“Esporte é Cidadania”. Eduardo Campos, com duas campeãs mundiais de handebol de PE

Ontem, no Recife, recebi Samira Rocha e Deborah Nunes, pernambucanas que integraram a seleção brasileira campeã mundial de handebol em 2013. O exemplo delas, tenho certeza, vai inspirar muita gente e nos ajudar a descobrir novos talentos nas escolas e ginásios. E para que isso aconteça, é preciso dar a oportunidade para que o jovem pratique o esporte. Para isso, destaco o Bolsa Atleta e também o Time PE. Ambos são incentivos que visam oferecer as condições de treinamento e assistência necessárias para que os nossos esportistas possam disputar campeonatos fora do Brasil e fazer de Pernambuco um celeiro de grandes atletas e também de paratletas. Só no Bolsa Atleta, de julho de 2012 a junho de 2013, foi realizado um investimento de R$1,9 milhão, beneficiando 214 competidores.

Continuar lendo “Esporte é Cidadania”. Eduardo Campos, com duas campeãs mundiais de handebol de PE
É campeão! Brasil vence a Sérvia e conquista seu primeiro título mundial
A foto do título: seleção brasileira festeja a inédita conquista do Mundial de Handebol (Foto: EFE)

É campeão! Brasil vence a Sérvia e conquista seu primeiro título mundial

Seleção feminina supera pressão de 20 mil inflamados torcedores na Arena Belgrado, passa pelas donas da casa na final e entra para a história do handebol no país Por Thierry Gozzer Direto de Belgrado, Sérvia (Globo Esporte) Essa é uma história de dedicação, luta, derrotas, vitórias e sonhos. E não poderia ter outro fim. A primeira medalha do handebol brasileiro em mundiais não é de bronze, nem de prata. É de ouro. Diante de uma Arena Belgrado fervendo e barulhenta, contra 20 mil torcedores e mais sete rivais em quadra, as meninas do Brasil não se intimidaram. Vibraram quando tinham que vibrar. Fizeram faltas quando foi necessário. Reclamaram da arbitragem. E jogaram. Jogaram muito. Frias, Alexandra e cia. calaram a Sérvia, venceram por 22 a 20 e entraram para a história da modalidade no país, conquistando o título mundial de forma invicta. Mais cedo, a Dinamarca derrotou a Polônia e garantiu o bronze. - Ainda não caiu a ficha. Eu estava sentada na quadra com a medalha no peito e não acreditava. Acho que deve demorar uns dois dias para eu acreditar no que aconteceu - disse Alê. A vitória diante das sérvias foi a segunda no Mundial, a nona em nove jogos na competição, para não deixar dúvidas sobre a conquista invicta. Para completar, Babi ainda entrou para a seleção do Mundial como a melhor goleira, e Duda foi eleita a MVP (sigla em inglês para jogadora mais valiosa) da competição. Alexandra Nascimento, atual melhor do mundo, foi a artilheira da decisão com seis gols anotados.

Continuar lendo É campeão! Brasil vence a Sérvia e conquista seu primeiro título mundial