Transparência desmonta esquema fraudulento e anula licitação de R$ 10 mi deixada por Roseana
Rodrigo Lago, secretário de Transparência e Controle

Transparência desmonta esquema fraudulento e anula licitação de R$ 10 mi deixada por Roseana

A Secretaria de Transparência, criada pelo Governador Flávio Dino, e dirigida pelo advogado Rodrigo Lago, descobriu e desmontou esquema de fraude em licitações ocorridas na Secretaria de Meio Ambiente durante o Governo Roseana Sarney. Durante uma auditoria realizada na SEMA, os auditores constataram um esquema de direcionamento de licitações milionárias, causando sérios prejuízos ao erário. Somente em um contrato ficou evidenciado o prejuízo de R$ 1.453.500,00 (um milhão, quatrocentos e cinquenta e três mil e quinhentos reais), que foi pago para a empresa Tramitty Serviços Ltda em agosto de 2014, mas que não corresponde a efetiva prestação de serviços. A Secretaria de Transparência está acionando os órgãos responsáveis para buscar o ressarcimento dos recursos, mas já recomendou que a atual gestão da SEMA anule o contrato milionário. O Estado do Maranhão economizará R$ 9,6 milhões (nove milhões e seiscentos mil reais). A empresa Tramitty Serviços Ltda foi contratada para assessorar a Secretaria de Estado de Meio ambiente por R$ 5 milhões, através de recursos depositados pela Petrobras em decorrência da compensação ambiental pela Refinaria Premium I, em Bacabeira. Dentre os serviços que deveria prestar, estava o auxílio em licitações, elaborando termos de referência, editais e minutas de contratos, além de pareceres. E foi assim que a Tramitty assessorou a SEMA na convocação do Pregão Presencial nº 004/2014/CSL-SEMA, para a realização do Cadastro Ambiental Rural – CAR, com recursos do Fundo da Amazônia, disponibilizados pelo BNDES. De forma absurda, a licitação acabou sendo vencida pela própria Tramitty, que participou sozinha da disputa pelo contrato milionário.

Continuar lendo Transparência desmonta esquema fraudulento e anula licitação de R$ 10 mi deixada por Roseana

Chegando perto! CPI da Petrobras aprova convocação de “mula” de João Abreu para depor

O corretor Marco Antônio de Campos Ziegert, que acompanhava Alberto Youssef em São Luís (MA) no dia em que o doleiro foi preso pela Polícia Federal, será convocado a depor na CPI da Petrobrás. O pedido de convocação foi feito pela deputada federal Eliziane Gama (PPS) e aprovado pela Comissão. Ziegert foi o emissário de João Abreu, ex-chefe de gabinete da Casa Civil de Roseana Sarney, no recebimento de parte da propina no caso dos precatórios. A revelação foi feita por Youssef no depoimento de acordo da delação premiada, onde conta que teriam sido pagos R$ 3 milhões a João Abreu por conta do acordo entre o governo de Roseana e as empresas UTC e Constran para pagamento de precatórios no valor de R$ 113 milhões, que gerariam uma “comissão” de R$ 10 milhões.

Continuar lendo Chegando perto! CPI da Petrobras aprova convocação de “mula” de João Abreu para depor

Leia na íntegra o depoimento de Alberto Youssef sobre o pagamento de propina a João Abreu

O doleiro Alberto Youssef afirmou em delação à Polícia Federal que efetuou pagamento de propina a um integrante do alto escalão do governo Roseana Sarney no Maranhão em nome da UTC no dia de sua prisão. Ele foi preso em março, em um hotel de São Luís (MA), durante as investigações da Operação Lava Jato. Segundo Youssef, a entrega do dinheiro ocorreu momentos antes da prisão. Ao perceber que seria preso –após retornar uma ligação que descobriu ser de policiais federais do Paraná–, ele diz ter levado R$ 1,4 milhão ao quarto de João Abreu, a um emissário do então secretário da Casa Civil de Roseana Sarney.

Continuar lendo Leia na íntegra o depoimento de Alberto Youssef sobre o pagamento de propina a João Abreu
O Maranhão da propaganda: “Dá vontade de morar dentro da televisão”, diz deputado.
Othelino Neto corrobora: a propaganda do governo é enganosa

O Maranhão da propaganda: “Dá vontade de morar dentro da televisão”, diz deputado.

O Maranhão da propaganda é um. O Maranhão real é outro. O primeiro é um paraíso. O seguando, o inferno. Pelo menos é o que traduziu, em discurso, o deputado Othelino Neto, corroborando post abaixo aqui do blog, destacando que o secretário de Comunicação Social do Governo Roseana Sarney, Sérgio Macedo, inspira-se nos preceitos de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler, para poduzir as peças fantasiosas da comunicação governamental. O parlamentar denunciou, ontem 26), na Assemble Legislativa, que o governo Roseana Sarney vem se utilizando de programas e obras federais em propagandas oficiais para benefício próprio. Ele citou como um dos exemplos disso a ampliação do Italuís, que é mostrada como parceria, mas que, na verdade, segundo o parlamentar, “é iniciativa do governo federal, que já era para ter acontecido há muito tempo”. - Pior é ter a coragem de dizer na propaganda que a duplicação da BR-135, no trecho São Luís-Bacabeira, é patrocinada e bancada pelo Governo do Maranhão - diria o deputado:

Continuar lendo O Maranhão da propaganda: “Dá vontade de morar dentro da televisão”, diz deputado.