Secretaria da Fazenda divulga calendário de pagamento do IPVA e DPVAT em 2018

A Secretaria de Estado da Fazenda lançou os valores do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2018 e divulgou o calendário de pagamento do tributo, conforme a Portaria 591/17. O pagamento do imposto poderá ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes. O contribuinte que optar pelo pagamento antecipado, em conta única, até 28 de fevereiro de 2017, terá 10% de desconto no valor do IPVA, de acordo com a Portaria. Os proprietários de veículos que optarem pelo parcelamento do IPVA 2018 realizarão o pagamento da primeira cota de acordo com o final da placa dos veículos (ver tabela)

Continuar lendo Secretaria da Fazenda divulga calendário de pagamento do IPVA e DPVAT em 2018

Prefeitura de SL antecipa pagamento de salários dos servidores municipais para esta quarta-feira

A Prefeitura de São Luís antecipa o pagamento dos servidores municipais, que pelo calendário seria efetuado na sexta-feira (3), para esta quarta-feira (1°). O pagamento é referente a outubro e é realizado via Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz). O dinheiro estará disponível na conta dos servidores logo nas primeiras horas do dia. Mesmo diante da crise econômica nacional, por determinação do prefeito Edivaldo, vem sendo cumprida a regularidade de pagamentos. A folha de pagamento do funcionalismo municipal é uma das prioridades e está sendo paga em dia, dentro da data estipulada em cronograma ou até antecipando o calendário de pagamentos para o exercício de 2017. O secretário municipal da Fazenda (Semfaz), Delcio Rodrigues, ressaltou que esta é uma demanda prioritária da gestão. "Apesar da crise econômica instalada no país, da queda no repasse de recursos federais e das dificuldades para a arrecadação municipal, o prefeito tem reunido todos os esforços para cumprir seu compromisso com o servidor e continuar honrando os pagamentos em dia e investindo na cidade", pontuou.

Continuar lendo Prefeitura de SL antecipa pagamento de salários dos servidores municipais para esta quarta-feira

Quem não pagou em cota única, poderá parcelar o IPTU em até 6 vezes. Veja como…

Os contribuintes que não efetuaram o pagamento da cota única do IPTU 2017, com desconto de 15%, não poderão mais fazê-lo. Agora, o cidadão poderá regularizar sua situação via parcelamento do tributo, em até seis vezes, com vencimento para o quinto dia útil de cada mês. A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), disponibilizou os boletos do imposto, via internet, para pagamento antecipado da cota única com antecedência para que os cidadãos pudessem se organizar e quitar o IPTU. "Estendemos o lançamento do IPTU para o mês de julho dando aos contribuintes a oportunidade de se organizarem financeiramente para o pagamento do tributo neste momento de crise. O prazo para cota única com desconto acabou, mas os contribuintes que não fizeram o pagamento dentro do período previsto, podem se organizar para efetuar o pagamento das parcelas do IPTU 2017", explicou o secretário Municipal da Fazenda, Delcio Rodrigues. Passada a data do vencimento, os contribuintes poderão pagar a primeira parcela, com os acréscimos legais - juros e multa de mora de 1% ao mês, utilizando uma nova guia para o pagamento da parcela em atraso. A nova guia pode ser emitida via internet, no portal eletrônico da Semfaz www.semfaz.saoluis.ma.gov.br ou, de forma presencial, em um dos postos de atendimento da Semfaz onde é feita a solicitação. Para este ano, a Prefeitura de São Luís, investiu em divulgar o endereço eletrônico do portal da Semfaz e a possibilidade do pagamento antecipado do IPTU 2017. Segundo a Secretária Adjunta de Gestão Tributária, Monique Pontes, "Agora não será mais gerado boleto em cota única e o contribuinte que não efetuou o pagamento desta, ficará com a primeira parcela em atraso e nesta, incidirá juros", explicou a adjunta.

Continuar lendo Quem não pagou em cota única, poderá parcelar o IPTU em até 6 vezes. Veja como…

Boa notícia! Boleto vencido começa a ser aceito em qualquer banco

E os bancos poderão conferir na hora se um boleto já foi pago, evitando duplicidade no pagamento Uma nova plataforma de boletos de pagamento acaba de entrar em funcionamento, e a principal vantagem é que você não precisará mais atualizar manualmente um boleto vencido (ou, pior ainda, ir a uma agência do banco emissor para tentar pagá-lo). A partir de hoje, 10 de julho, todos os bancos estão começando a aceitar boletos com prazo expirado. A novidade está sendo implantada de forma gradual, começando pelos boletos com valor igual ou acima de R$ 50 mil. Documentos de qualquer valor serão aceitos até o final do ano. Este é o cronograma: A partir de 10 de julho: boleto de R$ 50 mil ou mais; A partir de 11 de setembro: boleto de R$ 2 mil ou mais; A partir de 9 de outubro: boleto de R$ 500 ou mais; A partir de 13 de novembro: boleto de R$ 200 ou mais; A partir de 11 de dezembro: boleto de qualquer valor. Até então, boletos que ultrapassassem a data de vencimento tinham que ser atualizados na agência ou no site do banco emissor (nem todas as instituições ofereciam essa opção) para serem pagos com juros e multas. Muitas vezes, isso acabava gerando erro no cálculo dos encargos, o que também motivou a implantação do novo sistema. Agora, as informações de juros e multas serão registradas com o boleto, permitindo que os encargos sejam calculados automaticamente no momento do pagamento, seja na agência, na internet ou nos aplicativos móveis.

Continuar lendo Boa notícia! Boleto vencido começa a ser aceito em qualquer banco

Ataque de ransomware Petya está atingindo computadores ao redor do mundo

Lá vamos nós de novo: diversas empresas foram infectadas por um ransomware que criptografa os arquivos do computador e exige pagamento em bitcoin para liberá-los. Desta vez, o culpado se chama Petya, e parece que ele usa a mesma vulnerabilidade do WannaCry. Segundo pesquisadores de segurança da Kaspersky Lab, o ransomware atingiu a Rússia, Ucrânia, Espanha, França, entre outros países. A dinamarquesa Maersk diz que “sistemas de TI estão fora do ar em vários locais e unidades comerciais”. O ransomware também atingiu servidores da empresa russa de petróleo Rosnoft, a farmacêutica Merck, a produtora de materiais de construção Saint-Gobain, o escritório de advocacia DLA Piper, e o grupo britânico de publicidade WPP. No Brasil, o Petya afetou diversos hospitais de câncer do interior de São Paulo, em cidades como Barretos, Jales e Fernandópolis — estima-se que até 3 mil pacientes ficaram sem atendimento. A Santa Casa de Barretos também foi atingida pelo ataque. O dano mais extenso, no entanto, está sendo relatado por empresas ucranianas, com sistemas comprometidos no banco central, no metrô e no aeroporto Boryspil de Kiev. Curiosamente, o país está otimista em meio ao caos: https://twitter.com/Ukraine/status/879706437169147906 Este não seria o único malware que usa a mesma vulnerabilidade do WannaCry. O Adylkuzz aproveita a brecha para minerar Monero, uma moeda virtual semelhante ao bitcoin, através do seu PC.

Continuar lendo Ataque de ransomware Petya está atingindo computadores ao redor do mundo

Enem 2017: prazo para pagar inscrição termina nesta 4a. feira. Cerca de 6,5 milhões se inscreveram

Cerca de 6,5 milhões de pessoas fizeram inscrição pelo site; prazo para participar terminou na sexta, mas quem não pagar a taxa ficará de fora da prova. O prazo para os candidatos inscritos na edição 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pagarem a taxa de inscrição termina nesta quarta-feira (24), dentro do horário bancário. Todos os candidatos que não têm direito à isenção devem realizar o pagamento para garantir sua participação nas provas que, neste ano, acontecem nos dias 5 e 12 de novembro, dois domingos consecutivos. Baixe o aplicativo G1 Enem: jogo de perguntas e respostas O Enem 2017 teve pelo menos 6,5 milhões de inscrições. O último balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) indicava que, às 15h de sexta-feira (19), o sistema registrou 6.535.884 inscritos. Últimas horas O ritmo de inscritos no último dia aumentou: só nas últimas sete horas (entre as 8h e as 15h), mais de 510 mil pessoas fizeram seu cadastro no site. A média neste período é de 1.224 novos inscritos por minuto. O prazo acabou às 23h59 de sexta. A expectativa do Inep era de que cerca de 7 milhões de inscrições. De acordo com a assessoria de imprensa do Inep, o balanço final de participantes do Enem só será divulgado na próxima semana. No ano passado, foram 9,2 milhões de inscritos - ou seja, até o momento, foram realizados o equivalente a 65% dos cadastros de 2016. Em 2015, o total foi de 8,4 milhões. A taxa subiu para R$ 82 e o boleto precisa ser pago até 24 de maio. Para checar o status de sua inscrição e gerar o boleto, os candidatos devem acessar o site www.enem.inep.gov.br/participante. Aplicativo do Enem foi reformulado (Foto: Reprodução/Inep) Aplicativo do Enem foi reformulado (Foto: Reprodução/Inep) Aplicativo do Enem foi reformulado (Foto: Reprodução/Inep)

Continuar lendo Enem 2017: prazo para pagar inscrição termina nesta 4a. feira. Cerca de 6,5 milhões se inscreveram
MP move ação civil pública contra Roseana por suspeita de propina no pagamento à Constran
Roseana Sarney e seu ex-secretário da Casa Civil, João Abreu, o único penalizado até agora...

MP move ação civil pública contra Roseana por suspeita de propina no pagamento à Constran

Demorou, mas veio. Nesta sexta-feira, 5, tornou-se público que o promotor Lindonjhonson Gonçalves de Sousa, da 28ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa ajuizara, dia 28 de abril, ação civil pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) e mais 11 pessoas. Motivo: pagamento de precatório de R$ 33 milhões ao consórcio Constran/UTC, numa história mau cheirosa que repercutiu em todo o Brasil, e que foi um dos pilares para a deflagração da operação Lava Jato – com a prisão do doleiro Alberto Youssef - que vem prendendo corruptos de colarinho branco e tirando o de centenas de outros já citados. O pedido de ACP contra Roseana Sarney e outras 11 pessoas foi ajuizado junto a 1ª Vara da Fazenda Pública de São Luís cuja titular é a juíza Luzia Madeiro Nepomuceno. Conforme a peça do Ministério Público no pedido da ação civil pública, esse pagamento ao consórcio Constran/UTC teria sido feito “fora da ordem legal do precatório” (‘furando a fila’), mediante pagamento de “vantagem financeira pessoal” (propina) de R$ 3 milhões à então governadora Roseana, por meio de seu secretário da Casa Civil, João Abreu, que teria recebido tal quantia do doleiro Alberto Youssef (a serviço da Constran/UTC) nas dependências do próprio Palácio dos Leões (sede do governo do Maranhão). Mas a dívida do governo maranhense para com o consórcio Constran/UTC chegaria a R$ 113 milhões. A dívida seria relativa a “supostas obras do consórcio de empreiteiras na estrada federal BR-230, durante o mandato do ex-governador, já´falecido, Luís Roch. Segundo relata o MP na ação, o acordo fechado entre o governo do Maranhão e a Constran/UTC seria o pagamento dos R$ 113 milhões, transformados em precatório, em parcelas mensais de R$ 4,7 milhões. Mas a primeira bolada, com suspeita de propinagem e tudo o mais, atingira a espantosa cifra de R% 33 milhões. Por conta dessa mesma operação, o secretário da Casa Civil do governo de Roseana Sarney, João Abreu, chegou a ser preso, mas solto através de habeas corpus. Além da ex-governadora Roseana Sarney, a Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão atinge incluiu as pessoas físicas e jurídicas: (LEIA MAIS) A verdade é que até agora, tirando uns dias de cadeia para João Abreu, ninguém foi punido. Restou ao Ministério Público do Maranhão ajuizar ação civil pública para que tudo não caia no esquecimento.

Continuar lendo MP move ação civil pública contra Roseana por suspeita de propina no pagamento à Constran

Arriégua! Dinheiro do “Petrolão” serviu até para pagar programas com mulheres de luxo!

O dinheiro desviado pela Petrobras pelo esquema de corrupção investigado pela Lava Jato não foi apenas financiado para a compra de helicópteros, carros importados e lanchas. A quantia também foi utilizada para pagar serviços de prostituição de luxo com “famosas” da TV para políticos e diretores da estatal. As informações são da Folha de S. Paulo. Os indícios foram relatados por delatores da Lava Jato à Polícia Federal e ao Ministério Público. O doleiro Alberto Youssef e seu emissário Rafael Angulo Lopez explicaram a história após terem sidos questionados sobre expressões usadas nas planilhas, nas quais anotavam o fluxo do dinheiro no esquema. O controle dos dois delatores mostra que, só em 2012, foram gastos cerca de R$ 150 mil para financiar acontratação de garotas de programa, algumas delas conhecidas pela exposição em programas televisivos, capas de revistas e desfiles de Carnaval. De acordo com a Folha, colaboradores explicaram que as quantias associadas aos termos “Monik” e “Artigo 62″ nas planilhas eram destinadas ao pagamento das mulheres, que cobravam até R$ 20 mil por programa. “Artigo 62″ era uma referência ao número do endereço de uma prostituta conhecida como “Jô”, que agenciava os programas para os políticos e dirigentes da Petrobras. Nas planilhas, há vários lançamentos de R$ 5 mil e R$ 10 mil ligados ao termo.

Continuar lendo Arriégua! Dinheiro do “Petrolão” serviu até para pagar programas com mulheres de luxo!
Policiais pagam fiança de homem que roubou carne para dar ao filho
Policiais pagaram fiança de homem preso após tentar roubar carne para alimentar o filho (Foto: Francisco Sena / Arquivo pessoal)

Policiais pagam fiança de homem que roubou carne para dar ao filho

Após constatar que eletricista desempregado não comia há 2 dias, agentes ainda fizeram compras para pai e filho no Distrito Federal Tulio Kruse, O Estado de S. Paulo Preso em flagrante após tentar roubar uma peça de dois quilos de carne na tarde de quarta-feira, 13, o eletricista Mário Ferreira Lima, de 47 anos, foi encaminhado à 20ª Delegacia de Polícia do Distrito Federal, onde comoveu agentes da Polícia Civil com sua história. Desempregado há mais de dois meses, sem condições de ajudar a esposa convalescente e de sustentar o filho de 12 anos, Lima estava sem comer há dois dias quando foi detido. Saiu da delegacia com a fiança paga pelos próprios policiais, que o levaram novamente a um supermercado e o presentearam com alimentos e produtos de higiene. "Ele escondeu a carne em um momento de fraqueza", disse o agente Francisco Sena, que atendeu o caso. No supermercado, foi comprar pães, mortadela, presunto e queijo, além da peça de carne, mas percebeu que tinha apenas R$14 em sua conta bancária. Segundo o relato feito aos policiais, ele tentou pagar pelos outros itens e colocou a carne em sua bolsa, movimento que foi imediatamente repreendido pelo segurança do local.

Continuar lendo Policiais pagam fiança de homem que roubou carne para dar ao filho

Youssef confessa que movimentou R$ 200 milhões no esquema de corrupção na Petrobras

Doleiro também reafirmou em depoimento que ex-presidente Lula ordenou pagamentos a empresa ligada a Petrobras O doleiro Alberto Youssef disse à CPI da Petrobras que movimentou algo entre R$ 180 e 200 milhões no esquema de lavagem de dinheiro proveniente de propina paga por empresas contratadas pela Petrobras. Youssef afirmou que operava preferencialmente para o PP, mas chegou a participar de operações para o PT, o PMDB e o PSB. Ele disse também que houve pagamento da empreiteira Queiroz Galvão para o PSDB, como maneira de abafar uma CPI para investigar o caso. Durante quase quatro horas de depoimento à CPI da Petrobras, Youssef pediu desculpas à família por causa de seu envolvimento com desvios na Petrobras, “À sociedade brasileira também”, disse. O doleiro disse que está disposto a colaborar e que reafirmou está falando a verdade. Lula ordenou pagamento O doleiro Alberto Youssef confirmou ainda o teor do depoimento feito por ele à Polícia Federal em que afirmou que o ex-presidente Lula mandou fazer um pagamento para a agência Muranno Marketing, que prestava serviços à Petrobras. “Quem me contou isso foi o Paulo Roberto Costa”, disse Youssef, em referência ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras apontado como beneficiário de propinas de empresas contratadas pela Petrobras para o financiamento de partidos políticos.

Continuar lendo Youssef confessa que movimentou R$ 200 milhões no esquema de corrupção na Petrobras