70 milhões de brasileiros vivem em deserto de notícias, diz levantamento

O Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo em parceria com o Volt Data Lab publica nesta edição especial do Observatório da Imprensa o “Atlas da Notícia“, levantamento inédito com base em jornalismo de dados sobre a presença ou ausência da imprensa em todo o território nacional. Foram identificados, nessa primeira etapa do projeto, 5.354 veículos — entre jornais impressos e sites —, em 1.125 cidades de 27 unidades federativas. Um universo que compreende aproximadamente 130 milhões de pessoas, mais de 60% da população brasileira. Jornais e sites noticiosos foram mapeados em 1.125 cidades, o que significa que ficaram de fora cerca de 4.500 municípios, representando mais de 70 milhões de habitantes. São os chamados “desertos de notícias” no segmento impresso e digital, e representam até quase 40% da população nacional. (Crédito: Atlas da Notícia/Projor) Para se entender o conceito de “desertos de notícias”, é preciso, entretanto, olhar para os espaços não contemplados na pesquisa: 4.500 municípios representando 70 milhões de habitantes não têm registros de meios noticiosos impressos ou digitais. “O Atlas da Notícia é, antes de mais nada, uma ferramenta para conseguirmos enxergar quais as localidades mais carentes de jornalismo no Brasil”, explica Sérgio Spagnuolo, editor do Volt Data Lab, agência de jornalismo de dados que conduziu o levantamento e a pesquisa. “Dessa forma, ao criar conhecimento sobre esses desertos informativos, o Atlas servirá como ponto de partida para entendermos melhor a configuração do jornalismo no país.”

Continuar lendo 70 milhões de brasileiros vivem em deserto de notícias, diz levantamento