Revitalização da Bacia do Itapecuru desperta interesse dos caxienses, atesta seminário

Discutir e fomentar políticas públicas que possibilitem revigorar todas as bacias hidrográficas do Msaranhão, discutindo e recolhendo propostas junto às populações diretamente afetadas. São essas, basicamente, as linhas centrais propostas pelos seminários de Revitalização dos Rios Maranheenses e suas Nascentes, realizado em sua terceira edição na cidade de Caxias, no final de semana. Tanto que evento – realizado pelo senador Roberto Rocha (PSB) e pelo Instituto Cidade Solidária - teve grande adesão dos caxienses, que lotaram o auditório para trocar experiências com especialistas e autoridades na área ambiental sobre “a Bacia do Itapecuru - Sua Importância e Propostas Para a Sua Revitalização”, um dos temas abordados durante as atividades técnicas do seminário Ministraram palestras: o desembargador, Dr. Arthur Almada Lima, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias: e Carlos Benedito Maciel, coordenador do Comitê das Bacias Hidrográficas do Itapecuru,. A chefe da Unidade de Meio Ambiente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba- Codevasf, Ericka Cunha, deu a conhecer sobre o que este órgão já tem planejado para a Bacia Hidrográfica do Itapecuru. As atividades técnicas estimularam os debates e promoveram a interação dos participantes, por meio de perguntas e repostas. Elas foram coordenadas pelo vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho Jr., e pela Prfª da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Joseleide Teixeira Câmara.

Continuar lendo Revitalização da Bacia do Itapecuru desperta interesse dos caxienses, atesta seminário

Seminário em Pedreiras aprofunda urgência na revitalização do Rio Mearim e de outros no MA

Com o auditório lotado, por ocasião do Seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses e suas Nascentes” realizado em Pedreiras, na última sexta-feira, 26, o Senador Roberto Rocha (PSB) reafirmou compromisso com a recuperação das bacias hidrográficas maranhenses. Em coletiva, assim como na solenidade de abertura do evento, Rocha afirmou que a aquisição de máquinas e outros equipamentos vão possibilitar obras nas margens dos principais rios do estado e também nos municípios banhados por esses rios. As obras serão realizadas por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba – CODEVASF. A falta de preservação, principal causa do assoreamento dos rios, tem sido a bandeira do senador, que em parceria com o Instituto Cidade Solidária, idealizou o seminário, e, com o de Pedreiras, já realizou dois eventos com lotação esgotada. O primeiro, em São Luís, aconteceu em março e reuniu quase mil pessoas. - “Estamos trazendo representantes de órgãos do governo federal para ajudar o principal patrimônio da região do Mearim, após a população. Depois do povo maranhense, o bem mais importante do Maranhão são nossas águas. Sem água não há vida. E a gente só sabe dar o valor para a água quando a fonte seca. Estamos aqui discutindo formas com a sociedade, com os estudantes, o mundo acadêmico, o mundo político, todas as pessoas, buscando formas de enfrentar esse enorme problema”, afirmou o senador, referindo-se à situação por que passam os rios maranhenses, com suas nascentes prejudicadas por vários fatores, entre eles a ausência de gestão pública. O senador falou ainda dos recursos viabilizados por meio de emendas e projetos de sua autoria com o objetivo de trabalhar na recuperação dos mananciais e também possibilitar sistemas de tratamento água e esgoto para os municípios, de forma a que os rios sejam poupados de receber dejetos e poluição: - “Temos procurado colocar a mão na massa. Compramos 15 (quinze) milhões de equipamentos; entre dragas, escavadeiras hidráulicas e outras máquinas pesadas para fazer o trabalho de desassoreamento dos rios. Vamos fazer projetos de água e esgoto das principais cidades que são cortadas pelos principais Rios, como aqui em Pedreiras. Fiz questão de trazer o diretor do DENOCS, que toma conta da barragem do Rio Flores, para que possamos de uma vez por todas resolver esse problema da barragem“, conclui o parlamentar. Após o seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses e suas Nascentes”, Roberto Rocha sobrevoou, de helicóptero, a Barragem do Flores, acompanhado do presidente do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, Ângelo Guerra, que admitiu ter sido providencial a iniciativa do senador em convidá-lo a ouvir a população e outros segmentos, como os representantes do Comitê da Bacia do Mearim, durante o seminário.

Continuar lendo Seminário em Pedreiras aprofunda urgência na revitalização do Rio Mearim e de outros no MA

Segunda edição do seminário sobre Revitalização dos Rios Maranhenses será em Pedreiras

O seminário “Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes” volta a ser realizado, em sua segunda edição, dia 26 de maio, no município de Pedreiras (MA) . O evento vai acontecer no auditório da Faculdade de Educação São Francisco- FAESF, das 8 horas ao meio-dia e reunirá legisladores, representantes dos setores público e privado, entidades ambientais, estudantes e pessoas da comunidade Realizado pelo Instituto Cidade Solidária, co- realização do Movimento Ensinando e Aprendendo (MEA), o seminário pretende refletir e traçar estratégias para revitalizar todos os rios maranhenses, com foco nas bacias do Rios Itapecuru, Parnaíba e Mearim. A primeira edição do seminário ocorreu no mês de março, no auditório da Fiema, em São Luís, e reuniu cerca de 800 pessoas entre políticos, empresários, gestores, ambientalistas, estudantes, entidades, órgãos públicos e privados, dentre outros profissionais de diversas áreas, que por meio de palestras e mesas redondas, apresentaram projetos sobre meio ambiente e discutiram ações de responsabilidade socioambiental.

Continuar lendo Segunda edição do seminário sobre Revitalização dos Rios Maranhenses será em Pedreiras
Emendas de Roberto Rocha denotam preocupação com revitalização de rios maranhenses
Maior parte dos recursos das emendas de Roberto Rocha destina-se à recuperar os rios do Maranhão

Emendas de Roberto Rocha denotam preocupação com revitalização de rios maranhenses

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) indicou emendas ao Orçamento Geral da União de 2016 com destinação específica e de acordo com o contingenciamento anunciado pelo governo federal, totalizando R$ 11.198.438,00 destinados a municípios e entidades que atuam e projetos que beneficiam o Maranhão. Das emendas, R$ 2.600.000,00 destinam-se à revitalização dos rios maranhenses, a maior parte desse valor será destinado à Codevasf para aquisição de equipamentos que viabilizem a elaboração do projeto de salvamento dos rios e R$ 600 mil irão para a Embrapa, em um projeto de viveiro de mudas de plantas nativas que serão usadas nas margens dos rios, a fim de conter o assoreamento. A saúde receberá R$ 5.559.219,00 para aquisição de equipamentos e ampliação dos hospitais de Balsas e Codó. A orla do rio Balsas tem recursos previstos de R$ 1.699.219 e há previsão de R$ 700.000,00 para construção e recuperação estradas vicinais.

Continuar lendo Emendas de Roberto Rocha denotam preocupação com revitalização de rios maranhenses
Roberto Rocha tenta sensibilizar a Codevasf para reabilitar os rios maranhenses
Rio Itapecuru: antes, um dos mais caudalosos do Maranhão. Agora, definha, progressivamente...

Roberto Rocha tenta sensibilizar a Codevasf para reabilitar os rios maranhenses

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) entregou ao presidente da Codevasf, Felipe Mendes, um relatório sobre a situação dos rios maranhenses, contendo fotos enviadas por dezenas de internautas, e apresentou a ele sua proposta de revitalização das bacias hidrográficas, com preservação do meio-ambiente e recuperação de navegabilidade. No encontro, eles também conversaram sobre projeto da Codevasf para a construção de um dique na Baixada Maranhense. Roberto Rocha destinou uma emenda de bancada no Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2016 para o início desse projeto. A iniciativa foi elogiada por Felipe Mendes. Segundo ele, a Codevasf já tem estudos nessa área e poderá desenvolver o projeto assim que o governo federal liberar os recursos. No encontro, que contou com a participação do diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Companhia, Luiz Augusto Fernandes, o presidente da Codevasf também falou do projeto de engenharia, que está em fase final de elaboração pelo órgão, para a construção dos Diques da Baixada Maranhense. A obra deverá alcançar 11 municípios, com 70,6 km de extensão, e permitirá a contenção de água doce nos campos naturais durante a estação chuvosa, retardando o seu escoamento para o mar sem alterar as cotas máximas de inundação.

Continuar lendo Roberto Rocha tenta sensibilizar a Codevasf para reabilitar os rios maranhenses
Senador Roberto Rocha entrega relatório sobre rios maranhenses ao Ministério da Integração
Roberto Rocha: relato da situação dos rios maranhenses e providências para salvá-los.

Senador Roberto Rocha entrega relatório sobre rios maranhenses ao Ministério da Integração

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) entregou ao secretário executivo do Ministério da Integração Nacional, Carlos Vieira, um relatório com informações e fotos enviadas ao e-mail do seu gabinete (gabinete@senado.leg.br) mostrando a situação dos principais rios maranhenses e pediu prioridade para a liberação de recursos no Orçamento da União em 2016 para o projeto de revitalização das bacias hidrográficas do Maranhão. O senador apresentou emendas ao projeto de lei do orçamento prevendo recursos para essa ação. “Precisamos começar a tomar providências para garantir a qualidade das nossas águas”, afirmou Roberto Rocha. “É muito bom receber pedidos como esse, com visão de futuro e bem embasados”, elogio Carlos Vieira. O secretário executivo do Ministério lembrou que a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) já tem experiência no trabalho de recuperação ambiental dos rios e que poderá atuar nesses projetos a partir do próximo ano. O senador lembrou que o Maranhão tem 12 bacias hidrográficas e parcela importante das águas doces do Nordeste e que a preservação dessas bacias é um passo importante para o cumprimento das metas brasileiras relativas ao meio ambiente, anunciadas pela presidente Dilma Rousseff em setembro deste ano em reunião da ONU. Roberto Rocha também disse que esse projeto poderá ser um anúncio positivo do Brasil na 21ª Conferência do Clima (COP 21), que acontece em dezembro, em Paris.

Continuar lendo Senador Roberto Rocha entrega relatório sobre rios maranhenses ao Ministério da Integração
Caema se mexe e discute a  despoluição de  praias e rios de São Luís
Lagoa da Jansen, um dos cartões postais de São Luís, pode, finalmente, vir a ser despoluída...

Caema se mexe e discute a despoluição de praias e rios de São Luís

O Governo do Estado vai desenvolver uma série de ações para melhoria da balneabilidade das praias da capital e despoluição dos rios Calhau, Pimenta, Claro e da Lagoa da Jansen. O planejamento estratégico das ações foi apresentado, em reunião, pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema). As ações para balneabilidade eliminarão, de forma definitiva, os pontos de lançamento de esgoto na orla. “Estamos, neste momento, apresentando o novo cronograma estabelecido para obras de esgotamento em São Luís. De imediato, trabalhamos para agilizar processos internos que estavam parados e conseguimos a liberação de recursos para início dos trabalhos de despoluição do Rio Calhau. Essas ações são prioritárias e tem a atenção do governador Flávio Dino, que tem compromisso com a melhoria da qualidade de vida dos maranhenses”, explicou o presidente da Caema, Davi Telles. Para o trabalho de despoluição do Rio Calhau estão assegurados recursos da ordem de R$ 10 milhões do Ministério do Turismo, desse valor, R$ 393 mil estão disponíveis para o início dos trabalhos já nos próximos dias. O processo licitatório foi concluído e a empresa que realizará o trabalho já está contratada. Davi Telles informou que o Governo do Estado também está agilizando o processo licitatório para contratação de empresa para execução de obras de despoluição dos rios Pimenta e Claro, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Continuar lendo Caema se mexe e discute a despoluição de praias e rios de São Luís