Reviravolta no caso da morte do sobrinho de Sarney: Ayrton Campos seria inocente e deve ser solto!

Ayrton Campos Pestana, o jovem inicialmente suspeito de matar o Diogo Adriano Costa Campos, a vítima Ayrton Campos Pestana seria inocente e  deve ser libertado publicitário Diogo Adriano Costa Campos, 41 anos,  sobrinho do ex-presidente José Sarney,  apresentou-se à polícia, ainda à noite de terça-feira, dia do crime,  mas negou que tenha sido o autor. E parece que Ayrton tem razão. Crime de grande repercussão em todo o Maranhão, o fato ocorreu por volta das 11:30 da manhã de terça-feira (16), na Lagoa da Jansen. O publicicitário Diogo Adriano Costa Campos. terminara de sair do seu apartamento, ali perto,  dirigindo o automóvel Kwid PTB-2970, e se envolveu numa discussão de trânsito  com o condutor de um Argo vermelho que, num primeiro momento, acreditava-se ser do pai de Ayrton. Só que o Instituto de Criminalística (Icrim) informou hoje à tarde que o laudo, fruto da perícia realizada  no veículo Fiat Argo vermelho, de placas PTJ-2844,  pertencente ao pai de Ayrton Campos Pestana, não é o mesmo  conduzido pelo criminoso que atirou em Diogo. Um dos veículos é um Argo comum, o outro, um Argo drive. Um tem para-brisa traseiro, o outro, não. Assim, Airton deve ser solto, e a Superintendência de Homicídios terá que localizar o veículo do criminoso, e prender o assassino.

Continuar lendo Reviravolta no caso da morte do sobrinho de Sarney: Ayrton Campos seria inocente e deve ser solto!

Megaoperação contra pedofilia prende mais de 100 em 24 Estados e no DF

Criminosos foram presos em flagrante pela posse de material que revela exploração sexual de crianças e adolescentes Pelo menos cem pessoas foram presas nesta sexta-feira, 20, na maior operação de combate à pedofilia na internet já realizada no Brasil e na América Latina . De acordo com o Ministério da Justiça, 178  mandados de prisão foram expedidos em 24 Estados e no Distrito Federal. Foram analisados 151 mil arquivos na investigação, que durou seis meses.  Cerca de 1,1 mil policiais civis foram às na operação Luz na Infância , que foi corrdenada coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça, em parceria com secretarias de segurança regionais, polícias civis e a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

Continuar lendo Megaoperação contra pedofilia prende mais de 100 em 24 Estados e no DF
Jefferson Portela volta a inspecionar operações de rua das polícias civil e militar
o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, volta a inspecionar operações noturnas das polícias civil e militar, na região metropolitana de São Luís

Jefferson Portela volta a inspecionar operações de rua das polícias civil e militar

OS EFETIVOS DAS DUAS POLÍCIAS PERCORRERAM ARRAIAIS E PONTOS "NERVRÁLGICOS" DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO LUÍS Priorizando a segurança pública do cidadão e garantindo assim o seu direito constitucional de ir e vir, a cúpula da segurança saiu às ruas realizando abordagens e incursões no sentido de demonstrar a presença da força policial e, assim, inibir as ações criminosas. O secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, com o delegado-geral, Augusto Barros, e o comandante-geral, coronel Alves, e cerca de 50 policiais civis e militares participaram da operação. A força tarefa envolvendo a cúpula da segurança com delegados e policiais foram às ruas para se fazer presente em diversos pontos da região metropolitana de São Luís. Participaram da ação policial a Delegacia Geral (DG), a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), a Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), a Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), o Grupo de Resposta Tática (GRT), o Grupo Tático Aéreo (GTA), a Polícia Militar e demais órgãos da Segurança Pública. A ação aconteceu na noite deste sábado (13), por volta das 20h.

Continuar lendo Jefferson Portela volta a inspecionar operações de rua das polícias civil e militar

Delegacias em novo endereço: prédio da RFFSA será revitalizado para virar centro cultural

Foi anunciado na manhã desta quarta-feira (12), pela delegada-geral da Polícia Civil do Maranhão, Cristina Meneses, a mudança de endereço do Plantão Central de Polícia Civil (RFFSA), na Beira-Mar, para um edifício localizado no Parque do Bom Menino. O local abrigará, também, o 1º Distrito Policial (DP), as delegacias de Costumes, de Meio Ambiente e Fazendária e, ainda, a Policia Interestadual (Polinter). Segundo informações da delegada-geral da Polícia Civil do Maranhão, Cristina Meneses, um dos motivos para transferência do endereço, seria a falta de condições de funcionamento, devido a insalubridade no prédio, e disse ainda que O Plantão Central será transferido até o fim do mês. Já as outras delegacias que funcionavam na Beira-Mar passarão a funcionar no novo edifício em um período que varia entre dois a três meses.

Continuar lendo Delegacias em novo endereço: prédio da RFFSA será revitalizado para virar centro cultural

Avião da polícia do DF pousa “de barriga” no aeroporto de S. Luís e atrasa voos

Por volta das 14:30 horas de hoje (30) um avião Bonanza, da Polícia Civil do Distrito Federal , pousou “de barriga” na pista principal do Aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís. Ninguém teria se ferido, segundo as primeiras informações. Mas isso ocasionou atraso em quatro voos de aviões comerciais – um da empresa Gol e três da TAM. Muitos passageiros tiveram que ser redistribuídos para outros voos e alguns chegaram a ser deslocados para hotéis da cidade. Já era 16 horas quando uma operação da Infraero retirou o avião da pista principal, liberando-o para a normalização do tráfego aéreo do aeroporto. Ainda não se sabe se o avião fez um pouso forçado ou se o destino era mesmo a capital do Maranhão, São Luís. Neste caso, também não vazou nada sobre o que os ocupantes do avião vieram fazer no Estado.

Continuar lendo Avião da polícia do DF pousa “de barriga” no aeroporto de S. Luís e atrasa voos