Flávio Dino anuncia fim da terceirização e contratação de 1,3 mil para trabalhar no sistema penitenciário
Pedrinhas, símbolo do sistema penitenciário do Maranhão, e o fim das terceirizações.

Flávio Dino anuncia fim da terceirização e contratação de 1,3 mil para trabalhar no sistema penitenciário

O governador Flávio Dino enviou medida provisória à Assembleia Legislativa, que estabelece o fim das terceirizações no sistema penitenciário e a realização de processo seletivo para a contratação temporária de 1,3 mil profissionais, para reforçar a segurança nas unidades prisionais. O seletivo será aberto no mês de fevereiro com 800 vagas para vigilantes penitenciários e mais 500 vagas para agentes penitenciários. O procedimento vai substituir os funcionários terceirizados até a conclusão de concurso público. “Este é um passo importante na gestão do sistema penitenciário do Maranhão: substituir as terceirizações e economizar mais de R$ 20 milhões por ano. Com o dinheiro economizado, vamos avançar na organização das unidades, investindo em segurança e no respeito à Lei de Execuções Penais”, afirmou o governador. O seletivo é apenas uma das ações que a gestão estadual adotará para mudar a forma como era gerida a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Sejap), que já não é capaz de atender satisfatoriamente os serviços que deveria prestar. De acordo com o titular da pasta, Murilo de Oliveira, a estrutura deverá ser reformada para que possa atuar em conformidade com a legislação vigente. Na administração passada foram ampliadas estruturas que não possuem respaldo institucional para a legitimidade da atuação. Essas estruturas, em grande maioria, são operadas por contratados de empresas terceirizadas, colocando em dúvida a atuação desses setores.

Continuar lendo Flávio Dino anuncia fim da terceirização e contratação de 1,3 mil para trabalhar no sistema penitenciário
Deputados da oposição culpam governo estadual por caos em São Luís
Deputados da oposição discursam em bloco contra caos em São Luís

Deputados da oposição culpam governo estadual por caos em São Luís

Tirados os excessos de algumas informações sobre arrastões pela cidade, o fato é que semana passada São Luís viveu um clima de terror, o povo assustado, com medo, sem saber o que fazer diante desta situação. Eis o tom dos discursos de hoje (15), na Assembléia Legislativa, dos deputados que fazem oposição ao Governo do Estado, ao elencarem críticas a este na condução dos sistemas de Seguranças Pública e Penitenciário do Maranhão. Cada um ao seu estilo, os deputados Bira do Pindaré (PSB), Othelino Neto (PCdoB), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Marcelo Tavares (PSB) e Raimundo Cutrim (PCdoB) não só condenaram, mas também elogiaram a vinda da Força Nacional para o Maranhão, o que, segundo eles, foi proposta da oposição. - “A oposição está sintonizada em procurar o melhor para a população do Estado do Maranhão e se precisar unir nossas forças nesse momento para derrotar essa onda de criminalidade pode ter certeza que nós estaremos na ponta da lança para fazer com que os direitos da nossa população sejam respeitados”, disse Bira do Pindaré.

Continuar lendo Deputados da oposição culpam governo estadual por caos em São Luís