Habeas corpus impetrado a favor de Lula gera polêmica. Instituto nega autoria do pedido

Um habeas corpus preventivo impetrado na Justiça Federal no Paraná nesta quarta-feira (24) pede que Lula não seja preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, caso o juiz federal Sérgio Moro tome uma decisão nesse sentido. A notícia está na Folha. O Instituto Lula negou a autoria do pedido e “estranha que sua divulgação parta do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO)”, como se um ato de defesa do petista – imagine - tivesse sido plantado pela oposição. (Será que foi FHC?) Caiado postou no Twitter o documento e escreveu as seguintes frases: “Temendo ser preso pelos malfeitos que cometeu – disso ninguém mais duvida – Lula apresenta habeas corpus preventivo.” “Lula ‘Brahma’ quer escapar da responsabilidade no escândalo do Petrolão/Lava Jato. Habeas Corpus prova que o ‘chefe’ foi identificado.” “Alguém vazou para Lula ‘Brahma’ que ele seria preso nos próximos dias…” “Confiamos – eu e todo o país – na Justiça. Aguardando o posicionamento do TRF, mas com a convicção de que a lei valerá pra todos.” Entre os assuntos relacionados na solicitação — feito em uma ação que envolve o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró —, constam “‘lavagem’ ou ocultação de bens, direitos ou valores oriundos de corrupção” e “prisão preventiva”. O autor da solicitação, na verdade, é Maurício Ramos Thomaz, de Campinas, que se apresenta como consultor e já ingressou com outros pedidos de HC em casos de repercussão, um deles em favor de Cerveró. Mas o fato (independentemente da autoria) é que Lula está com medo de se juntar aos comparsas na cadeia. Ele quer ser solto antes de ser preso.

Continuar lendo Habeas corpus impetrado a favor de Lula gera polêmica. Instituto nega autoria do pedido