Santa Inês – Prefeito  x vice, mais que uma briga de paróquia…
Prefeito Ribamar Alves x vice Ednaldo Dino Lima

Santa Inês – Prefeito x vice, mais que uma briga de paróquia…

Parece coisa de paróquia o estremecimento político do vice-prefeito de Santa Inês, Ednaldo Dino Lima (PT), com o prefeito Ribamar Alves (PSB). Mas não é, como veremos.

O vice-prefeito se declara zangado pelo fato de Ribamar Alves ter assinado um decreto dando amplos poderes para  a secretária de Administração do Município, Solange Cavalcanti da Cunha, como se houvesse se licenciado do cargo e não repassado a ele o posto.

Pelo documento, a secretária pode prender e arrebentar, sob as ordens do prefeito. Mas o gabinete da prefeitura  informa  que os poderes dados à secretária  de Administração se circunscrevem à sua área. Tanto que, segundo o gabinete, o mesmo decreto delega poderes para os demais secretários agirem da mesma forma em suas pastas.

Na paróquia, há quem afirme que o motivo da briga não seria o decreto em si, mas sim o fato de a  irmã do vice-prefeito, Ednalva Alves Lima, ter sido trocada por Concita  na pasta da Educação. Outra razão: mais recentemente, durante o PED [Processo de Eleições Diretas] do PT, o irmão de Edinaldo, Elinaldo Alves Lima, conhecido por “Neguinho”, levou uma surra como candidato a presidente do diretório municipal do partido:  teve apenas 17 votos. O vencedor, Deutz Soares de Souza, obteve 41 votos.

O vice Ednaldo desconfia que a turma do prefeito  Ribamar Alves apoiou Deutz e foi se queixar ao vice-governador Washington Oliveira, que, sob o chapéu de Roseana,  está trocando o posto por uma vaga de conselheiro vitalício no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Quarta-feira (20), estava tudo certo para Roseana Sarney (PMDB) “fazer o governo itinerante”  em Santa Inês. O prefeito Ribamar Alves (PSB) já tinha mandado lavar, higienizar e decorar uma sala para a governadora despachar na prefeitura.

No dia anterior, houve a inauguração de um posto de saúde no povoado “Barro Vermelho”, em Santa Inês. Nos discursos, Ribamar Alves “caiu na besteira” de anunciar que seu “nome preferido” para  candidato a governador é Flávio Dino…

Foi o suficiente para receber a informação  de que o “governo itinerante” de Santa Inês havia sido cancelado…

Quarta-feira (20), o blogueiro Marco Deça publicou a matéria do “decreto dos plenos poderes” assinado por Ribamar Alves.  Quinta-feira (21), foi a vez de o deputado Manoel Ribeiro fazer um discurso, na Assembleia Legislativa, repercutindo o material de Marcos Deça. E hoje (22), o jornal O Estado do Maranhão, além da sub-manchete, dedicou toda a página 2 ao assunto.

Os fatos estão, ou não,  entrelaçados? Cai por terra, assim,  a tese de “briga de paróquia”. O buraco é mais em cima…

Prefeito Ribamar Alves x vice Ednaldo Dino Lima

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 2 comentários

  1. Fernanda

    Falou muito e nao explicou nada! Um absurdo! Deveria ficar a par do assunto primeiro antes de tecer comentários!

    1. José Machado

      Fernanda, passe as informações que você tem, inclua sua identificação completa e publicaremos. Obrigado por acessar o blog.

Deixe uma resposta