Pró-Saúde deixa gestão hospitalar em Ribamar após briga com a Prefeitura

A Pró-Saúde, entidade classificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), que administrava o Hospital e Maternidade Municipal de São José de Ribamar (HMMSJR), notificou o Município para que reassumisse a direção da unidade hospitalar, diante do descumprimento do contrato administrativo que existe entre as partes. A prefeitura, por sua vez, quis inverter os fatos e divulgou nota em que anuncia que ela, sim, teria tomado a iniciativa de romper o contrato, colocando todda a culpa na Pró-Saúde. Segundo a entidade, após sofrer nos últimos meses com a falta dos pagamentos que deveriam ser feitos pela Prefeitura, além da dívida acumulada perante os recorrentes atrasos, a decisão de entregar a gestão ao município ocorreu nessa segunda-feira (15), pois a entidade afirma não ter mais condições de garantir assistência plena aos pacientes, sob o risco constante de desabastecimento, além do atraso salarial dos colaboradores, falta de insumos e medicamentos, além de fornecedores suspendendo a prestação de seus serviços.

Continuar lendo Pró-Saúde deixa gestão hospitalar em Ribamar após briga com a Prefeitura
Rompida com a Pró-Saúde, Prefeitura de Ribamar volta a administrar seu hospital e maternidade
Hospital e Maternidade de São José de Ribamar, epicentro da crise entre a prefeitura e a Fundação Pró-Saúde.

Rompida com a Pró-Saúde, Prefeitura de Ribamar volta a administrar seu hospital e maternidade

A Prefeitura de São José de Ribamar reassumiu, nesta segunda-feira (15), o gerenciamento do Hospital Municipal e Maternidade Municipal, ambos localizados na sede da cidade, e que continuam funcionando normalmente. A informação foi confirmada pelo secretário de Comunicação Social do município, jornalista Gláucio Ericeira. Segundo o governo municipal, o atendimento nas unidades de Saúde continua sendo feito de forma normal e será otimizado, visando a prestar um melhor atendimento ao cidadão. Na versão da prefeitura, a decisão ocorreu depois que a Pró Saúde, fundação responsável pelo serviço, decidiu abdicar do trabalho, quebrando, dessa forma, um acordo de transição que foi feito no mês passado. "Devido ao ocorrido, e com o objetivo principal de garantir o atendimento da população ribamarense, o município decretou, ainda nesta segunda-feira, estado de emergência nas duas unidades de saúde por um prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por igual período", informou em nota. Ainda segundo a prefeitura, a medida permite que sejam adotadas ações que visam manter a operacionalização dos estabelecimentos de saúde: - Funcionários da rede municipal de saúde, dentre eles enfermeiras e médicos, irão compor as equipes de plantões do Hospital e Maternidade. Contratações de novos profissionais também estão previstas para acontecer nos próximos dias. Tudo com o objetivo de melhorar o atendimento prestado ao cidadão ribamarense - diz O blog tenta um contato com a Pró-Saúde para que a organizaçao dê a sua versão sobre os fatos.

Continuar lendo Rompida com a Pró-Saúde, Prefeitura de Ribamar volta a administrar seu hospital e maternidade

Caso raro! Mãe de quíntuplos deve ter alta nesta quinta-feira em SP. Bebês passam bem

Karina Barreira está internada desde 10 de março no Hospital Sepaco. As quatro meninas e um menino completaram 10 dias nesta quarta (22). (G1) A encarregada de vendas Karina Bárbara Barreira, de 35 anos, que deu à luz quíntuplos no dia 13 de abril, no Hospital Sepaco, na Zona Sul de São Paulo, deverá ter alta nesta quinta-feira (23). Nesta quarta (22), as quatro meninas e um menino completaram 10 dias. De acordo com o boletim médico, os bebês passam bem e apresentam boa evolução do quadro de saúde. “Até este momento a imaturidade pulmonar vem sendo superada, com quatro deles já em ar ambiente e apenas um em discreto aporte de oxigênio. O sistema cardíaco de todos já está adaptado para a vida extra uterina", diz a nota do hospital. O centro médico ainda afirma que Karina permaneceu internada para treinamento e orientações e, a partir desta quinta, passará a ser acompanhante dos quíntuplos. Moradora de Santos, no litoral de São Paulo, ela foi internada de forma preventiva na capital paulista no dia 10 de março. Karina e o marido, João Biagi Júnior, estão juntos há 15 anos e tentavam ter um bebê desde 2010. Aos 35 anos, ela tomou alguns remédios receitados pelo médico para aumentar a espessura do útero, que era muito fina, e conseguiu realizar o sonho de ser mãe.

Continuar lendo Caso raro! Mãe de quíntuplos deve ter alta nesta quinta-feira em SP. Bebês passam bem

Edivaldo Holanda Jr. vai construir primeira maternidade municipal de SL

Embora tardiamente, esta matéria merece registro: o prefeito Edivaldo Holanda Júnior anunciou na manhã de quarta-feira (9) a construção a primeira maternidade municipal de grande porte da capital. Acompanhado do vice-prefeito Roberto Rocha e de vereadores, o prefeito visitou a área que abrigará o prédio está localizada no bairro da Cidade Operária e tem 14 mil m² de área. Na ocasião, ele verificou as especificidades do terreno e conversou com os moradores, colhendo outras demandas existentes no bairro, e explicou os trâmites da realização da obra, desde a elaboração do projeto à captação dos recursos e execução.

Continuar lendo Edivaldo Holanda Jr. vai construir primeira maternidade municipal de SL