Jovem acusada de fazer aborto é condenada a 30 anos de prisão

Evelyn Hernández, estudante de 19 anos, ficou grávida em consequência de um estupro. Sua defesa alega que deu à luz um bebê que nasceu morto Evelyn Hernández, uma jovem de 19 anos, foi condenada na última quarta-feira a 30 anos de prisão em El Salvador após ser acusada de fazer um aborto. Ela havia ficado grávida em consequência de um estupro. Sua defesa alega que deu à luz um bebê que nasceu morto. A sentença foi classificada nesta sexta-feira como injusta por uma entidade feminista, que apresentará um recurso contra a condenação. "A condenação é injusta e vamos recorrer. Esse caso põe em evidência o preconceito que existe e com o qual atua o sistema judicial”, disse à AFP Morena Herrera, da Associação Cidadã pela Despenalização do Aborto Terapêutico, Ético e Eugênico (ACDATEE), em referência à decisão emitida na quarta-feira. A estudante não denunciou o estupro porque ouviu ameaças de que sua mãe seria morta. A jovem foi condenada “sem nenhuma prova direta” e sem que o tribunal levasse em conta o relatório dos peritos da Procuradoria, segundo Herrera. "Condenaram apenas com indícios, e isso significa que não aplicaram o devido processo. Um processo justo faz com que onde haja dúvida razoável, essa dúvida deve estar a favor da pessoa imputada, mas a juíza disse que se tratava de um crime familiar", criticou a dirigente da ACDATEE.

Continuar lendo Jovem acusada de fazer aborto é condenada a 30 anos de prisão
Náufrago salvadorenho afirma que ficou à deriva por mais de um ano
Fonte da imagem: Reprodução/BBC News

Náufrago salvadorenho afirma que ficou à deriva por mais de um ano

Pescador foi encontrado em um atol do Pacífico e diz ter sobrevivido à base de peixes, tartarugas-marinhas e aves. O que mais parece um filme aparentemente aconteceu de verdade com um homem de El Salvador, que vivia como um pescador no México. Em dezembro de 2012, José Salvador Albarengo saiu para pescar com outro companheiro de profissão chamado Ezekiel. Em certo momento da viagem, uma forte tempestade atingiu o barco (que tem cerca de 7,5 metros), causando uma pane no motor e deixando os dois homens à deriva. Ainda com detalhes um pouco nebulosos, a história do náufrago salvadorenho ganhou repercussão mundial no dia de hoje. Ele foi encontrado na última quinta-feira (30) por moradores do atol Ebón nas Ilhas Marshall junto ao seu barco, que já estava cheio de cracas do mar grudadas em seu casco. O pescador (que a princípio se apresentou como José Ivan) foi resgatado quase nu, vestindo apenas uma cueca rasgada, com cabelos e barbas grandes, e ainda um pouco confuso. José Salvador, de 37 anos, afirmou que saiu para pescar no dia 21 de dezembro de 2012 e contou sobre a tempestade. O homem disse que esobreviveu à base de peixes, aves, tartarugas, água da chuva, além de beber a sua própria urina e rezar muito. "Eu só tinha minha cabeça em Deus. Se fosse morrer, seria com Deus. Então, não tinha medo", afirmou.

Continuar lendo Náufrago salvadorenho afirma que ficou à deriva por mais de um ano