Prefeito corta salário de sindicalista que denunciou irregularidades

integrante da Comissão Provisória do Núcleo Municipal do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA) de Santa Quitéria, Augusto Ribeiro, encaminhou à Direção Estadual denúncias sobre o que considera indícios de perseguição à sua pessoa como funcionário da prefeitura daquele município. Ele diz que está sem receber seu salário, enquanto todos os demais profissionais da educação receberam seus proventos. “Entendemos essa atitude por parte dos gestores como um ato de perseguição por se tratar de uma liderança sindical”, diz Ribeiro. Para o dirigente, a intenção por trás dessa atitude é intimidar as ações que o Sindicato desenvolve em Santa Quitéria, como a forte campanha nas ruas e no Ministério Público pela convocação e nomeação dos aprovados no concurso público. O SINPROESEMMA também cobrou com veemência uma diferença salarial no período 2012 e 2013 que a prefeitura não concedeu aos professores, além do calendário de férias, adicional noturno, risco de vida dos vigias da educação que o município não cumpre.

Continuar lendo Prefeito corta salário de sindicalista que denunciou irregularidades