Youssef confessa que movimentou R$ 200 milhões no esquema de corrupção na Petrobras

Doleiro também reafirmou em depoimento que ex-presidente Lula ordenou pagamentos a empresa ligada a Petrobras O doleiro Alberto Youssef disse à CPI da Petrobras que movimentou algo entre R$ 180 e 200 milhões no esquema de lavagem de dinheiro proveniente de propina paga por empresas contratadas pela Petrobras. Youssef afirmou que operava preferencialmente para o PP, mas chegou a participar de operações para o PT, o PMDB e o PSB. Ele disse também que houve pagamento da empreiteira Queiroz Galvão para o PSDB, como maneira de abafar uma CPI para investigar o caso. Durante quase quatro horas de depoimento à CPI da Petrobras, Youssef pediu desculpas à família por causa de seu envolvimento com desvios na Petrobras, “À sociedade brasileira também”, disse. O doleiro disse que está disposto a colaborar e que reafirmou está falando a verdade. Lula ordenou pagamento O doleiro Alberto Youssef confirmou ainda o teor do depoimento feito por ele à Polícia Federal em que afirmou que o ex-presidente Lula mandou fazer um pagamento para a agência Muranno Marketing, que prestava serviços à Petrobras. “Quem me contou isso foi o Paulo Roberto Costa”, disse Youssef, em referência ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras apontado como beneficiário de propinas de empresas contratadas pela Petrobras para o financiamento de partidos políticos.

Continuar lendo Youssef confessa que movimentou R$ 200 milhões no esquema de corrupção na Petrobras