Governo celebra reabertura dos mercados de China, Egito e Chile à carne brasileira

Ministro da Agricultura destaca "vitória de nossa capacidade exportadora" em nota. Maiores compradores da carne brasileira, chineses ainda não confirmaram reabertura oficialmente. O pesadelo que assombrou o mercado da carne brasileiro após a deflagração da Operação Carne Fraca, há pouco mais de uma semana, parece estar passando. A investigação sobre um esquema de fraude e propina que envolve ao menos 21 frigoríficos jogou sombra sobre todo o setor e levou a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) a calcular uma queda de 20% nas exportações do setor neste ano. China, Hong Kong, União Europeia, Coreia do Sul e Chile anunciaram a suspensão temporária das compras dois dias após a operação. A Coreia do Sul voltou atrás no dia seguinte e, neste sábado, o Ministério da Agricultura celebra em nota a "reabertura total" do mercado chinês à carne brasileira. Horas depois, o Governo adicionou Chile e Egito ao rol de mercados reabertos. Na nota assinada pelo ministro Blairo Maggi, o Governo diz que a liberação chinesa — o maior mercado para a carne brasileira — "trata-se de atestado categórico da solidez e qualidade do sistema sanitário brasileiro e uma vitória de nossa capacidade exportadora". "Nos últimos dias o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Itamaraty e a rede de embaixadas do Brasil no exterior trabalharam incansavelmente para o êxito que se anuncia hoje", celebra o ministro. "Tenho mais notícias boas. Egito e Chile também normalizaram a importação de nossa carne", disse.

Continuar lendo Governo celebra reabertura dos mercados de China, Egito e Chile à carne brasileira
TSE reabre ação que pede cassação do mandato de Dilma e Temer
TSE surpreende, reabrindo processo para cassar a presidente Dilma e o vice Michel Temer

TSE reabre ação que pede cassação do mandato de Dilma e Temer

Poucos esperavam e a muitos ficaram surpresos surpresos, ontem (6), quando a maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu reabrir ação de investigação eleitoral em que o PSDB pleiteia a cassação dos mandatos da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer. Os ministros não entraram no mérito da questão para analisar se houve irregularidades na campanha. A corte analisou apenas o prosseguimento da ação. Com a abertura do processo, a Justiça Eleitoral procederá à investigação das questões levantadas pelo partido e, após a análise das alegações da acusação e da defesa, o caso será julgado no mérito pelo plenário da corte. O placar da votação ficou em 5 votos a 2 pela reabertura da ação. Em fevereiro, a ministra Maria Thereza de Assis Moura arquivou o processo, por entender que não havia provas suficientes para o prosseguimento da ação. No entanto, o TSE voltou a julgar o caso, devido a um recurso protocolado pela Coligação Muda Brasil, do candidato derrotado à Presidência da República Aécio Neves, do PSDB. A legenda alegou que há irregularidades fiscais na campanha relacionadas a doações de empresas investigadas na Operação Lava Jato.

Continuar lendo TSE reabre ação que pede cassação do mandato de Dilma e Temer
Raimundo Cutrim pede reabertura do caso do assassinato do jornalista Décio Sá
Raimundo Cutrim: defendendo a reabertura de inquérito sobre a morte do jornalista Décio Sá

Raimundo Cutrim pede reabertura do caso do assassinato do jornalista Décio Sá

O deputado Raimundo Cutrim (PC do B) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (25), para pedir a reabertura do caso e rigor na apuração do assassinato do blogueiro e jornalista do Sistema Mirante de Comunicação, Décio Sá, ocorrido em 2012, em plena Avenida Litorânea, em São Luís. O parlamentar disse que leu a edição de hoje do Jornal Pequeno, e viu uma matéria que cobra a reabertura do caso Décio Sá, que no mês de abril completa três anos de tramitação na justiça. A matéria questiona: Quem mandou matar o jornalista e blogueiro Décio Sá? Para Cutrim, essa é uma pergunta que até hoje ninguém nunca respondeu com 100% de precisão, o que pode acontecer se a Secretaria de Estado de Segurança Pública, o Ministério Público Estadual e a Justiça acatarem sua sugestão de reabrir o caso.

Continuar lendo Raimundo Cutrim pede reabertura do caso do assassinato do jornalista Décio Sá
Fundação que guarda memórias de Sarney reabre, mas sob o estilo Flávio Dino de governar
Os serviços prestados à comunidade no Convento das Mercês estão garantidos. Quanto a guardar o acervo de Sarney, é outra história...

Fundação que guarda memórias de Sarney reabre, mas sob o estilo Flávio Dino de governar

O governo do Maranhão vai reabrir nesta segunda-feira (19) a FMRB (Fundação da Memória Republicana Brasileira), entidade pública que administra o acervo do ex-presidente José Sarney (PMDB). A decisão foi anunciada neste domingo (18) após reunião no Convento das Mercês, prédio histórico sede da instituição, entre secretários estaduais e moradores do bairro do Desterro, que participam de atividades oferecidas pela FMRP. Na última sexta (16), a direção da fundação decidiu fechar a instituição após o governo Flávio Dino (PC do B) ter demitido os 48 servidores comissionados da FMRB. Rival histórico dos Sarney, o novo governador venceu as eleições do ano passado e pôs fim a cinco décadas de domínio do grupo político do ex-presidente no Maranhão. A gestão Dino afirma que vai ampliar as atividades desenvolvidas na FMRB. Uma comissão foi formada neste domingo para isso. “Essa comissão que assumirá a Fundação a partir de amanhã (segunda-feira) e realizará estudos sobre a estrutura do prédio, sobre as atividades já desenvolvidas e sobre o importante acervo histórico ali presente”, afirmou por meio de nota a secretária de Cultura, Ester Marques.

Continuar lendo Fundação que guarda memórias de Sarney reabre, mas sob o estilo Flávio Dino de governar