Luciano Huck desiste de candidatura à presidência da República. Seu negócio é mesmo televisão

Após voltar a se movimentar entre líderes políticos e econômicos, apresentador da Globo descarta candidatura; recusa leva em conta aspecto profissional e receio de exposição O apresentador Luciano Huck manteve a decisão de não se candidatar à Presidência da República na eleição deste ano. Huck optou pela carreira de sucesso na televisão em vez de se aventurar em uma disputa presidencial. Ele vinha sendo cobrado pela TV Globo a se definir sobre o assunto, o que fez nesta quinta-feira, 15. “Não serei candidato, mas não quero falar mais sobre o assunto agora. Preciso digerir a decisão”, afirmou Huck à coluna Direto da Fonte. O apresentador chegou a anunciar que não seria candidato em artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, em novembro, mas voltou a se movimentar em janeiro, se reunindo com líderes políticos, entre eles o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e representantes do setor econômico. A informação sobre a desistência de Huck foi revelada pelo site O Antagonista.

Continuar lendo Luciano Huck desiste de candidatura à presidência da República. Seu negócio é mesmo televisão
Senador Roberto Rocha desiste de recurso, e PEC do fim do foro volta para a pauta do Senado
Roberto Rocha anuncia desistência de pedir vistas da PEC

Senador Roberto Rocha desiste de recurso, e PEC do fim do foro volta para a pauta do Senado

Proposta, no entanto, não será votada nesta quarta-feira (10). Conclusão da análise da medida deve ficar para a próxima semana. O senador Roberto Rocha (PSB-MA) desistiu nesta quarta-feira (10) do recurso que devolveu à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do fim do foro privilegiado. Com isso, a PEC voltará para análise do plenário principal da Casa. Mas a votação da proposta em segundo turno não será nesta quarta. Isso porque, além do trâmite do reenvio da PEC da CCJ para o plenário, ainda falta ser realizada uma última sessão de discussão, conforme previsto pelas regras de análise de emendas constitucionais. ENTENDA A PEC DO FIM DO FORO PRIVILEGIADO O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse que a terceira sessão de discussão em segundo turno deverá acontecer na próxima terça-feira (16) e que, com isso, o tema poderá ser votado na próxima quarta (17) – a não ser que na sessão de terça sejam apresentadas emendas de redação ao texto, o que forçaria a PEC a voltar mais uma vez para a CCJ, adiando a votação. Atualmente, a Constituição prevê que autoridades devem ser processadas e julgadas por tribunais correspondentes às funções que ocupam. Nos casos de crimes comuns, o presidente da República, por exemplo, só pode ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Se a atual redação da PEC for promulgada, depois de passar por Senado e Câmara, as autoridades que hoje possuem foro privilegiado passarão a ser processadas e julgadas na primeira instância, como qualquer outro cidadão, caso cometam crimes comuns. O recurso de Roberto Rocha era sobre uma emenda de sua autoria que pretendia criar varas especializadas para julgar autoridades.

Continuar lendo Senador Roberto Rocha desiste de recurso, e PEC do fim do foro volta para a pauta do Senado

Esposa de Lula desiste de apartamento triplex em Guarujá, diz assessoria

A esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa Letícia, desistiu de adquirir um apartamento triplex na praia das Astúrias, em Guarujá (SP). O imóvel é construído e comercializado pela empreiteira OAS, informou a assessoria do petista. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Marisa chegou a visitar o condomínio algumas vezes. Ela pretendia comprar o imóvel, no entanto, como refere a publicação, Marisa irá pedir aos seus advogados que solicitem à OAS que valor que ela investiu na fase de construção do prédio seja extorquido, explicou a assessoria. O empreendimento, que foi lançado pela cooperativa habitacional Bancoop, foi transferido para a OAS em 2009, após a cooperativa entrar em crise financeira. Segundo o Ministério Público de São Paulo, o rombo nos cofres da Bancoop ocorreu em razão de desvios promovidos por ex-dirigentes da cooperativa, entre eles o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso na operação Lava Jato sob a acusação de intermediar propinas ao PT resultantes do esquema de corrupção na Petrobras. No entanto, Vaccari nega praticar os crimes. Como cita a Folha, a OAS também é acusada na Lava Jato por supostamente ter pago suborno para obter vantagens em contratos da estatal de petróleo. A empreiteira alega que não cometeu irregularidades. Em dezembro, a Folha havia noticiado que Lula e Marisa passaram a cogitar desistir da aquisição do imóvel quando o triplex ganhou visibilidade na imprensa. Na época, corretores locais avaliavam que o preço do imóvel seria de R$ 1,5 milhão. Porém, na eleição de 2006, Lula afirmou que informou à Justiça Eleitoral ter pago à Bancoop R$ 47.695,38 pelo apartamento. A assessoria de Lula informou à reportagem que o investimento de Marisa durante a fase de construção do prédio continuou até 2010, mas não informou o total despendido para garantir a opção de compra da unidade. Agora Marisa pretende pedir a devolução dos valores pagos durante a fase de construção do condomínio nas mesmas condições oferecidas aos cooperados da Bancoop que desistiram do negócio, disse a assessoria de Lula.

Continuar lendo Esposa de Lula desiste de apartamento triplex em Guarujá, diz assessoria
Fim de projetos de refinarias anunciados pela Petrobras revolta Ceará e Maranhão
Das refinarias previstas para Maranhão e Ceará, só restam as placas...

Fim de projetos de refinarias anunciados pela Petrobras revolta Ceará e Maranhão

O anúncio da Petrobras de que desistiu dos projetos das refinarias Premium I, no Maranhão, e Premium II, no Ceará, provocou indignação nos dois Estados. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), divulgou uma nota repudiando a decisão da estatal, na qual afirma que "a atitude representa uma quebra unilateral do compromisso firmado com o Ceará e configura desrespeito da empresa com o povo cearense". No caso do Ceará, estima-se que os investimentos do governo local no projeto, entre 2009 e 2014, tenham chegado a quase R$ 660 milhões, basicamente em obras de infraestrutura. A assessoria de Santana afirmou que ele recebeu a notícia com surpresa e indignação, cobrou explicações da Petrobras, conversou com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e solicitou uma audiência com a presidenta Dilma Rousseff para tratar do assunto. "Uma vez que o Ceará cumpriu todos os requisitos para a implantação da refinaria, o governo afirma que continuará lutando e empreendendo todos os esforços para viabilizar este importante projeto", disse. No Maranhão, o anúncio da construção da refinaria em Bacabeira, em 2005, fez com que muitos empreendedores corressem para a cidade, distante 50 quilômetros de São Luís, para investir em restaurantes, pousadas, hotéis e imóveis para aluguel. É o caso do microempresário Carlos Oliveira, que adquiriu alguns terrenos na área urbana da cidade e estava se preparando para construir quitinetes com o objetivo de alugar para operários que iriam trabalhar na construção da refinaria.

Continuar lendo Fim de projetos de refinarias anunciados pela Petrobras revolta Ceará e Maranhão

Andréa Murad cogita desistir da “anticandidatura” a Humberto Coutinho à presidência da Assembleia Legislativa do MA

Envergonhada com a repercussão negativa de sua “anticandidatura” à presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão — reprovada inclusive por correligionários e aliados — a inexperiente Andréa Murad (PMDB) cogita desistir do confronto direto com Humberto Coutinho (PDT). Receosa com a possibilidade de sofrer uma derrota humilhante já no primeiro dia de seu mandato, Andréa tremeu na base com a divulgação da foto de Coutinho ao lado de 40 apoiadores, dando sinais de que deverá renunciar à tresloucada candidatura assim que possível.

Continuar lendo Andréa Murad cogita desistir da “anticandidatura” a Humberto Coutinho à presidência da Assembleia Legislativa do MA
Reportagem sobre Operação Lava Jato teria feito Roseana não mais renunciar ao governo
Desistência de renúncia de Roseana Sarney frusta o deputado-presidente da AL, Arnaldo Melo, que estava pronto para assumir o governo...

Reportagem sobre Operação Lava Jato teria feito Roseana não mais renunciar ao governo

Marrapá Depois de anunciar para essa terça-feira a renúncia ao governo do Maranhão, Roseana Sarney mudou de ideia e resolveu adiar a decisão, frustrando os planos do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Arnaldo Melo, que dorme e acorda pensando em sentar na cadeira do Palácio dos Leões. A governadora teme ser surpreendida pela Polícia Federal. Ao deixar o mandato, ela perderá o foro privilegiado e estará sujeita as decisões do juiz Sérgio Moro, que já enviou todos os envolvidos no esquema da UTC/Constran para trás das grades. Informações palacianas dão conta que uma reportagem exibida na madrugada de ontem influenciou na decisão da filha de José Sarney. O telejornal Hora Um, da Rede Globo, divulgou diálogos que confirmam o envolvimento do doleiro Alberto Youssef e de um diretor da Constran no suborno ao governo do estado para a liberação dos precatórios da Constran. A reportagem também sugere que as investigações do caso seriam reabertas esta semana, imediatamente após a renúncia de Roseana. Ela é acusada de receber R$ 6 milhões em propina do doleiro Youssef para autorizar o pagamento de R$ 120 milhões à construtora do empreiteiro Ricardo Pessoa – também preso na Operação Lava Jato. A renúncia está prevista para o início da manhã desta quarta-feira. Hoje, a governadora cumpre uma extensa agenda de inaugurações de obras inacabadas. O adiamento gera expectativa nos meios políticos. Reveja a reportagem que implodiu os planos da família Sarney:

Continuar lendo Reportagem sobre Operação Lava Jato teria feito Roseana não mais renunciar ao governo
Painel da Folha afirma que candidatura de Dora Nascimento influenciou na desistência de Sarney
Dora Nascimento, a amapaense que fez Sarney perder o sono e a candidatura...

Painel da Folha afirma que candidatura de Dora Nascimento influenciou na desistência de Sarney

PAINEL DA FOLHA DE SÃO PAULO Porta dos fundos Antes de desistir da candidatura à reeleição, o senador José Sarney (PMDB-AP) dedicou um mês inteiro a avaliar as chances eleitorais de seu clã. As pesquisas indicaram que ele corria o risco de sofrer quatro derrotas simultâneas, nas eleições para governo e Senado no Maranhão e no Amapá. Acostumado a fazer campanha próximo à máquina pública, Sarney tentaria renovar o próprio mandato em uma situação incomum: é adversário do governador e do prefeito da capital, Macapá. Vai indo… Apesar de todas as mesuras que Lula e Dilma devem fazer a Sarney, os petistas vinham abandonando o senador em seus dois redutos eleitorais. No Maranhão, recusaram-se indicar o vice do candidato do PMDB ao governo, Lobão Filho. … que eu não vou No Amapá, o PT decidiu lançar a vice-governadora Dora Nascimento para enfrentar Sarney na corrida ao Senado. Todos contra um O esforço para derrotar Sarney uniu esquerda e direita no Amapá. Randolfe Rodrigues, do PSOL, estimulou a candidatura ao Senado de Davi Acolumbre, do DEM. “Era uma frente ampla contra o coronelismo”, diz o senador. Agora é sério O vice-presidente Michel Temer (PMDB) telefonou para perguntar a Sarney se a decisão era para valer. Ouviu que a desistência de concorrer a mais um mandato é “definitiva”. Madeleine Nostálgico, o ex-presidente vinha demonstrando a aliados um certo desalento com a política. Dizia que a atividade “decaiu muito” e que sentia falta de grandes figuras do passado.

Continuar lendo Painel da Folha afirma que candidatura de Dora Nascimento influenciou na desistência de Sarney
A notícia esperada pelos amapaenses! José Sarney anunciou, esta semana, que não disputará reeleição
Sarney, querendo esconder o desgosto por não viabilizar mais sua candidatura a senador...

A notícia esperada pelos amapaenses! José Sarney anunciou, esta semana, que não disputará reeleição

Aos 84 anos de idade, 60 deles dedicados à política, o senador José Sarney (PMDB-AP) comunicou a aliados que não vai se candidatar à reeleição ao Senado. Sarney justificou a aposentadoria dizendo que pretende ficar mais tempo ao lado de sua mulher, Marli, que está doente e vive em São Luís, capital do Maranhão.

Continuar lendo A notícia esperada pelos amapaenses! José Sarney anunciou, esta semana, que não disputará reeleição