São Luís-MA: em novo ataque, criminosos ateiam fogo em ônibus; 1 é preso
Mais ataques a ônibus mostra que a crise carcerária não acabou

São Luís-MA: em novo ataque, criminosos ateiam fogo em ônibus; 1 é preso

Clodoaldo Corrêa, de São Luís para o Terra A noite desta quinta-feira poderia ter sido de terror em São Luís (MA). Bandidos atearam fogo em mais um ônibus na capital maranhense e causaram grande pânico nos passageiros do coletivo. A ação rápida do motorista evitou uma tragédia como a que ocorreu em 6 de janeiro, quando quatro ônibus foram incendiados e a menina Ana Clara, 6 anos, morreu após não resistir às queimaduras. O ataque desta quinta-feira foi a um ônibus da empresa Gonçalves, no bairro do João Paulo. Três bandidos entraram no veículo na avenida São Marçal e anunciaram a queima do coletivo. Rapidamente, os 10 passageiros, o motorista e o cobrador deixaram o veículo. Os criminosos atearam fogo e fugiram. Motoristas que passaram pela avenida ajudaram o condutor do ônibus a apagar o fogo com o extintor de incêndio do próprio veículo e de outros carros. A Secretaria de Segurança Pública informou, cerca de duas horas após o crime, que capturou um dos suspeitos. O cobrador reconheceu o criminoso. Blitzes foram montadas e a polícia reforçou a segurança na cidade.

Continuar lendo São Luís-MA: em novo ataque, criminosos ateiam fogo em ônibus; 1 é preso
Presídios de Pedrinhas voltam a sacudir com princípio de rebelião
Presos de Pedrinhas se revoltam com revista mais rigorosa aos seus familiares

Presídios de Pedrinhas voltam a sacudir com princípio de rebelião

PRESOS FICAM REVOLTADOS POR CONTA DE REVISTAS MAIS RIGOROSAS EM PARENTES QUE FORAM VISITÁ-LOS Uma revista em parentes, hoje pela manhã (6), nos presídios São Luís I e II, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em SãoLuís do Maranhão, fez com que os presos I se rebelassem. Porém, terminaram sendo contidos pela tropa de choque da Polícia Militar e por homens da Força Nacional, chamados prontamente para realizar a ação. A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) anunciou em nota que houve feridos, mas não informou quantos. Segundo a Sejap, alguns detentos tiveram ferimentos leves e foram atendidos no ambulatório do complexo. Conforme a nota, o motivo do princípio de motim está relacionado a uma reação dos presos a novas normas adotadas dentro das oito unidades prisionais do Complexo de Pedrinhas: - "O movimento é uma reação ao trabalho de revista diário e mais criterioso que está sendo realizado nos estabelecimentos penais de São Luís", diz a nota. Mais armas e celulares foram encontradas nessas revistas, indicando que a administração penitenciária, apesar de uma série de medidas acautelatórias, ainda não tem o controle das unidades penitenciárias do complexo de Pedrinhas, o maior do Maranhão

Continuar lendo Presídios de Pedrinhas voltam a sacudir com princípio de rebelião

Versões contraditórias marcam investigações sobre a quarta vítima dos cárceres maranhenses em 2014

Duas versões para a morte de Cledeilson de Jesus Cunha, 29 anos, quarta vítima do sistema carcerário em 2014, encontrado morto no fim da tarde de quarta-feira na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Santa Inês, a cerca de 250 km da capital São Luís, consequência do rosário sem fim de assassinatos e decapitações dentro dos presídios maranhenses. Numa delas, a Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) do Maranhão informou quinta-feira (23) que “Verruga” ou “Engraxte”, como era conhecido o ladrão e homicida, fora vítima de enforcamento. Pela outra versão, a do presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão (Sindspem), Antonio Benigno Portela, o preso foi esquartejado e colocado dentro da lixeira, versão que o governo do Maranhão não tem interesse que prevaleça por causa da pressão nacional e internacional para que cesse essa sequência de mortes nos presídios maranhenses.

Continuar lendo Versões contraditórias marcam investigações sobre a quarta vítima dos cárceres maranhenses em 2014
Crise carcerária – PM controla novo motim em Pedrinhas. Não há informações sobre mortes
O caldeirão volta a ferver em Pedrinhas

Crise carcerária – PM controla novo motim em Pedrinhas. Não há informações sobre mortes

A Tropa de Choque da Polícia Militar e Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop) conseguiram controlar hoje (16) uma princípio de tumulto entre detentos que estão no Bloco A da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ). Não há informações sobre vítimas. A confusão, chegou a ser confundida como uma rebelião e teria ocorrido quando alguns detentos começaram a bater nas grades das celas. "Alguns detentos estavam batendo nas grades, mas ao perceberem a presença maior do Choque, se acalmaram", garantiu o Coronel Sá, comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar. A prisão é uma das oito unidades do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Por meio de nota, o governo do Maranhão assegurou que o "clima é de tranquilidade no local".

Continuar lendo Crise carcerária – PM controla novo motim em Pedrinhas. Não há informações sobre mortes
Tudo acontece aqui! Preso de Pedrinhas liga para rádio e reclama da PM
Pedrinhas: agora o uso do celular para reclamar no rádio...

Tudo acontece aqui! Preso de Pedrinhas liga para rádio e reclama da PM

Na mesma manhã em que advogados de um grupo ligado aos direitos humanos apresentava um pedido de impeachment contra a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB-MA), um preso ligou para um programa de rádio da capital maranhense para reclamar do tratamento que a Polícia Militar os estava submetendo. Os dois fatos aconteceram na manhã desta terça-feira, 14. O presidiário, que não se identificou, ligou para o programa de Silva Alves, na rádio Difusora AM, e reivindicou a saída dos homens da Polícia Militar de uma das unidades do Complexo de Pedrinhas. Segundo o detento, há maus-tratos. "Não têm a mínima consideração pelo que a família da gente traz", relatou, ao afirmar que na revista durante as visitas, os militares misturam sucos de vários sabores levados pelos familiares. Na ocasião, o preso também confirmou que há presidiários fazendo greve de fome como forma de pressionar para que a PM deixe o presídio.

Continuar lendo Tudo acontece aqui! Preso de Pedrinhas liga para rádio e reclama da PM

Secretário admite falha de segurança em presídio no Maranhão

Jornalistas entram sem passar por revista e comprovam que é fácil ingressar nas prisões com celulares O ESTADO DE SÃO PAULO O secretário adjunto de Estabelecimentos Penais do Estado do Maranhão, Hamilton Assunção Louzeiro, admitiu neste sábado, dia 11, que houve falha na revista de religiosos e jornalistas que estiveram na sexta-feira, 10, dentro das unidades do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Na ocasião, cerca de 40 religiosos ligados a diversas denominações entraram nos presídios e prisões do Complexo maranhense dentro do projeto “Ore Pedrinhas”. Dois jornalistas da Folha entraram junto com os religiosos munidos de telefones celulares. A reportagem do Estado já havia entrado no Presídio São Luís 1 sem passar por qualquer espécie de controle, portando um telefone celular no último dia 7. Também conversou com um detento dentro do sistema usando telefone celular. Louzeiro afirmou que o grupo de religiosos entrou na sexta-feira nas diversas unidades ao mesmo tempo e assegurou que todos passam, normalmente, por revista. “Todos os visitantes passam por um equipamento de detecção de objetos e por revista pessoal. Se alguém não foi revistado e entrou com celular houve falha na segurança”, disse.

Continuar lendo Secretário admite falha de segurança em presídio no Maranhão
Conselho de Direitos Humanos cobra ‘plano emergencial’ para sistema penitenciário no MA
Maria do Rosário: discurso sem contundência...

Conselho de Direitos Humanos cobra ‘plano emergencial’ para sistema penitenciário no MA

Apesar da contundência do posicionamento, o colegiado não pediu abertamente a intervenção federal no estado Ricardo Brito - O Estado de S. Paulo O Conselho de Defesa dos Diretos da Pessoa Humana (CDDPH) aprovou nesta quinta-feira, 9, uma declaração em que cobra, entre outras ações, que o governo do Maranhão elabore e apresente um "plano emergencial" para superar imediatamente o descalabro no sistema penitenciário e de segurança do estado. A gestão da governadora Roseana Sarney (PMDB) está sob pressão depois do registro de 60 mortes de presos na Penitenciária de Pedrinhas no ano passado, inclusive com a decapitação de detentos, e ataques a ônibus determinados por presos. Apesar da contundência do posicionamento, o colegiado não cobrou abertamente a intervenção federal no estado. Durante o encontro, presidido pela ministra da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, integrantes do Ministério Público, da Ordem dos Advogados e de outras entidades defenderam publicamente a medida. Mas o conselho avaliou que a competência legal para fazer o pedido ao Supremo Tribunal Federal é exclusivamente do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O chefe do MPF analisa o pedido, a partir de informações que recebeu de procuradores da República que atuam no Maranhão e de relatórios feitos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Continuar lendo Conselho de Direitos Humanos cobra ‘plano emergencial’ para sistema penitenciário no MA
Procurador-Geral da República decide pedir intervenção federal no Maranhão
Segundo interlocutores, Janot já teria se decidido a pedir a intervenção federal no Maranhão

Procurador-Geral da República decide pedir intervenção federal no Maranhão

Segundo interlocutores, Rodrigo Janot vai enviar pedido para o STF nos próximos dias JÚNIA GAMA (EMAIL · FACEBOOK · TWITTER) BRASÍLIA - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que estava analisando as denúncias de violação dos direitos humanos nos presídios do Maranhão, decidiu que irá pedir intervenção federal no estado, segundo autoridades que conversaram com o procurador. Nos próximos dias, Janot irá enviar o pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF), responsável pela decisão final. O presidente da Corte, Joaquim Barbosa, terá de relatar o processo, que depois é levado a julgamento pelo plenário do Supremo. Oficialmente, a assessoria de Janot afirma que ele ainda está analisando o caso e que não há prazo para tomar a decisão. A ministra da Secretaria dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, que tomou conhecimento das atrocidades praticadas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas em meados de dezembro passado, foi vetada pela governadora Roseana Sarney de ir ao Maranhão tratar o assunto. Hoje ela coordena reunião do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH) para debater a crise de segurança no Maranhão. Enquanto isso, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, está em São Luís, a pedido da presidente Dilma Rousseff, para tratar a permanência da Força Nacional de Segurança no complexo e a transferência de presos para unidades federais fora do Maranhão.

Continuar lendo Procurador-Geral da República decide pedir intervenção federal no Maranhão
Intervenção já começou! Ministro anuncia plano emergencial para conter crise em presídios do MA
O ministro, ao lado de Roseana, anuncia 11 medidas emergenciais para estancar a crise do sistema carcerário do MA

Intervenção já começou! Ministro anuncia plano emergencial para conter crise em presídios do MA

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou nesta quinta-feira (9), em São Luís, a elaboração de um plano emergencial para tentar diminuir os graves incidentes registrados no sistema carcerário do estado. Ao todo, serão 11 medidas. Entre elas está a criação de um comitê gestor, gerido pela governadora Roseana Sarney e supervisionado pelo governo federal, que prevê ações integradas entre executivo, legislativo e judiciário. Além disso, o plano, que terá medidas implantadas anteriormente em outros estados, também prevê a remoção de presos; a realização de mutirão de defensores públicos para analisar caso a caso a situação de detentos; plano de ação integrada de inteligência prisional; implantação de núcleo de atendimento a familiares de presidiários (saúde, assistência psicológica); implantação de plano de atendimento e capacitação para policiais que estão envolvidos diretamente em ações de segurança; penas alternativas; e monitoramento. "Algumas dessas ações já foram implantadas em estados como Alagoas, São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Paraná, e deram certo”, afirmou o ministro da Justiça.

Continuar lendo Intervenção já começou! Ministro anuncia plano emergencial para conter crise em presídios do MA
Dilma manda ministro da Justiça a S. Luís para tratar da crise carcerária. Reunião não terminou. Veja vídeo
A reunião da governadora Roseana com o ministro de Dilma, no Palácio dos Leões.

Dilma manda ministro da Justiça a S. Luís para tratar da crise carcerária. Reunião não terminou. Veja vídeo

A onda de violência em São Luís levou o ministro da Justiça a se reunir com a governadora Roseana Sarney. Mandado a São Luís pela presidente da República, Dilma Roussef, desde que chegou, agora há tarde (9), o ministro da Justiça, Eduardo Cardoso, encontra-se reunido no Palácio dos Leões com a governadora Roseana Sarney, a cúpula da Segurança Pública e da Administração Penitenciária, representantes representantes do Tribunal de Justiça (TJMA), Ministério Público (MPMA), Defensoria Pública Estadual (DPE) e da Assembleia Legislativa, além de outros integrantes do Governo do Estado. Com o aval do governo federal, o encontro de hoje serve para a governadora e o ministro tratarem sobre ações para o reaparelhamento do sistema prisional maranhense. Roseana Sarney apresentou ao ministro detalhes das ações realizadas até o momento para a resolução dos problemas no setor carcerário do estado. Até às 19 horas três decisões já foram tomadas: a criação de um conselho integrado pelo governo federal, governo estadual e poder judiciário; a realização de mutirões da Defensoria Pública para colocar em liberdade os presos que já deveriam estar fora da penitenciária e ampliação do efetivo da Força Nacional de Segurança que, juntamente com a PMMA, já ocupam o principal presídio do Maranhão. A Rede Globo noticiou como ocorreu todo o encontro, em São Luís, e deu outras informações decorrentes da crise carcerária do Maranhão, consequência de fatos gerados em Brasília. VEJA O VÍDEO COM A MATÉRIA DO JORNAL NACIONAL--->

Continuar lendo Dilma manda ministro da Justiça a S. Luís para tratar da crise carcerária. Reunião não terminou. Veja vídeo