Governo Roseana Sarney deixou dívida milionária no transporte escolar indígena

Levantamento feito pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) constatou dívida de R$ 10 milhões deixada pelo governo Roseana Sarney no setor de transporte escolar indígena. Os processos referentes aos anos de 2013 e 2014 não foram quitados pelo governo Roseana Sarney sob o argumento da falta de dotação orçamentária e recursos financeiros. No ano de 2013, os processos aptos para pagamento totalizaram R$ 2,4 milhões, enquanto em 2014 a dívida acumulada foi de R$ 7,5 milhões. O governo passado ainda descumpriu acordo com lideranças indígenas que priorizava os pagamentos de 2013 e os processos tiveram a tramitação prejudicada.

Continuar lendo Governo Roseana Sarney deixou dívida milionária no transporte escolar indígena
O rombo foi lá pra cima! Dívida deixada pelo governo anterior é de R$ 1,1 bilhão
Marcelo Tavares: o tamanho da dívida e dos cortes...

O rombo foi lá pra cima! Dívida deixada pelo governo anterior é de R$ 1,1 bilhão

É de 1,1 bilhão de reais o valor da dívida deixada pelo governo anterior para Flávio Dino, segundo revelou, nesta sexta-feira, o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, em coletiva que concedeu no Palácio Henrique de La Rocque. Com ele, estavam os secretários de Planejamento, Cynthia Mota, e da Fazenda, Marcellus Robeiro, autores do levantamento dos números anunciados. Assim, haverá um corte de 30 por cento dos recursos para custeio da máquina administrativa do Estado, segundo já é consenso dentro do novo governo. O valor da dívida equivale a quase 10% do orçamento do Estado para 2015 e supera o orçamento para Segurança Pública, que é de cerca de R$ 1 bilhão. Pelos números mostrados, pôde-se saber que foi deixada uma dívida é alta e pouco dinheiro na conta. “O saldo em caixa, no dia 31 de dezembro de 2014, era de apenas R$ 24 milhões, o que representa somente 8% dos gastos com folha de pagamento do funcionalismo do Estado. Mas, com trabalho, transparência e a correta aplicação dos recursos públicos, o governo Flávio Dino vai superar os problemas e garantir desenvolvimento do Estado com justiça social”, disse Marcelo Tavares.

Continuar lendo O rombo foi lá pra cima! Dívida deixada pelo governo anterior é de R$ 1,1 bilhão
Saldo negativo das contas do governo, de R$ 10,47 bi, é o pior em 17 anos
O governo Dilma Roussef protagoniza o pior déficit em 17 anos

Saldo negativo das contas do governo, de R$ 10,47 bi, é o pior em 17 anos

Reuters/R7 O resultado foi influenciado pelo elevado rombo nas contas da Previdência Social Influenciado pelo elevado rombo nas contas da Previdência Social, o governo central — formado pelo governo federal, Banco Central e Previdência Social — teve saldo negativo (déficit primário) de R$ 10,47 bilhões no mês passado, o pior resultado para setembro em 17 anos, indicando risco ainda maior de descumprimento da meta para o ano. Nos nove primeiros meses de 2013, a economia feita para o pagamento de juros acumula saldo positivo (superávit) de R$ 27,943 bilhões, informou o Tesouro Nacional nesta quinta-feira (31). O resultado é 49% menor que o montante economizado em igual período do ano anterior. Reuters/R7 O resultado foi influenciado pelo elevado rombo nas contas da Previdência Social Em setembro, a Previdência Social apresentou déficit de R$ 11,763 bilhões. O rombo foi provocado, entre outros fatores, pelo pagamento da segunda parcela do 13º salário aos aposentados e pensionistas do INSS.

Continuar lendo Saldo negativo das contas do governo, de R$ 10,47 bi, é o pior em 17 anos
ISS – Bancos, faculdades e fundações devem R$ 1 bilhão à Prefeitura de São Luís
Secretariía da Fazenda do Município de São Luís prepara a cobrança de R$ 1 bilhão dos impostos.

ISS – Bancos, faculdades e fundações devem R$ 1 bilhão à Prefeitura de São Luís

Fonte com acesso à Secretaria Municipal de Fazenda de São Luís (semfaz) respondeu ao blog a pergunta que a secretária-adjunta Daniele Fernandes deixou no ar, quando esteve há um mês na Câmara Municipal, sobre o montante que alguns bancos, faculdades particulares e fundações devem ao Município: algo em torno de R$ 1 bilhão em tributos, especialmente o Imposto Sobre Serviços (ISS). O assunto foi levantado pelo vereador Lucas Fernandes (PTB) durante audiência pública, realizada no mês passado, no plenário do legislativo municipal, para esclarecer sobre a queda de receita dos impostos municipais. A Semfaz já teria essa planilha de débitos pronta para cobrança, amigável ou judicial. O documento, em tom de sigilo, deverá ser encaminhado à Câmara Municipal.

Continuar lendo ISS – Bancos, faculdades e fundações devem R$ 1 bilhão à Prefeitura de São Luís