Não deu certo ameaçar: Justiça nega habeas corpus e Cabral deve ir para presídio federal

A Justiça Federal negou o pedido de habeas corpus impetrado pelos advogados do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) contra a ordem de transferência de Cabral para um presídio federal. A decisão foi tomada no início da noite desta terça-feira, 24, pelo desembargador federal Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). A transferência havia sido ordenada na segunda-feira (23), pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. O Ministério da Justiça, responsável pelo procedimento de transferência, aguardava o julgamento do recurso para iniciar o trâmite. Preso desde 17 de novembro, Cabral está detido na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica (zona norte do Rio). Bretas ordenou a transferência para algum presídio federal atendendo pedido do Ministério Público Federal, depois que Cabral afirmou, em depoimento ao juiz sobre a denúncia de compra de joias com dinheiro de propina, que o magistrado deve conhecer o assunto, já que sua família tem negócios no ramo de bijuterias. "Durante o interrogatório, ele (Cabral) mencionou expressamente que, na prisão, recebe informações inclusive da família desse magistrado, o que denota que a prisão no Rio não tem sido suficiente para afastar o réu de situações que possam impactar nesse processo", afirmou o procurador da República Sérgio Pinel.

Continuar lendo Não deu certo ameaçar: Justiça nega habeas corpus e Cabral deve ir para presídio federal