O senador José Sarney se despede e se confessa arrependido de um monte de besteiras que fez
José Sarney: discurso de arrependimento no Senado

O senador José Sarney se despede e se confessa arrependido de um monte de besteiras que fez

Em seu último discurso na tribuna do Senado, o senador e ex-presidente José Sarney disse ontem ter se arrependido de ter voltado ao Congresso depois de ter ocupado a Presidência da República. "Eu me arrependo, acho que foi um erro que eu cometi ter voltado, depois de presidente, à vida pública", afirmou, para um plenário praticamente vazio. Sarney afirmou que seria preciso proibir os ex-presidentes de ocuparem cargos públicos. Para ele, quem já foi presidente deveria se dedicar a trabalhar pelo bem do país, independentemente das preferências partidárias. Após a morte de Tancredo Neves, Sarney ocupou a Presidência entre 1985 e 1990, no período da transição democrática. Antigo líder da UDN, partido que deu sustentação ao regime militar,o senador chamou o golpe de 1964 de "revolução" em um momento de sua fala.

Continuar lendo O senador José Sarney se despede e se confessa arrependido de um monte de besteiras que fez