Preço alto da gasolina faz brasileiros abastecerem no Paraguai

Motoristas do Mato Grosso do Sul realizaram um protesto neste domingo (3) Motoristas brasileiros do Mato Grosso do Sul cruzaram a fronteira para abastecer seus veículos no Paraguai, neste domingo (3), como forma de protesto. De acordo com o G1, o comboio era formado por pessoas de 12 cidades do sul do estado. O manifesto foi realizado em um posto da Avenida Brasil, a principal de Pedro Juan Caballero. Lá, o valor da gasolina é de R$ 2,65, enquanto no Brasil o litro já ultrapassa R$ 4,20. Os idealizadores do Movimento Combustível Justo afirmam que o ato é para mostrar que mesmo que o combustível vendido no Paraguai seja originado no Brasil, o preço no país vizinho é consideravelmente menor. "Queremos mostrar a realidade de um país onde existe um imposto único. No Brasil nós estamos sendo assaltados pela alta carga tributária. Não dá para pagarmos uma conta que é da corrupção. Nossa luta é uma luta do povo, sem patrocínio parlamentar", explicou Sindoley Luiz Souza, advogado.

Continuar lendo Preço alto da gasolina faz brasileiros abastecerem no Paraguai

Denúncia contra Temer faz Brasil mergulhar em outra crise profunda e pode travar reformas

Pode ser considerada a mais grave crise desde o impeachment de Dilma Rousseff e o Brasil pode mergulhar numa crise sem precedentes com essa notícia de que o presidente Michel Temer teria dado o aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha Independentemente de comprovada ou não, a denúncia do dono da JBS, Joesley Batista, de que o presidente Michel Temer teria dado o aval para cmprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha mergulha o Brasil na mais grave crise desde o impeachment de Dilma Rousseff. A denúncia, que foi publicada no início da noite pelo jornal O Globo, faz parte de uma delação premiada que teria sido acertada pelos irmãos Joesley e Wesley Batista. Da delação, teria resultado uma gravação do presidente Michel Temer. Se a gravação vier a público com a voz de Temer a crise atingirá proporções inimagináveis. E, para o mercado, o impacto será grande, Por enquanto, apenas pela denúncia sem a gravação, ficará politicamente muito mais difícil avançar no cronograma de tramitação das reformas, em particular a da Previdência, devido ao ruído ensurdecedor de tal denúncia. Se o governo Temer conseguir que a reforma da Previdência siga seu caminho na Câmara dos Deputados, onde ainda não há data definida para a votação em primeiro turno no plenário, vai aumentar consideravelmente o custo para não somente fazer essa PEC andar, como também impedir diluição adicional do texto-base do relator Arthur Maia (PPS-BA). Muito vai depender de como o Palácio do Planalto vai administrar essa crise. Por volta das 21h30, o presidente Michel Temer distribuiu nota à Imprenssa negando que tenha "participado ou autorizado" qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Conseguirá o presidente Temer e seus principais assessores negar peremptoriamente as acusações? A denúncia também atinge o senador Aécio Neves, que já está envolvido nas delações no âmbito da Lava Jato. Mas para o mercado, o foco é Temer. E as reformas. Sem a aprovação da Previdência, como fica o ciclo de corte de juros do Banco Central? Poderá a crise deixar Temer na posição de um presidente sem nenhum capital político e detonar fatalmente sua governabilidade prematuramente? São perguntas sem respostas na fotografia de hoje. Mas para o mercado, incertezas dessa natureza e magnitude representam fuga para ativos que representem segurança contra riscos elevados. Na abertura dos mercados hoje, 18, será possível medir a extensão do estrago à imagem e à governabilidade na visão dos investidores, refletido nos preços dos ativos. Já está sendo considerada a mais grave crise desde o impeachment de Dilma Rousseff e pode mergulhar o Brasil numa crise sem precedentes a notícia de que o presidente Michel Temer teria dado o aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha Independenteente de comprovada ou não, a denúncia do dono da JBS, Joesley Batista, de que o presidente Michel Temer teria dado o aval para cmprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha mergulha o Brasil na mais grave crise desde o impeachment de Dilma Rousseff. A denúncia, que foi publicada no início da noite pelo jornal O Globo, faz parte de uma delação premiada que teria sido acertada pelos irmãos Joesley e Wesley Batista. Da delação, teria resultado uma gravação do presidente Michel Temer. Se a gravação vier a público com a voz de Temer a crise atingirá proporções inimagináveis. E, para o mercado, o impacto será grande, Por enquanto, apenas pela denúncia sem a gravação, ficará politicamente muito mais difícil avançar no cronograma de tramitação das reformas, em particular a da Previdência, devido ao ruído ensurdecedor de tal denúncia. Se o governo Temer conseguir que a reforma da Previdência siga seu caminho na Câmara dos Deputados, onde ainda não há data definida para a votação em primeiro turno no plenário, vai aumentar consideravelmente o custo para não somente fazer essa PEC andar, como também impedir diluição adicional do texto-base do relator Arthur Maia (PPS-BA). Muito vai depender de como o Palácio do Planalto vai administrar essa crise. Por volta das 21h30, o presidente Michel Temer distribuiu nota à Imprenssa negando que tenha "participado ou autorizado" qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Conseguirá o presidente Temer e seus principais assessores negar peremptoriamente as acusações? A denúncia também atinge o senador Aécio Neves, que já está envolvido nas delações no âmbito da Lava Jato. Mas para o mercado, o foco é Temer. E as reformas. Sem a aprovação da Previdência, como fica o ciclo de corte de juros do Banco Central? Poderá a crise deixar Temer na posição de um presidente sem nenhum capital político e detonar fatalmente sua governabilidade prematuramente? São perguntas sem respostas na fotografia de hoje. Mas para o mercado, incertezas dessa natureza e magnitude representam fuga para ativos que representem segurança contra riscos elevados. Na abertura dos mercados hoje, 18, será possível medir a extensão do estrago à imagem e à governabilidade na visão dos investidores, refletido nos preços dos ativos. Se isso acontecer, o Brasil estaria irremediavelmente ferido de morte.

Continuar lendo Denúncia contra Temer faz Brasil mergulhar em outra crise profunda e pode travar reformas
Oposição no Senado defende investigação de MP ‘comprada’ durante o governo Lula
Não chegou, mas tá beirando...

Oposição no Senado defende investigação de MP ‘comprada’ durante o governo Lula

Senadores e deputados de oposição defenderam na tarde desta quinta-feira a realização de uma investigação em torno da licitude da Medida Provisória 471, cuja edição em 2009 teria sido "comprada" por meio de lobby e de corrupção para favorecer montadoras de veículos, conforme noticiou o jornal O Estado de S.Paulo nesta quinta-feira. De acordo com investigação da Polícia Federal, empresas do setor negociaram pagamentos de até R$ 36 milhões a lobistas para conseguir do Executivo um "ato normativo" que prorrogasse incentivos fiscais de R$ 1,3 bilhão por ano. A negociação teria contado com a participação de parlamentares, segundo a PF. O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), informou nesta tarde que vai protocolar um requerimento para que o ex-presidente Lula, seu filho, o ex-ministro Gilberto Carvalho e os executivos investigados pela Polícia Federal expliquem a transação na Câmara. Para o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), este é mais um sinal da degradação do ambiente político. "Eu sabia que às vezes havia negociações monetárias a respeito de 'jabutis' (inclusão de assuntos alheios ao escopo principal) sobre medidas provisórias. Agora, pelo visto, já saem jabutis de lá (Executivo). A negociação já vem de lá", disse. O senador tucano disse que "esse é um assunto para a esfera policial", mas defendeu que a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga irregularidades no Carf aprofunde as investigações sobre as denúncias. "É um assunto que deveria ser aprofundado na CPI". Para ser publicada, a MP passou pelo crivo da então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Anotações de um dos envolvidos no esquema descrevem também uma reunião com o então ministro Gilberto Carvalho para tratar da norma, quatro dias antes de o texto ser editado.

Continuar lendo Oposição no Senado defende investigação de MP ‘comprada’ durante o governo Lula

Seja esperto! Oito dicas para encontrar passagens aéreas mais baratas na internet

É possível saber de promoções ao se assinar as newsletter das companhias aéreas ou segui-las no Twitter. Veja mais dicas BBC Viajantes podem economizar com medidas simples como apagar cookies ou trocar de navegador na hora da pesquisa e escolher o dia certo para comprar. Já há alguns anos, muitos passageiros trocaram as agências de turismo por sites de compra de passagens. Mas quem nunca passou pela experiência de, dias, horas ou mesmo minutos após ter comprado uma passagem, encontrar outra com valor menor? Para reduzir essa possibilidade ao máximo nas pesquisas de suas próximas férias, listamos algumas dicas. 1. Use os sites que comparam preços Se você tem flexibilidade de datas para viajar, visite sites como kayak, farecompare, momondo e skyscanner para comparar os valores das passagem. Vale a pena entrar em vários sites, já que as companhias têm acordos diferentes com cada um deles. Alguns dos sites, por exemplo, incluem tarifas de companhias de baixo custo. Além disso, você pode filtrar os resultados mais convenientes para sua viagem. Um ferramente interessante do farecompare e do skyscanner é ativar alertas de tarifas para quando os preços caírem de uma trecho em que você tem interesse.

Continuar lendo Seja esperto! Oito dicas para encontrar passagens aéreas mais baratas na internet
Cuidado! Cinco armadilhas que ameaçam quem vai comprar um imóvel na planta
Compra na planta: situações abusivas previstas em contrato podem ser discutidas na Justiça

Cuidado! Cinco armadilhas que ameaçam quem vai comprar um imóvel na planta

Reajuste nas parcelas, taxas abusivas e promessas não cumpridas precisam estar no radar dos compradores Sair de um stand de vendas com um imóvel comprado na planta pode ser um sonho. Mas, sem os devidos cuidados e atenção, podem surgir surpresas degradáveis na hora de pagar pelo bem ou receber o imóvel. "Comprar um imóvel na planta é comprar uma promessa, acreditar que alguém irá construir um imóvel com o dinheiro que você está dando. E, por isso, a desconfiança é a melhor amiga do consumidor", afirma Marcelo Tapai, advogado especialista em direito imobiliário, do escritório Tapai Advogados. Para escapar das armadilhas, Tapai recomenda que o consumidor não faça nada por impulso. "Não compre o imóvel na primeira vez que vê-lo. Leve a documentação, o contrato, o memorial descritivo e a planta para casa. É preciso decidir pela compra de forma fria", diz. Marco Aurélio Luz, diretor do Associação dos Mutuários de São Paulo (AMSPA), ressalta: "Mesmo que estejam previstas em contrato, situações abusivas são passíveis de discussão na Justiça". Veja as 5 armadilhas as quais você deve se atentar nos stands de vendas:

Continuar lendo Cuidado! Cinco armadilhas que ameaçam quem vai comprar um imóvel na planta
Edivaldo manda ampliar atendimento do Samu com novas ambulâncias
Prefeitura compra novas ambulâncias para o Samu

Edivaldo manda ampliar atendimento do Samu com novas ambulâncias

A Prefeitura de São Luís adquiriu cinco novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os veículos vão atender aos casos de menor gravidade e reforçar o serviço prestado à comunidade nas ocorrências básicas de urgência da capital. A frota passa a contar com 15 ambulâncias e equipes de suporte básico, incrementando em 50% o atendimento móvel emergencial. “Na área da saúde, temos priorizado o reforço do atendimento de emergência. Para isso, trabalhamos na humanização do atendimento, reestruturação das unidades de saúde, inclusive no reaparelhamento estrutural, o que inclui novas ambulâncias para agilizar o deslocamento e o socorro imediato de vítimas”, disse o prefeito Edivaldo.

Continuar lendo Edivaldo manda ampliar atendimento do Samu com novas ambulâncias

Suplente compra mandato de vereador com cheques pré-datados em Santa Quitéria

Sandra Braga (PTB) obteve 318 votos na eleição do ano passado e Charles Padeiro (PTB) venceu a disputa eleitoral para vereador com 888 votos Um caso de compra e quebra de mandatos na Câmara Municipal de Santa Quitéria, a 222 quilômetros de Fortaleza, veio a público após quebra de acordo entre um vereador e sua suplente. Sandra Braga (PTB) obteve 318 votos na eleição do ano passado, ficando na condição de primeira suplente do partido ao qual faz parte. Ela pagou para assumir durante quatro meses a vaga do vereador Charles Padeiro que venceu a disputa eleitoral com 888 votos. Segundo a suplente, o parlamentar pediu licença do cargo após receber o pagamento em quatro cheques. De acordo com a lei, o primeiro suplente do partido deve assumir o cargo na ausência do titular. Mas, no dia 25 de outubro, Sandra soube que o vereador Charles havia pedido o mandato de volta, de modo que ela estava automaticamente fora da Câmara.

Continuar lendo Suplente compra mandato de vereador com cheques pré-datados em Santa Quitéria
Luciano Huck compra iate de R$ 15 milhões!
Luciasno Huck e Angélica com dois dos três filhos do casal.

Luciano Huck compra iate de R$ 15 milhões!

Depois de Neyma e outras celebridades brasileiras, é a vez de o apresentador Luciano Huck, 41 anos, fazer uma compra milionária e entrar no seleto grupo de pessoas que são proprietários de um iate acima dos R$ 10 milhões. O barco luxuoso que o apresentador da TV Globo adquiriu vale a “bagatela” R$ 15 milhões!

Continuar lendo Luciano Huck compra iate de R$ 15 milhões!