Greves e paralisações de rodoviários continuam em várias cidades do país
Em várias cidades, ôbibus nas garagens, população buscando alternativas de transporte...

Greves e paralisações de rodoviários continuam em várias cidades do país

Não apenas São Luís do Maranhão, onde a greve de rodoviários está prestes a completar duas semanas, vem padecendo com greve de motoristas dos transportes coletivos. Moradores de várias cidades do país também enfrentam mais um dia de transtornos com a paralisações de motoristas e cobradores de ônibus. Completam a lista Fortaleza, Criciúma, Contafem-MG e região metropolitana de Belo-Horizonte. Em Criciúma, região sul de Santa Catarina, rodoviários impediram que os ônibus deixassem as garagens nas primeiras horas da manhã de hoje (3), segundo dia de paralisação. A exemplo do que aconteceu recentemente em Goiânia e São Paulo, a paralisação foi deflagrada por um grupo de trabalhadores insatisfeitos com a condução da negociação salarial que vinha sendo conduzida pelo sindicato que representa a categoria. Em maio, também houve movimentos paredistas em Salvador e no Rio de Janeiro. Em Fortaleza, os empregados das empresas municipais Vega e Fretcar e das intermunicipais Princezinha, Guanabara e FretCar Intermunicipal cruzaram os braços. Os rodoviários da Vega estão parados desde ontem (2), quando o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro), Domingo Gomes Neto, garantiu àAgência Brasil que a paralisação está relacionada à falta de segurança para o trabalho, apesar de a categoria estar em negociação da convenção coletiva de trabalho.

Continuar lendo Greves e paralisações de rodoviários continuam em várias cidades do país