Reviravolta no caso da morte do sobrinho de Sarney: Ayrton Campos seria inocente e deve ser solto!

Ayrton Campos Pestana, o jovem inicialmente suspeito de matar o Diogo Adriano Costa Campos, a vítima Ayrton Campos Pestana seria inocente e  deve ser libertado publicitário Diogo Adriano Costa Campos, 41 anos,  sobrinho do ex-presidente José Sarney,  apresentou-se à polícia, ainda à noite de terça-feira, dia do crime,  mas negou que tenha sido o autor. E parece que Ayrton tem razão. Crime de grande repercussão em todo o Maranhão, o fato ocorreu por volta das 11:30 da manhã de terça-feira (16), na Lagoa da Jansen. O publicicitário Diogo Adriano Costa Campos. terminara de sair do seu apartamento, ali perto,  dirigindo o automóvel Kwid PTB-2970, e se envolveu numa discussão de trânsito  com o condutor de um Argo vermelho que, num primeiro momento, acreditava-se ser do pai de Ayrton. Só que o Instituto de Criminalística (Icrim) informou hoje à tarde que o laudo, fruto da perícia realizada  no veículo Fiat Argo vermelho, de placas PTJ-2844,  pertencente ao pai de Ayrton Campos Pestana, não é o mesmo  conduzido pelo criminoso que atirou em Diogo. Um dos veículos é um Argo comum, o outro, um Argo drive. Um tem para-brisa traseiro, o outro, não. Assim, Airton deve ser solto, e a Superintendência de Homicídios terá que localizar o veículo do criminoso, e prender o assassino.

Continuar lendo Reviravolta no caso da morte do sobrinho de Sarney: Ayrton Campos seria inocente e deve ser solto!

Polícia Civil pode identificar a qualquer momento o autor do assassinato, a tiro, do sobrinho do ex-presidente Sarney

Crime de grande repercussão em todo o Maranhão, a Polícia Civil já teria identificado o proprietário do veículo Argo, de cor vermelha, ocupado por um homem que matou a tiro, por volta das 11:30 da manhã desta terça-feira (16), na Lagoa da Jansen,  o publicitário Diogo Adriano Costa Campos, 41 anos,  filho de Concy Sarney  e sobrinho do ex-presidente José Sarney. Segundo informações, a SSP ainda não sabe, porém, se o proprietário do veículo é mesmo que discutiu e matoum Diogo Adriano, após uma pequena colisão entre o Argo e o Kwid conduzido pela vítima, informações que estão sendo filtradas. Policiais da Delegacia de Homicídio que investigam o caso do assassinato do sobrinho-neto do ex-presidente da República, José Sarney, já podem afirmar  que o tiro foi dado de dentro do carro do homem que o matou. Ele permanece foragido, mas a polícia já sabe da identificação das placas do veículo.  Diogo é filho de Concy Sarney, filha de Evandro Sarney (falecido) e irmão de Gustavo Sarney, advogado que foi diretor do Fórum. Ele residia no Edifício São Gabriel, na  Rua Frei Antônio, Lagoa da Jansen. o assassinato ocorreu em frente ao Bar "Por acaso", na Lagoa da Jansen. Diogo discutira com o condutor do Argos, após uma colisão de pequena proporção. A Polícia deve divulgar nas próximas  horas o nome do homicida, já que uma câmera de vídeo teria registrado o episódio e mostrado modelo e até placas do Argo.

Continuar lendo Polícia Civil pode identificar a qualquer momento o autor do assassinato, a tiro, do sobrinho do ex-presidente Sarney

Filha de ambientalista morto foi vítima três vezes dos agrotóxicos

Reportagem acompanhou Marcia Xavier, cujo pai foi morto por lutar contra pesticidas no Ceará, a uma audiência no Congresso Luana Rocha, Mariana Della Barba, Agência Pública/Repórter Brasil Especial: Por trás do alimento A família de Marcia Xavier é vítima direta dos problemas gerados pelo uso de agrotóxicos. Sua filha sofre com puberdade precoce causada, segundo uma pesquisa, pelo uso indiscriminado de agrotóxicos na cidade onde vive, em Limoeiro do Norte, na Chapada do Apodi (Ceará). Já seu pai, o líder comunitário e ambientalista José Maria Filho, conhecido como Zé Maria do Tomé, foi assassinado em abril de 2010 – um mês após ser aprovada uma lei municipal que vetava a pulverização de pesticidas nas lavouras da região. Quando chegou a Brasília na segunda-feira, 1º de julho, para participar de uma audiência pública na Câmara dos Deputados sobre o uso de agrotóxicos em sua cidade, Marcia Xavier não esperava que ela também teria de falar sobre uma notícia divulgada no dia anterior: o Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou uma decisão que, na prática, absolveu os supostos mandantes da execução de seu pai. “Claro que fui pega de surpresa… Mas eu cresci vendo meu pai nessa luta. Ele sempre dizia: ‘É uma briga de cachorro grande com cachorro vira-lata’. Eu sempre tive esse pensamento: não vai dar em nada porque são pessoas grandes que estão por trás [da execução dele]”, disse, emocionada. Antes de ser assassinado, Zé Maria lutava para impedir que as empresas produtoras de frutas parassem de contaminar o solo e a água com os pesticidas. “Sou vítima três vezes do agrotóxico. A luta do meu pai começou justamente com a contaminação da água, quando eu tive um problema de pele por causa disso. Depois, foi com o seu assassinato. E também com a minha filha, que desde 1 ano e 3 meses sofre com puberdade precoce. Hoje ela tem 7 anos.” A audiência na Câmara dos Deputados foi motivada pela revelação, feita pela Repórter Brasil, de que agrotóxicos podem causar puberdade precoce – como é o caso da filha de Marcia Xavier e de pelo menos outras duas meninas que moram no local. Quando ainda eram bebês, elas foram diagnosticadas com telarca prematura, a primeira fase do desenvolvimento das mamas.

Continuar lendo Filha de ambientalista morto foi vítima três vezes dos agrotóxicos

Moro cobra manifestação do MPF sobre assassinato de empresário que ajudou na Lava Jato

Juiz federal intima Procuradoria para manifestação em cinco dias sobre morte de José Roberto Soares Vieira, executado misteriosamente em janeiro com 9 tiros na Bahia O juiz federal Sérgio Moro pediu uma manifestação do Ministério Público Federal, em cinco dias, sobre o assassinato do empresário José Roberto Soares Vieira, que ajudou a força-tarefa da Lava Jato a rastrear pagamentos ao principal alvo da 47.ª fase da Operação, o ex-gerente da Transpetro José Antonio de Jesus. O empresário foi executado misteriosamente com 9 tiros no dia 17 de janeiro na cidade de Candeias, Bahia. “Infelizmente, há notícia muito grave do assassinato do acusado José Roberto Soares Vieira em 17 de janeiro no curso da ação penal, o que ainda está em apuração”, afirmou Moro. “Não se pode excluir a possibilidade de que o homicídio esteja relacionado a esta ação penal, já que, na fase de investigação, o referido acusado aparentemente confessou seus crimes e revelou crimes de outros. Intime-se o Ministério Público Federal para manifestação em cinco dias.” José Antonio de Jesus é réu em ação penal sobre corrupção e lavagem de dinheiro. Atualmente, o processo está aguardando a apresentação de resposta preliminar pela defesa do ex-gerente da Transpetro. No dia 21 de novembro de 2017, data da Operação Sothis, 47.ª fase da Lava Jato, José Roberto Soares Vieira, alvo de buscas e apreensões, prestou depoimento à Polícia Federal. O empresário afirmou que seu ex-sócio, José Antonio de Jesus, recebia pagamentos de empresas contratadas por subsidiárias da Petrobrás sem ter prestado qualquer serviço. O Ministério Público Federal chegou a pedir prisão temporária de José Roberto Soares Vieira, indeferida por Moro ao deflagrar a operação. O empresário teve os bens bloqueados.

Continuar lendo Moro cobra manifestação do MPF sobre assassinato de empresário que ajudou na Lava Jato

Justiça manda soltar Júnior Bolinha, um dos suspeitos de mandar matar Décio Sá

O relator do caso, desembargador Jose Luiz de Almeida, determinou a soltura por excesso de prazo, sem que houvesse julgamento. Nesta quinta-feira (14), a Justiça, por meio de decisão da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), mandou soltar José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha, acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá, ocorrido em abril de 2012, em São Luís. O relator do caso foi o desembargador Jose Luiz de Almeida, que foi acompanhado em seu voto pelos desembargadores José Bernardo Rodrigues e Guerreiro Júnior. Em sua decisão, José Luis Almeida determinou a soltura por excesso de prazo, sem que houvesse julgamento. Gláucio Alencar, outro acusado de mandar assassinar Décio Sá, foi liberado na semana passada. Ele agora precisa apenas cumprir recolhimento domiciliar noturno e aos fins de semana. Com a decisão, os supostos mandantes do assassinato, Fábio Capita, Fábio Buchecha, José Miranda, Gláucio Alencar e agora Júnior Bolinha estão soltos. Apenas o executor, Jonathan de Sousa, já condenado, está na cadeia.

Continuar lendo Justiça manda soltar Júnior Bolinha, um dos suspeitos de mandar matar Décio Sá

Comoção geral: Alana é encontrada morta no quintal da casa dela

Um vizinho da casa em que a menina Alanna Ludmila Borges Pereira, 10 anos, morava com a mãe Jaciene Borges Pereira e um irmão de 4 anos, foi quem descobriu o corpo da garotinha, na manhã desta sexta (3). Ele estava sentado com outros moradores da Avenida Oito (Paço do Lumiar), diante da residência da garotinha, quando sentiu um forte odor, vindo da casa. Ele pulou o muro e percebeu que o cheiro vinha de uma pilha de telhas e entulho, localizado no quintal da casa. Retirou algumas telhas da pilha, pegou um caco e começou a escavar, achando logo um pé humano. Após o achado, o vizinho relatou o fato a outros moradores e um deles se comunicou com a delegada do Maiobão, Eunice Rubem. Quando a polícia chegou, o corpo (que estava enrolado num saco transparente, sendo que a cabeça foi coberta com um saco preto) foi totalmente desenterrado da cova rasa. O principal suspeito de cometer o assassinato – identificado como Robert Serejo Oliveira, de 32 anos, ex-namorado da mãe de Alanna, Jaciene Borges Pereira, de quem era vizinho – chegou a ajudar um tio da menina a fazer uma busca na casa, na tarde da quarta (1º), dia em que a garotinha desapareceu.

Continuar lendo Comoção geral: Alana é encontrada morta no quintal da casa dela

Corintiano suspeito de matar filho torcedor do Palmeiras é preso em PE

Segundo a polícia, o adolescente usava corrente com o escudo do Corinthians, o que irritou o pai, que é torcedor do Palmeiras. Um homem de 41 anos foi preso na quinta-feira (6) suspeito de matar o filho, de 15, a facadas. O crime ocorreu em São Paulo e o pai da vítima foi encontrado em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, a causa do homicídio foi porque o adolescente usava uma corrente com o escudo do Corinthians, o que teria irritado o pai, que é torcedor do Palmeiras. Ao ver o filho com a corrente, o pai teria esfaqueado o jovem, conforme informou a polícia. O crime ocorreu em dezembro de 2016. O suspeito foi levado para a Cadeia de Saloá, onde ficará à disposição da Justiça de São Paulo.

Continuar lendo Corintiano suspeito de matar filho torcedor do Palmeiras é preso em PE

Filho de Teori desabafa e pede impeachment: ‘não tenho como não pensar que não mandaram matar o meu pai’

O PMDB está n que o Governo pode dar… até que veio a Lava jato. A ordem sempre foi a de parar a Operação (isto está gravado nas palavras dos seus líderes). Todavia, ao que parece, até para isso o PT era incompetente e, ao que tenho notícia, de fato, o PT nunca tentou nada para barrar a Lava Jato (ao menos o pai sempre me disse que nunca tinham tentando nada), o que sempre gerou fortes críticas de membros do PMDB. O problema é que as investigações começaram a ficar mais e mais perto e os líderes do PMDB viram como única saída, realmente, brecar a Operação a qualquer custo. Para isso, precisava do poder. Derrubaram a Dilma e assumiu o Temer. Do que eles são capazes? Será que só pagar pelo silêncio alheio? Ou será que derrubar avião também está valendo? O pai sabia de tudo isso. Sabia quanto cada um estava afundando nesse mar de corrupção. Não é por acaso que o pai estava tão afilho [sic] com o ano de 2017. Aflito ao ponto de me confidenciar que havia consultado informalmente as Forças Armadas e que tinha obtido a resposta de que iriam sustentar o Supremo até o fim! Que gente sínica [sic]. Não tem coisa que me embrulha mais o estômago do que lembrar que, no dia do velório do meu pai, diante de tanta dor, ainda tive que cumprimentar os membros daquele que foi apelidado naquele mesmo dia de o “cortejo dos delatados”.o poder desde sempre e, como todos sabemos, estava com o PT aproveitando tudo d

Continuar lendo Filho de Teori desabafa e pede impeachment: ‘não tenho como não pensar que não mandaram matar o meu pai’
Adolescentes estupram menor grávida e assassinam o namorado dela. E ainda filmam o crime
O jovem de 19 anos foi degolado por três adolescentes conhecidos na região por atos ilícitos Foto: Facebook/Reprodução

Adolescentes estupram menor grávida e assassinam o namorado dela. E ainda filmam o crime

Em ponte que liga Maranhão ao Piauí: Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos, foi degolado e teve seu corpo jogado ao Rio Parnaíba, enquanto sua namorada, de 15 anos e grávida de seis meses, foi estuprada pelo grupo. Três adolescentes confessaram um crime que deixou em choque a pequena cidade de Uruçuí, a 307 km de Teresina, no Piauí. Eles atacaram um casal que namorava em uma ponte na divisa com o estado do Maranhão, na madrugada desta quarta-feira. Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos, foi degolado e teve seu corpo jogado ao Rio Parnaíba, enquanto sua namorada, de 15 anos e grávida de seis meses, foi estuprada pelo grupo. O corpo de Flaviano foi encontrado na manhã desta quarta-feira por pescadores. De acordo com o delegado Diego Pascoal, dois adolescentes de 16 anos foram apreendidos poucas horas após o crime. O terceiro, de 13 anos, foi levado pela própria mãe a uma delegacia de Benedito Leite, no Maranhão, onde a família reside. Os infratores confessaram o estupro e o assassinato e detalharam tudo o que aconteceu, segundo o delegado. Ele disse ainda que os três são conhecidos devido à prática de ilícitos, como tentativa de homicídio, furtos e roubos. — Eles já foram apreendidos diversas vezes. São velhos conhecidos da polícia. Um, em especial, já teve 11 entradas em estabelecimento próprio para menor de idade. Os infratores contaram à polícia que gravaram a ação no celular da vítima, mas, segundo o delegado Bruno Ursulino, que também investiga o caso, não houve registro de vídeo, apenas fotos desfocadas. Os três haviam roubado os celulares das vítimas, assim como a motocicleta de Flaviano.

Continuar lendo Adolescentes estupram menor grávida e assassinam o namorado dela. E ainda filmam o crime

Crueldade sensacionalista! Homem mata idoso e transmite ao vivo pelo Facebook

Polícia de Cleveland procura o suspeito, descrito como “armado e perigoso” A polícia de Cleveland (Ohio, EUA) procura um homem “armado e perigoso”que matou um septuagenário e transmitiu o crime ao vivo pelo Facebook, neste domingo, segundo comunicado da polícia local. O suspeito, que afirma ter matado mais pessoas, fugiu após assassinar o homem num Ford Fusion branco com placas de licenciamento temporário. O indivíduo – identificado como Steve Stephens, de 37 anos e morador de Cleveland – havia escrito em seu perfil do Facebook, antes do assassinato, que queria matar alguém. Nas suas mensagens, culpava sua ex-namorada, Joy Lane, pelas atrocidades que planejava cometer. A polícia confirmou que Stephens escolheu sua vítima ao acaso: um homem de 74 anos, identificado como Robert Godwin, pai de nove filhos e avô de 14 netos. A vítima cruzou o caminho de Stephens por volta das 14h (15h em Brasília), quando passeava tranquilamente pelo bairro de Glenville No vídeo, que o Facebook retirou, se vê que Stephens dirige seu carro dizendo “encontrei alguém que eu vou matar, esse sujeito aqui, esse velho”. Em seguida, desce do veículo e diz ao homem que pronuncie o nome “Joy Lane”, porque “ela é a razão” do que está prestes a lhe acontecer. A vítima tenta dizer que não sabe do que o rapaz está falando, mas Stephens atira a sangue frio. Depois, volta para o carro com a intenção de encontrar novos alvos. Além de transmitir o assassinato ao vivo pela rede social, num vídeo posterior ele afirma ter matado 15 pessoas no domingo de Páscoa. Entretanto, a polícia só confirmou o assassinato do idoso que foi transmitido pelo Facebook, mas investiga as afirmações de Stephens sobre os outros supostos homicídios. Em seu perfil do Facebook, onde se chamava Stevie Steve, e que a rede social já apagou, Stephens publicou uma mensagem sobre Joy Lane: “Passei três anos com essa vagabunda, quem dera nunca a tivesse conhecido”. “Perdi tudo o que tinha. Não vou entrar em detalhes, mas cheguei ao limite, estou realmente na merda. Facebook, você tem quatro minutos para me dizer por que eu não deveria estar no corredor da morte. Estou falando sério. #equipecorredordmorte”, escreveu em outro post.

Continuar lendo Crueldade sensacionalista! Homem mata idoso e transmite ao vivo pelo Facebook