Aposentadoria de José Sarney custou R$ 65 milhões aos cofres do MA
O senador Sarney e os proventos aposentatórios

Aposentadoria de José Sarney custou R$ 65 milhões aos cofres do MA

Levantamento feito por economistas a pedido do blog mostra que, desde 1970, a aposentadoria especial paga ao senador amapaense José Sarney (PMDB) desfalcou os cofres públicos estaduais em 65 milhões de reais. Além do salário de senador e da aposentadoria irregular como ex-diretor do Tribunal de Justiça, o oligarca recebe mensalmente R$ 26.589,68 a título de pensão vitalícia, por ter ocupado o Palácio dos Leões no final da década de sessenta. De acordo com o jornal O Globo, apesar de ostentar os piores índices sociais do país, o Maranhão é o segundo estado que mais gasta com a regalia paga a ex-mandatários e ex-primeiras-damas. Atualmente, sete ex-governadores recebem a pensão regularmente: José Sarney, Roseana Sarney (PMDB) Edison Lobão (PMDB), João Castelo (PSDB), José Reinaldo Tavares (PSB), Epitácio Cafeteira (PTB) e João Alberto (PMDB). Numa clara manobra para beneficiar a antecessora, o governador-tampão Arnaldo Melo (PMDB) também ampliou de três para cinco o número de militares e servidores comissionados a serviço dos ex-governantes nos quatro anos subsequentes ao mandato. Do Blog Marrapá

Continuar lendo Aposentadoria de José Sarney custou R$ 65 milhões aos cofres do MA

São Paulo terá campanha mais cara para governador; Acre, a mais barata

Governos dos 26 estados e DF têm 169 candidatos que gastarão R$ 2,4 bi. Skaf (PMDB-SP) é candidato com maior previsão de despesas (R$ 95 mi). G1 - Brasília A campanha eleitoral pelo cargo de governador de São Paulo será a que consumirá mais dinheiro dentre os 26 estados e o Distrito Federal, de acordo com as estimativas de despesa entregues pelos candidatos à Justiça Eleitoral no último sábado (5). São Paulo terá nove concorrentes ao Palácio dos Bandeirantes. Somados os gastos previstos pelos 169 candidatos a governador em todo o país, a despesa total soma R$ 2,43 bilhões. A cifra é equivalente ao valor do orçamento previsto para 2015 de um município como Niterói (RJ), com quase 500 mil habitantes. A previsão de gasto dos 11 candidatos a presidente é de R$ 916 milhões – Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos estimam gastar, juntos, quatro vezes mais do que a soma dos outros oito adversários.

Continuar lendo São Paulo terá campanha mais cara para governador; Acre, a mais barata
Danou! Prefeitura de São Luís reestima orçamento diante da queda de arrecadação
Fazenda Municipal: com queda de arrecadação, o prefeito mandou contar moedas..

Danou! Prefeitura de São Luís reestima orçamento diante da queda de arrecadação

O secretário municipal de Fazenda, Raimundo Rodrigues, confirmou a queda nas receitas correntes líquidas e na previsão das transferências constitucionais para o município de São Luís em 2014 com detecção de decréscimo de 7,4% no cruzamento entre o previsto e o realizado. A necessidade de corte em 30% das despesas e contratos considera a redução na arrecadação de tributos correntes e restos a pagar acumulados nos dois últimos anos. Para Rodrigues, o município de São Luís enfrenta com determinação o histórico problema do desequilíbrio entre aquilo que é orçado e o realizado como arrecadação e transferência, previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA). A redução dos gastos municipais foi anunciada pelo prefeito Edivaldo no último final de semana. O secretário de Fazenda enfatiza a necessidade de ajustes. “O problema da Prefeitura é que o está na Lei Orçamentária, o que se empenha, não está se realizando. Tanto as transferências constitucionais como a arrecadação própria não estão se realizando. Esse é o ponto que levou o prefeito a determinar cortes”, frisou.

Continuar lendo Danou! Prefeitura de São Luís reestima orçamento diante da queda de arrecadação

Candidatos das capitais prevêem gastos de até R$ 1,2 bi em campanhas

Os 192 candidatos que disputam o comando das prefeituras de 26 capitais brasileiras preveem, juntos, gasto de até R$ 1,254 bilhão nas campanhas eleitorais deste ano. A cifra foi levantada pelo G1 com base nos dados entregues pelos candidatos à Justiça Eleitoral.

Continuar lendo Candidatos das capitais prevêem gastos de até R$ 1,2 bi em campanhas