Zona Eleitoral de Chapadinha condena ex-prefeita Belezinha e seu vice por compra de votos. Cabe recurso
Belezinha e seu vice foram condenados, como candidatos, por compra de votos em 2016

Zona Eleitoral de Chapadinha condena ex-prefeita Belezinha e seu vice por compra de votos. Cabe recurso

Por decisão do juiz Cristiano Simas, titular da 42ª Zona Eleitoral de Chapadinha, a ex-prefeita Belezinha, e o ex-secretário de obras Aluízio Santos acabam de ser condenados por compra de votos e ficam inelegíveis até 2028. Em sentença fundamentada que consumiu 132 páginas o juiz eleitoral acompanhou o parecer do Ministério Público e se embasou em investigação da Polícia Federal para condenar Belezinha, Aluízio e o candidato a vice Antonio Odilon por compra de votos, tornando-os inelegíveis por 8 anos subsequentes ao pleito de 2016. Mas dessa decisão cabe recurso. Almir Moreira, um dos advogados da ex-prefeita, já disse que vai recorrer. Ele confirmou que irá, nesta quarta (10), às emissoras de rádio para dar a versão dos seus constituintes. Já, inclusive, agendou entrevista no programa "Direto do Assunto", transmitido pelas rádios Mirante AM e FM R para falar a respeito da decisão proferida pela Justiça Eleitoral de Chapadinha. Já o advogado Fábyo Lima, que iniciou o processo contra Belezinha, comentou a condenação: - “É inegável que o poder econômico existe e, infelizmente, ainda influencia os pleitos eleitorais em nosso País. Porém, o seu abuso nunca pode ser tolerado, devendo ser coibido e punido em todos os casos - como o que nessa representação fora levado ao conhecimento da Justiça Eleitoral - em que se considere que o livre exercício da democracia fora maculado”. Belezinha e seu vice foram condenados, como candidatos, por compra de votos em 2016 Recurso dos perdedores deverá ser encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

Continuar lendo Zona Eleitoral de Chapadinha condena ex-prefeita Belezinha e seu vice por compra de votos. Cabe recurso