Luciano Huck diz que seria uma ‘insanidade’ ser candidato agora

Apresentador de TV afirma que fez 'reflexão importante' e que levou em conta que candidatura seria 'ruptura' muito grande com sua família e sua carreira O apresentador de TV Luciano Huck disse que não desistiu da candidatura a presidente da República porque nunca chegou a ser candidato de fato e afirmou que seria uma “insanidade” promover uma “ruptura tão grande” na sua carreira como apresentador e com sua família – casado com a apresentadora Angélica, ele tem três filhos. “Foi uma reflexão importante. Confesso que não foi uma coisa que saiu fácil”, disse, sobre o artigo que escreveu no jornal Folha de S. Paulo anunciando que não iria disputar a Presidência da República. “Eu não sou candidato a presidente nesta eleição, aqui agora, neste momento”, disse nesta segunda-feira no evento Amarelas ao Vivo. Ele disse que quer continuar contribuindo com o debate político, participando de movimentos sociais, e ajudando a encontrar alternativas ao país. Ele ressaltou a sua experiência por viajar pelo Brasil – dois estados por semana, afirmou – e conhecer realidades distintas. “O discurso na avenida Faria Lima e no Leblon é muito diferente do discurso no Nordeste, no interior de Pernambuco”, afirmou. O apresentador afirmou que não foi pressionado pela TV Globo, onde apresenta o programa Caldeirão do Huck, nem pela sua família – elogiou a postura da sua esposa em todo o processo.

Continuar lendo Luciano Huck diz que seria uma ‘insanidade’ ser candidato agora

Caso Fifa: Globo pagou propina por direitos de TV, diz testemunha

Alejandro Burazco está preso desde 2015; Ele afirmou que a Rede Globo pagou propina para vencer a concorrência dos direitos de transmissão de competições internacionais.  A testemunha do caso Fifa Alejandro Burzaco, que trabalhava para a Torneos y Competencias SA, da Argentina, afirmou que a Rede Globo pagou propina para vencer a concorrência dos direitos de transmissão de competições internacionais. A emissora teria participado do pagamento junto com outras cinco TVs. Segundo a Folha de S. Paulo (via Bloomberg), Burzaco foi interrogado nos Estados Unidos durante esta terça. Ele é uma das testemunhas de acusação de José Maria Marín, ex-presidente da CBF, preso em Nova York.

Continuar lendo Caso Fifa: Globo pagou propina por direitos de TV, diz testemunha

Namorado de Fátima Bernardes detona Globo nas redes sociais e já citou Bonner

Túlio Gadelha já fez declarações criticando a emissora, principalmente no âmbito político Bastou Fátima Bernardes aparecer com o novo namorado nesta quinta-feira (2) para aguçar a curiosidade dos internautas, ávidos por mais detalhes sobre o assunto. Até o momento, sabe-se que o bonitão Túlio Gadelha é pernambucano, tem 29 anos (26 a menos que a apresentadora), já foi candidato a deputado e, para surpresa de alguns, é crítico ferrenho da Globo nas redes sociais. No ano passado, Túlio fez declarações criticando a emissora, principalmente no âmbito político. "Globo golpista, quando é pra afastar, foi um domingo inteiro destinado para ouvir trocentos deputados falarem asneiras e concluir com um 'sim'. Quando é para ouvir a defesa da acusada, fica transmitindo novela. Fala sério", desabafou o rapaz sobre a cobertura do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Em 2013, Túlio cita até William Bonner, o ex de Fátima em sua reprovação: "Só pode ser piada: No Jornal Nacional da Globo, William Bonner acaba de dizer: 'No Recife 500 pessoas protestam por melhorias no serviço público'. É danado mesmo! Quinhentos foi o número de PMs que acompanharam o movimento.

Continuar lendo Namorado de Fátima Bernardes detona Globo nas redes sociais e já citou Bonner
Mais um caso de polícia na Globo: Marcos expulso do Big Brother por bater em Emily
Marcos, expulso do Big Brother por agredir Emily, sua namorada dentro do programa...

Mais um caso de polícia na Globo: Marcos expulso do Big Brother por bater em Emily

Onda de machismo e machistas invade a Globo, que se vê obrigada a punir os protagonistas: o ator José Mayer, o ator e apresentador Otaviano Costa e o participante do Big Brother Brasil-17 Marcos, que, na vida real, é médico cirurgião plástico. Definitivamente, a poderosa Rede Globo vive um mau momento público. Primeiro foi o escândalo com o galã José Mayer, um de seus principais atores de telenovelas, acusado de assédio sexual por uma figurinista, caso que gerou uma onde de protesstos em todo o Brasil, levando a TV Globo a "suspendê-lo" por tempo indeterminado de seus projetos televisivos. Depois foi a vez de o apresentador Otaviano Costa ser punido pela direção da Globo após um comentário sobre as brigas que aconteceram no "BBB17" na tarde de terça-feira (4). Ele já não apresentou o "Vídeo Show" de quarta-feira e Rafael Cortez foi quem o substituiu O "Vídeo Show" exibiu uma matéria que mostrava o momento em que Marcos se exaltou ao discutir com participantes da casa na manhã do dia anterior. O vídeo terminava com a fala de Vivian perguntando: "Precisa disso?". Otaviano entrou em seguida e emendou: "Precisa sim...A gente gosta, ué... é bom agitar!", disse, entre risos. E foi justamente por causa das brigas no BBB-17, a forma como Marcos trata Emilly dentro do jogo, que o "Big Brother Brasil 17" virou caso de polícia. A diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio (Deam), Marcia Noeli Barreto, determinou o registro de ocorrência após ver as imagens de mais uma briga entre os dois e, principalmente, quando a jovem diz ter sido machucada pelo médico. Resultado: a Globo decidiu eliminar Marcos do programa, e deixar somente as três mulheres como finalistas: Emily, Yeda e Viviane. O apresentador do BBB-17, Tiago Leifert, visivelmente constrangido, foi obrigado a anunciar, há pouco, no início de mais uma sessão do reality show, que a direção do programa o havia eliminado, depois de receber a visita da Polícia, querendo prender o participante Marcos, que, na vida real, é cirurgião plástico. A decisão foi baseada nas regras do reality show, que proíbem agressão física, e nas investigações da Polícia Civil do Rio, que abriu inquérito para apurar se houve lesão corporal quando o médico de 37 anos discutiu com a estudante Emilly Araújo, de 20 anos, dentro da casa. Leifert disse que, com a abertura do inquérito, o programa falou com Emilly, pela segunda vez, no confessionário. Em uma primeira conversa, ela não havia denunciado nenhuma agressão física. "Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emily, inclusive com exame médico. Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente, a gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos. Conversamos muito para tomar uma decisão correta, justa. Na conversa de hoje, ficaram comprovados indícios de agressões físicas. No BBB, agressão gera expulsão, e a decisão foi tomada: o Marcos está eliminado do BBB 17", explicou Leifert. Pouco depois, o apresentador falou que Marcos havia sido comunicado, e que as outras três participantes – além de Emilly, Vivian e Ieda – estão na final do programa, que será realizada na quinta-feira (13).

Continuar lendo Mais um caso de polícia na Globo: Marcos expulso do Big Brother por bater em Emily

Ator José Mayer é acusado de assédio sexual nos bastidores da Globo, que silencia…

O relato da figurinista que acusa o ator José Mayer de assediá-la fala com crueza sobre o que as mulheres ouvem todo dia de anônimos dentro de uma cultura covarde e desprezível A esta altura, o Brasil inteiro já sabe que um galã da principal rede de televisãodo país foi acusado publicamente por uma figurinista de tê-la assediado nos estúdios da TV Globo. Susllem Tonani, de 28 anos, relatou detalhes das insistentes investidas do ator José Mayer em um texto em primeira pessoa, publicado, em princípio, na madrugada do dia 31, no blog “Agoraéquesãoelas” do jornal Folha de São Paulo. Com o inequívoco título “José Mayer me assediou”, trouxe de volta a eterna temática do assédio sexual à pauta nacional. Desta vez, envolvendo um senhor que entrou na casa dos brasileiros reiteradamente nas últimas décadas, desde quando Mayer era apenas um jovem ator promissor.

Continuar lendo Ator José Mayer é acusado de assédio sexual nos bastidores da Globo, que silencia…
Revista cita escândalo das Copas de 2002 e 2006 para explicar relação entre Globo e Fifa
"Não causaria surpresa se o FBI batesse na porta dos irmãos Marinho", diz revista Reprodução/ Carta Capital

Revista cita escândalo das Copas de 2002 e 2006 para explicar relação entre Globo e Fifa

Carta Capital utilizou documentos do livro “O Lado Sujo do Futebol” para apontar associação entre emissora e entidade A Carta Capital que chegou às bancas na última sexta-feira (5) apontou novos atores para o maior escândalo de corrupção da história do futebol. A revista utilizou documentos reproduzidos no livro O Lado Sujo do Futebol, dos jornalistas Luiz Carlos Azenha, Leandro Cipoloni, Amaury Ribeiro Jr. e Tony Chastinet, para incluir a Rede Globo na investigação que culminou na prisão de sete dirigentes do alto escalão da Fifa. A publicação diz que a relação da emissora com os principais envolvidos vem de longa data, como no milionário esquema abastecido pela extinta ISL. A empresa intermediava a negociação das cotas de tevê para as Copas do Mundo de 2002 e 2006. Como lembra a revista, nesse esquema deflagrado pela promotoria suíça, o ex-presidente da Fifa João Havelange e o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira receberam propinas equivalentes a R$ 45 milhões. O processo foi desencadeado pela própria Fifa, que cobrou da massa falida da ISL sua parcela da quantia paga pela Globo. A emissora havia dissolvido uma empresa nas Ilhas Virgens Britânicas para pagar o pacote da Fifa sobre os direitos do Mundial de 2002. A Receita Federal identificou irregularidades na operação e a Globo, que na época contestou a sonegação, foi condenada a pagar R$ 615 milhões. A capa da revista monta um álbum de figurinhas estilizado com a manchete "álbum incompleto". Lá estão Ricardo Teixeira (indiciado pela Polícia Federal), Joseph Blatter (presidente renunciado da Fifa), Jérôme Valcke (investigado pela Justiça dos Estados Unidos), José Hawilla (réu confesso) e José Maria Marin (preso na Suíça). A sexta imagem apresenta o símbolo da Rede Globo e um ponto de interrogação, questionando quais outras figurinhas carimbadas ainda serão queimadas.

Continuar lendo Revista cita escândalo das Copas de 2002 e 2006 para explicar relação entre Globo e Fifa