William Waack e José Mayer: as personalidades mais buscadas no Google no Brasil em 2017

Jornalista e ator da Globo, afastados após casos de assédio e racismo, lideram as pesquisas do ano Em 2017, episódios de racismo e machismo influenciaram fortemente o comportamento de buscas na Internet dos brasileiros. Protagonistas de dois grandes escândalos envolvendo a TV Globo, o jornalista William Waack e o ator José Mayer lideram a lista das personalidades mais pesquisadas no Google Brasil em 2017, segundo os dados divulgados mundialmente nesta quarta-feira pelo buscador. Nem mesmo o nude vazado do cantor e youtuber Léo Stronda (3º no ranking) e o fenômeno musical nacional Pabllo Vittar (5º colocado) superam os nomes globais colocados na geladeira. O apresentador do Jornal da Globofoi afastado da bancada após um vídeo em que faz um comentário racista se tornar público. Já Mayer, que durante anos ostentou o título de galã global, foi acusado de assédio sexual pela figurinista Susllem Tonani em abril, o que mobilizou boa parte da ala feminina da emissora a adotar a campanha nas redes #MexeuComUmaMexeuComTodas. Talvez por isso a frase "o que é sororidade?" tenha sido uma das grandes dúvidas do país (5º no quesito O que é?): se você também não sabe, sororidade é o apoio recíproco entre as mulheres. A lista das principais pesquisas de 2017 do Google é um bom termômetro do impacto que a Globo ainda exerce sobre os brasileiros, apesar da queda de audiência observada há anos por todos os canais de TV aberta em plena era dos youtubers e influenciadores digitais. Aos que têm o hábito de acompanhar diariamente o Google Trends (página do site com as principais pesquisas do dia), é comum ver quase todos os dias entre os principais interesses palavras como "kefir" ou o nome de algum cantor xis e, na sequência, descobrir que a apresentadora Ana Maria Braga ensinou como preparar a bebida probiótica e que a tal celebridade se envolveu em algum bate-boca durante o programa da Fátima Bernardes, por exemplo. O kefir foi, aliás, uma das grandes dúvidas dos brasileiros no quesito Como Fazer (oitavo nesta lista), perdendo para "como fazer jejum intermitente" e crepioca (as provas de que o Brasil é um país em constante estado de dieta), como fazer enquetes no Instagram e como fazer declaração do Imposto de Renda, entre outras dúvidas cotidianas.

Continuar lendo William Waack e José Mayer: as personalidades mais buscadas no Google no Brasil em 2017

Google é multado em 2,4 bilhões de euros por monopólio em compras online

União Europeia impôs multa recorde ao buscador por abusar de sua posição dominante ao favorecer sua ferramenta de compras online, o Google Shopping O órgão de defesa da concorrência da União Europeia impôs uma multa recorde de € 2,42 bilhões ao Google em decisão divulgada na manhã desta terça-feira, 27. Conforme a UE, o grupo multinacional sofre a sanção por abusar de sua posição dominante em buscas na internet para favorecer seu próprio comparador de preços para compras online, o Google Shopping. "O que o Google tem feito é ilegal sob as normas antimonopólio da União Europeia. Ele nega a outras empresas a oportunidade de competir com seus méritos e inovação", disse a comissária europeia da Competência, Margrethe Vestager, em coletiva de imprensa na sede da UE, em Bruxelas. Até então, a maior multa aplicada pelo bloco econômico por 'abuso de posição dominante' era de € 1,06 bilhão, imposta em 2009 à fabricante de computadores Intel.

Continuar lendo Google é multado em 2,4 bilhões de euros por monopólio em compras online

Xuxa perde recurso contra Google que exigia remoção de buscas sobre filme erótico

Em 2010 Xuxa entrou com uma ação contra o Google para tentar remover das buscas do site frases relacionadas a ela com a palavra pedofilia e derivadas como “Xuxa pedófila” ou qualquer outra que associeque associe seu nome, “escrito parcial ou integralmente, e independentemente de grafia, se correta ou equivocada, a uma prática criminosa qualquer”. No entanto, nesta terça-feira (2), a apresentadora teve o recurso negado pela 19ª Câmara Cível. As buscas ocorrem porque Xuxa participou do filme “Amor, Estranho Amor”, de 1982, em que, aos 19 anos, ela interpretou uma garota de programa e apareceu nua ao lado de um menino de 12 anos. O texto da decisão diz que “por unanimidade, após rejeitadas as preliminares, no mérito, negou-se provimento ao recurso, nos termos do voto” da desembargadora relatora Valeria Dacheux Nascimento. Em 2013, Xuxa venceu um processo e conseguiu impedir a Cinearte Produções, distribuidora do filme “Amor, Estranho Amor”, de relançar o longa.

Continuar lendo Xuxa perde recurso contra Google que exigia remoção de buscas sobre filme erótico
Juiz condena Google a pagar indenização por notícia publicada em blog anônimo, no Maranhão
Google tem de ficar de olho nos "anônimos"

Juiz condena Google a pagar indenização por notícia publicada em blog anônimo, no Maranhão

A empresa Google Brasil Internet foi condenada a indenizar por danos morais um gestor público de município maranhense, por notícia publicada em blog de titular desconhecido. A decisão é do juiz Márcio Castro Brandão, que responde pela da 14ª Vara Cível de São Luís. É o que divulga, hoje (14) o site do Tribunal de Justiça do Maranhão. O autor da ação alega que em março de 2013 enviou notificação extrajudicial à empresa Google, que hospeda o blog anônimo, pedindo informações sobre o endereço de IP do computador do autor do blog, que publicou diversas matérias ofensivas a sua honra e imagem. Também pediu a retirada do conteúdo do site no prazo de 24h. A notícia do blog faz referência ao período em que o requerente desempenhou cargo na administração do município, imputando-lhe a pecha de corrupto. Para o autor da ação,o texto foi uma tentativa de denegrir seu conceito e imagem perante a sociedade do município, onde ele já exercia outro cargo. Na sentença, proferida no último mês de novembro, o juiz determinou à empresa Google, sob pena de multa diária de R$ 2 mil, limitada à quantia de R$ 60 mil, identificar, em até cinco dias, por meio dos endereços IP, os computadores utilizados para cadastramento e alimentação do blog; e, em 24h, remover do site o conteúdo ofensivo ou, se isso não fosse tecnicamente possível, retirar o blog da internet.

Continuar lendo Juiz condena Google a pagar indenização por notícia publicada em blog anônimo, no Maranhão
Conecções lentas, quase parando? O Google acaba de nos aprontar uma! Veja a saída…
- Poxa! Assim eu durmo...

Conecções lentas, quase parando? O Google acaba de nos aprontar uma! Veja a saída…

Eu que sou usuário da banda larga da Vivo – não sei se está ocorrendo em relação às demais operadoras de internet – tenho, na última semana, apanhado mais do que mala velha pra tirar mofo. É de uma lentidão... Imagine você o que isso atrapalha e aporrinha alguém como eu, cujas atividades de escritório, em quase 100 por cento, dependem de internet - alimentar o site do blog, além de digitar e tabular pesquisas num programa que tem de estar plugado, virtualmente... Hoje, quando mais uma vez, xingava a Vivo, pois já estava quase morto de esperar pela lentidão dos dowloods, alguém postou no Facebook um trabalho do site Olhar Digital (olhardigital.com.br), disponibilizado na Net, falando do problema e ensinando, didaticamente, em vídeo e texto, como acelerar o computador para driblar essa canseira. Tudo, segundo o Olhar Digital, gira em torno de um tal DNS, que o Google sepultou, para os brasileiros. E, agora, salve-se quem puder...

Continuar lendo Conecções lentas, quase parando? O Google acaba de nos aprontar uma! Veja a saída…