Justiça manda soltar Júnior Bolinha, um dos suspeitos de mandar matar Décio Sá

O relator do caso, desembargador Jose Luiz de Almeida, determinou a soltura por excesso de prazo, sem que houvesse julgamento. Nesta quinta-feira (14), a Justiça, por meio de decisão da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), mandou soltar José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha, acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá, ocorrido em abril de 2012, em São Luís. O relator do caso foi o desembargador Jose Luiz de Almeida, que foi acompanhado em seu voto pelos desembargadores José Bernardo Rodrigues e Guerreiro Júnior. Em sua decisão, José Luis Almeida determinou a soltura por excesso de prazo, sem que houvesse julgamento. Gláucio Alencar, outro acusado de mandar assassinar Décio Sá, foi liberado na semana passada. Ele agora precisa apenas cumprir recolhimento domiciliar noturno e aos fins de semana. Com a decisão, os supostos mandantes do assassinato, Fábio Capita, Fábio Buchecha, José Miranda, Gláucio Alencar e agora Júnior Bolinha estão soltos. Apenas o executor, Jonathan de Sousa, já condenado, está na cadeia.

Continuar lendo Justiça manda soltar Júnior Bolinha, um dos suspeitos de mandar matar Décio Sá

Caso Décio Sá- Justiça nega pedido de Júnior Bolinha para ser transferido de presídio

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) negou a José Raimundo Sales Chaves Júnior, conhecido como Júnior Bolinha, acusado de envolvimento na morte do jornalista Décio Sá, pedido para anular ato de primeira instância que o mantém na Unidade Prisional de Ressocialização de Pedrinhas VII (UPRP VII), presídio de segurança máxima da capital. Os desembargadores das Câmaras Criminais Reunidas do TJMA votaram de forma desfavorável ao mandado de segurança ajuizado pelo acusado, na sessão desta última sexta-feira (10). O entendimento unânime foi de que o juiz de 1º grau agiu corretamente ao manter a decisão administrativa da transferência, e que o fato de ele ser mantido isolado numa cela serve, inclusive, para protegê-lo.

Continuar lendo Caso Décio Sá- Justiça nega pedido de Júnior Bolinha para ser transferido de presídio
O Globo Catuca Roseana, ao noticiar fuga e sequestro praticados por Júnior Bolinha
Júnior Bolinha sai da cadeia e vai à festa...

O Globo Catuca Roseana, ao noticiar fuga e sequestro praticados por Júnior Bolinha

Preso deixa cadeia à noite e sequestra empresário no Maranhão Júnior Bolinha é acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá Na última quinta-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ofício à governadora do Maranhão, Roseana Sarney, pedindo informações atualizadas sobre a situação do sistema carcerário do estado SÃO LUÍS (O GLOBO)- Acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá no Maranhão, em abril de 2012, Raimundo Sales Silva Júnior, conhecido como Júnior Bolinha, aguarda julgamento na cadeia, mas foi preso novamente na noite de sábado, quando sequestrava um empresário que lhe devia R$ 180 mil. Júnior Bolinha tinha saídas facilitadas durante à noite na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, em São Luís, onde estava preso. Antes de sequestrar o empresário, ele ainda promoveu uma festa com amigos e familiares. A delegada geral da Polícia Civil do Maranhão, Cristina Menezes, disse na manhã de domingo que a polícia já estava monitorando as movimentações de Júnior Bolinha, depois que descobriu que ele tinha combinado um encontro para cobrar débitos pendentes. - Estávamos monitorando as condutas dele e das pessoas que o rodeiam. Estava havendo uma ameaça a um empresário que devia uma quantia em dinheiro a ele por parte do próprio Bolinha, por parte do advogado e de parentes dele – afirmou a delegada. Cristina Menezes garantiu que Bolinha foi seguido pela polícia desde que deixou a delegacia até o sequestro do empresário, após a festa que realizava em sua residência. - Nós o seguimos. O empresário foi colocado dentro do veículo. No um momento em que Bolinha parou o carro, os policiais aproveitaram para fazer a abordagem, mas ele arrancou – disse. Somente após uma longa perseguição é que o Júnior Bolinha resolveu se entregar.

Continuar lendo O Globo Catuca Roseana, ao noticiar fuga e sequestro praticados por Júnior Bolinha
Caso Décio Sá – Júnior Bolinha foge da prisão, sequestra, mas é recapturado
Júnior Bolinha é acusado de intermediar contrata- ção de assassino (Foto: De Jesus/O Estado)

Caso Décio Sá – Júnior Bolinha foge da prisão, sequestra, mas é recapturado

Júnior Bolinha teve fuga facilitada por policial e guarda. Ele estava preso na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos em São Luís, Clarissa Carramilo - Do G1 MA Um dos acusados de envolvimento no assassinato do jornalista Décio Sá, Raimundo Charles Sales Júnior, o Júnior Bolinha, fugiu da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, emSão Luís (onde aguardava julgamento), sequestrou uma pessoa e foi recapturado na noite de sábado (21). Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas na manhã deste domingo (22). A delegada geral da Polícia Civil, Cristina Resende, contou, em entrevista à Rádio Mirante AM, que a polícia estava monitorando as ações do acusado após descobrir que ele tinha marcado um encontro com um empresário para cobrar R$ 180.000,00. "Estávamos monitorando as condutas dele e das pessoas que o rodeiam. Estava havendo uma ameaça a um empresário que devia uma quantia em dinheiro a ele por parte do próprio Bolinha, por parte do advogado e de parentes dele", explicou. Segundo Resende, Júnior Bolinha teve a fuga facilitada pelo policial civil José Ribamar da Conceição Martins, que deveria estar de plantão na delegacia, mas não estava, e pelo guarda Edinaldo Cruz da Silva, que estava de plantão na unidade e confessou ter recebido R$ 150,00 para liberar o preso. Os dois foram presos e autuados por corrupção passiva. Sem saber que a polícia o monitorava, Bolinha saiu da delegacia e foi para casa, onde deu uma festa.

Continuar lendo Caso Décio Sá – Júnior Bolinha foge da prisão, sequestra, mas é recapturado