa com Lula e companhia — e já com a terraplanagem em andamento, é que foi assinado um contrato para elaboração do projeto básico da Refinaria.

Continuar lendo Deu em O Globo! Refinaria no Maranhão gasta R$ 1,6 bi e não sai do papel. TCU vê irregularidades