Machismo e rancor da direita pesaram em queda de Dilma, diz jornal britânico

New York Times, EUA Com uma reportagem de seu correspondente no Brasil, Simon Romero, o NYT dá destaque para o anúncio do ministério de Temer, mencionando a ausência de mulheres, negros e a escolha do líder ruralista e megaprodutor Blairo Maggi para o Ministério da Agricultura. Mas vê como positiva a escolha do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles para a pasta da Fazenda, lembrando que este havia feito parte do governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Em editorial, o jornal diz que Dilma "está certa ao questionar as motivações e autoridade moral dos políticos que a querem tirar do poder", apesar de classificar a agora presidente suspensa como uma "péssima política". O NYT considera que Dilma parece destinada a pagar "um preço altamente desproporcional por seu problemas administrativos enquanto seus acusadores mais ardentes são acusados crimes mais graves". "Eles podem descobrir que muito da ira dirigida a ela poderá em breve ser redirecionada", diz o jornal. Veja, ainda, a opinião de outros grandes jornais estrangeiros sobre o impeachment de Dilma...

Continuar lendo Machismo e rancor da direita pesaram em queda de Dilma, diz jornal britânico
Programa ‘Mais Médicos’ aprovado pelo Senado tira CRMs da jogada
Símbolo do "Mais Médicos", programa aprovado no Senado Federal

Programa ‘Mais Médicos’ aprovado pelo Senado tira CRMs da jogada

(G1) O Senado aprovou nesta quarta-feira (16) a medida provisória que cria o Mais Médicos, programa do governo federal que prevê a contratação de profissionais brasileiros e estrangeiros para atuar em áreas carentes do interior do país e na periferia das grandes cidades. A MP foi aprovada com texto igual à versão aprovada na Câmara, e segue agora para sanção presidencial. Na Câmara, a matéria foi debatida no plenário por cerca de 12 horas, ao longo de dois dias, até ter a aprovação concluída. No Senado, foram três horas de debate no plenário. Antes do plenário das duas casas, a MP tinha passado por uma comissão especial de parlamentares, onde foram protocoladas 567 sugestões de mudanças ao texto original. Diferentemente da MP original, encaminhada pelo Poder Executivo ao Congresso em julho, o texto modificado pelos parlamentares permite ao Ministério da Saúde fazer o registro de atuação provisória dos profissionais formados no exterior. A mudança foi introduzida devido a dificuldades de profissionais de fora obterem o registro nos conselhos regionais de Medicina. No entanto, a fiscalização continuará sendo feito pelos CRMs.

Continuar lendo Programa ‘Mais Médicos’ aprovado pelo Senado tira CRMs da jogada
Conselho Federal de Medicina libera registro de estrangeiros do Mais Médicos
CRMs obrigados a liberar registro para estrangeiros

Conselho Federal de Medicina libera registro de estrangeiros do Mais Médicos

O Conselho Federal de Medicina (CFM) orientou os conselhos regionais da categoria a emitirem os registros provisórios dos profissionais estrangeiros do programa Mais Médicos, desde que a documentação esteja "completa e sem inconsistências". O início do programa já foi adiado por causa da resistência dos CRMs, que entraram com várias ações judiciais contra o Mais Médicos. A nova orientação, segundo o CFM, foi dada depois de a Advocacia-Geral da União (AGU) ter manifestado, diante da Justiça do Rio Grande do Sul, o entendimento de que devem ser repassados aos conselhos regionais o endereço de trabalho e os nomes dos tutores e supervisores de cada um dos estrangeiros inscritos no programa.

Continuar lendo Conselho Federal de Medicina libera registro de estrangeiros do Mais Médicos