Hyperloop, transporte a vácuo: parece coisa de doido, mas já tem teste bem-sucedido e um futuro próximo

Há alguns anos, o bilionário Elon Musk teve uma ideia: que tal criar um sistema de transporte baseado em tubos, com pods que atingem velocidade máxima de 1.200 km/h? Desde então, várias empresas vêm tentando tirar esse conceito do papel — e pouco a pouco, o Hyperloop se torna realidade. A startup Hyperloop One construiu uma pista no deserto de Nevada, perto de Las Vegas, e realizou no ano passado seu primeiro teste em plena escala. Este ano, foi a vez de um novo teste: o veículo funcionou sem falhas em um ambiente de vácuo. Segundo o The Verge, a Hyperloop One usou levitação magnética (ou maglev) para levar seu veículo de testes a 110 km/h, com aceleração de 2g (cerca de 20 m/s²). Graças ao ambiente de vácuo, ele viajou em condições semelhantes a um avião a 200 mil pés de altitude — a baixa resistência do ar permite atingir velocidades maiores. Para tanto, a empresa usou o DevLoop, tubo com uma pista de 500 m que começou a funcionar em abril. O teste foi realizado em 12 de maio e divulgado hoje; confira o vídeo abaixo (a partir do ponto 2:15).

Continuar lendo Hyperloop, transporte a vácuo: parece coisa de doido, mas já tem teste bem-sucedido e um futuro próximo