Roseana e Lobão no meio da lista dos 28 citados por Paulo Roberto Costa de integrar o “petrolão”
Roseana Sarney ladeada por Edison Lobão e Paulo Roberto Costa...

Roseana e Lobão no meio da lista dos 28 citados por Paulo Roberto Costa de integrar o “petrolão”

Primeiro delator da Lava Jato, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa citou em 80 depoimentos que se estenderam por duas semanas, entre agosto e setembro, uma lista de 28 políticos (clique na imagem para ampliar) – que inclui ministro e ex-ministros do governo Dilma Rousseff (PT), deputados, senadores, governador e ex-governadores. Os nomes dos maranhenses Roseana Sarney, ex-governadora do Maranhão, e do senador-ministro Edison Lobão, compõem a lista. O Estado obteve a lista completa dos citados. A relação inclui ainda parlamentares que integram a base aliada do Palácio do Planalto no Congresso como supostos beneficiários do esquema de corrupção e caixa 2 que se instalou na petrolífera entre 2004 e 2012. Há nomes que até aqui ainda não haviam sido revelados, como o governador do Acre, Tião Viana (PT), reeleito em 2014, além dos deputados Vander Luiz dos Santos Loubet (PT-MS), Alexandre José dos Santos (PMDB-RJ), Luiz Fernando Faria (PP-MG) e José Otávio Germano (PP-RS). Entre os congressistas, ao todo foram mencionados sete senadores e onze deputados federais. O perfil da lista reflete o consórcio partidário que mantinha Costa no cargo e contratos bilionários da estatal sob sua tutela – são 8 políticos do PMDB, 10 do PP, 8 do PT, 1 do PSB e 1 do PSDB. Alguns, segundo o ex-diretor de Abastecimento, recebiam repasses com frequência ou valores que chegaram a superar R$ 1 milhão – dinheiro que teria sido usado em campanhas eleitorais. Outros receberam esporadicamente – caso, segundo ele, do ex-senador Sérgio Guerra, que foi presidente nacional do PSDB e em 2009 teria pedido R$ 10 milhões para arquivar uma CPI da Petrobrás no Senado. Sobre vários políticos, o ex-diretor da estatal apenas mencionou o nome. Não revelou valores que teriam sido distribuídos a eles ou a suas agremiações. Foram citados os ex-governadores do Rio Sérgio Cabral (PMDB), do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) e de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) – que morreu em um acidente aéreo em 13 de agosto, durante campanha presidencial.

Continuar lendo Roseana e Lobão no meio da lista dos 28 citados por Paulo Roberto Costa de integrar o “petrolão”
Ex-diretor da Petrobras citou políticos que receberam propina, diz revista –  Edison Lobão e Roseana Sarney estão na  lista
Edison Lobão, Roseana Sarney e Paulo Roberto Costa, o preso-delator

Ex-diretor da Petrobras citou políticos que receberam propina, diz revista – Edison Lobão e Roseana Sarney estão na lista

Paulo Roberto Costa fez acordo de delação premiada para reduzir a pena. Segundo 'Veja', o ex-dirigente citou deputados, senadores e governadores. (G1) Reportagem da edição deste final de semana da revista "Veja" afirma que o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa revelou em depoimentos à Polícia Federal (PF) que três governadores, seis senadores, um ministro e pelo menos 25 deputados federais foram beneficiados com pagamentos de propinas oriundas de contratos com fornecedores da estatal. Segundo a publicação, o ex-dirigente citou, entre outros políticos, os nomes da governadora Roseana Sarney (Maranhão) e dos ex-governadores Sérgio Cabral (Rio) e Eduardo Campos(Pernambuco); do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão; dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e Ciro Nogueira (PP-PI); e dos deputados Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), Cândido Vacarezza (PT-SP), Mário Negromonte (PP-BA) e João Pizzolatti (PP-SC). Citados por ex-diretor negam Leia abaixo as versões dos políticos que teriam sido mencionados por Paulo Roberto Costa nos depoimentos.

Continuar lendo Ex-diretor da Petrobras citou políticos que receberam propina, diz revista – Edison Lobão e Roseana Sarney estão na lista