Ginástica: Daiane dos Santos traz “Brasileirinhos”, com apoio do governo e do Grupo Mateus

Um evento marcado pela emoção, quando pais, crianças e adolescentes maranhenses receberam, esta semana, mais uma importante ação de incentivo ao esporte e desenvolvimento de cidadania. Ao lado da ex-ginasta e campeã mundial Daiane dos Santos, o governador Flávio Dino participou da solenidade que marcou o início das aulas gratuitas de ginástica proporcionadas pelo projeto Brasileirinhos. O Maranhão é o primeiro Estado do país a receber a expansão da iniciativa. A solenidade de abertura foi realizada no Ginásio Rubem Goulart, local que abrigará o projeto e que foi reinaugurado neste ano pelo Governo do Maranhão, após dez anos sem atividades. O projeto só existe em dois lugares no país: em Paraisópolis (SP), onde é um núcleo piloto, e no Maranhão.  Até então, o Brasileirinhos funcionava em caráter experimental em São Luís. Com a consolidação e a expansão do projeto, 250 crianças serão atendidas. “Temos recebido pedidos de muitos Estados, mas a gente precisa ter uma estrutura mínima, com a mesma qualidade que temos em Paraisópolis. E aqui no Maranhão a gente tem uma estrutura ainda melhor do que lá”, disse a atleta Daiane dos Santos. Trata-se de um reconhecimento aos esforço do Governo do Estado, de acordo com o governador. “Esse ginásio estava havia dez anos fechado e quem escolheu o Maranhão foi a Daiane, porque confia na seriedade do nosso estado”, disse. Brasileirinhos Com a consolidação e a expansão do projeto, 250 crianças serão atendidas. Foto: Gilson Teixeira/Secap O Brasileirinhos foi idealizado pela ex-ginasta Daiane dos Santos, e, para a presidente da Confederação Maranhense de Ginástica e coordenadora do projeto no Maranhão, Liane Bezerra, representa um marco para a ginástica no Estado. “É um momento de muita alegria, um resgate da ginástica no Maranhão, graças à sensibilidade e total apoio do Governo do Estado”, declarou.

Continuar lendo Ginástica: Daiane dos Santos traz “Brasileirinhos”, com apoio do governo e do Grupo Mateus
Dono de academia que barrou jovem por ‘parecer marginal’ é indiciado pela polícia
"Como toda, mãe fiquei revoltada. Eu amo meu filho", disse Katia (Foto: Fernando Brito/G1)

Dono de academia que barrou jovem por ‘parecer marginal’ é indiciado pela polícia

Empresário afirmou que rapaz de 17 anos, negro e tatuado, 'parecia bandido'. Acusado de racismo, homem pode pegar de um a três anos de reclusão. G1 Piauí A Polícia Civil do Piauí indiciou o proprietário de uma academia localizada na Zona Sul de Teresina por ter impedido um jovem de frequentar seu estabelecimento porque ele teria a 'aparência de um marginal'. O caso foi denunciado pela mãe do rapaz na Delegacia de Proteção aos Direitos Humanos e Repressão às Condutas Discriminatórias da capital em março de 2015, e agora o dono da academia deve responder na Justiça por racismo

Continuar lendo Dono de academia que barrou jovem por ‘parecer marginal’ é indiciado pela polícia