Pau na crise! Roseana nomeia 2.611 concursados para polícias militar, civil e penitenciária

A crise carcerária do Estado, que já rendeu dezenas de cadáveres mutilados e decapitados, policiais mortos, ônibus incendiados e pessoas queimadas viva, além de um desgaste sem precedentes ao Maranhão e ao seu governo, forçou a governadora Roseana Sarney a tomar uma medida que há muito vinha protelando: o aumento do efetivo para as áreas de Segurança Pública e Administração Penitenciária. Segundo divulga hoje (19), o jornal O Estado do Maranhão, o Governo do Estado vai incorporar, este ano, aos quadros da Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Agentes Penitenciários 2.611 novos profissionais, podendo este total ainda ser aumentado. Deste total, 2.230 (estavam previstos apenas 1.000) são para a Polícia Militar e 381 para a Polícia Civil. A administração estadual está trabalhando para que mais candidatos excedentes do concurso público sejam chamados em uma segunda etapa. “Todo esse investimento será refletido diretamente na melhoria dos serviços prestados à sociedade e, principalmente, em uma presença maior das forças policiais nas ruas, em todo o Maranhão”, afirmou a governadora Roseana Sarney.

Continuar lendo Pau na crise! Roseana nomeia 2.611 concursados para polícias militar, civil e penitenciária
Policiais nas ruas, mas em protesto: querem mudanças na Segurança Pública do MA
Manifestação de policiais interdita Avenida Beira-Mar e Ponte de São Francisco

Policiais nas ruas, mas em protesto: querem mudanças na Segurança Pública do MA

Da Praça Marechal Deodoro da Fonseca, cerca de 200 policiais civis e militares rumaram, em passeata, pela Rua Grande, a principal área comercial de São Luís, e interditaram todos os sentidos da Avenida Beira-Mar, na manhã de ontem (12), por melhores condições de trabalho e pela saída do secretário estadual de segurança Aluísio Mendes do comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. Portando cartazes, apitos e faixas pretas, simbolizando “a morte da segurança pública no estado”, os manifestantes deixaram o trânsito complicado na cabeceira da Ponte José Sarney, além dos dois sentidos da Avenida Beira-Mar. Isso terminou irritando motoristas que passavam pelo local, em cima da hora para compromissos profissionais. Cerca de uma hora depois da interdição, as vias foram liberadas e os manifestantes seguiram para frente do Plantão Central da RFFSA onde fizeram um balanço sobre os prós e contras observados durante o movimento. A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão informou que o secretário Aluisio Mendes está aberto ao diálogo e negociação com a categoria, e que o novo comandante Zanone Porto já conversou com os representantes da Sinpol.

Continuar lendo Policiais nas ruas, mas em protesto: querem mudanças na Segurança Pública do MA

Polícia retira usuários de drogas da feira da Cidade Operária. E dos semáforos, quando vai ser?

Há muito, a população de São Luís reclama da aglomeração de usuários de drogas nos logradouros públicos e, principalmente nos sinais de trânsito da cidade. Os dos retornos da Forquilha, do São Francisco, da Avenida Kennedy são os mais notórios. Sob a desculpa de limpar para-brisas, os drogados cessam e peneiram nesse locais. Muitos agridem quem passa em seus automóveis, quando alguém se recusa a aceitar o “serviço” ou não dispõe de dinheiro vivo para “pagar”... A decisão de retirar dezenas de usuários de drogas da feira da Cidade Operária não partiu do Ministério Público ou do Judiciário, através dos seus setores competentes: as polícias Militar e Civil, de tanto ouvir queixas, resolveram agir, através do major Aritanã. Encheram um ônibus e “despejaram” no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) do Monte Castelo, gerido pela Prefeitura de São Luís. Mas essa é uma ação isolada. Os poderes executivos do Município e do Estado, o Ministério Público Estadual, o Poder Judiciário, através de suas varas específicas, têm responsabilidade e autoridade para solucionar esse problema que vem crescendo e envergonhando a cidade.

Continuar lendo Polícia retira usuários de drogas da feira da Cidade Operária. E dos semáforos, quando vai ser?
Quanto tempo é preciso para tirar arsenal de armas químicas da Síria?
O mapa da morte na Síria

Quanto tempo é preciso para tirar arsenal de armas químicas da Síria?

Um ano seria suficiente para desmantelar o arsenal químico militar da Síria, como prevê o acordo russo-americano concluído neste sábado em Genebra? Especialistas consultados pela AFP se mostram céticos. "A destruição do arsenal químico até novembro de 2014, tendo em vista a guerra civil, me parece difícil", avalia Olivier Lepick, especialista da Fundação para a Pesquisa Estratégica, sediado em Paris.

Continuar lendo Quanto tempo é preciso para tirar arsenal de armas químicas da Síria?
Juiz manda remover presos e interdita delegacia de polícia de Arari
Juiz Gladiston Luiz; moralizando a polícia em Arari

Juiz manda remover presos e interdita delegacia de polícia de Arari

Se não cumprir decisão, Estado pagará multa diária de R$ 5 mil O juiz Gladiston Luis Nascimento Cutrim, titular da Comarca de Arari, decretou a interdição do prédio da Delegacia de Polícia do município. Na decisão, tomada ontem, 26, o magistrado determina ainda que o Estado providencie a remoção de todos os presos da unidade – os definitivos devem ser remanejados para Pedrinhas e os provisórios, de acordo com a disponibilidade do sistema prisional. Também devem ser iniciados, de imediato, os serviços emergenciais de reparos na sede da Delegacia, reza a decisão.

Continuar lendo Juiz manda remover presos e interdita delegacia de polícia de Arari