Samsung é condenada a pagar multa de mais de US$ 290 milhões à Apple

Samsung é condenada a pagar multa de mais de US$ 290 milhões à Apple

Reuters

Novo processo sobre patentes deu nova vitória à criadora do iPhone. No total, Apple deve receber US$ 929,8 milhões no caso

Um júri norte-americano decidiu na quinta-feira (21) que a Apple terá direito a receber US$ 290,45 milhões em indenizações em um novo processo contra a Samsung, na mais nova batalha sobre patentes globais entre as duas gigantes dos celulares.

O veredicto foi anunciado em uma corte federal de San José, Califórnia. A Apple tinha pedido US$ 379,8 milhões, enquanto aSamsung argumentou que teria de pagar US$ 52,7 milhões.

Um representante da Samsung não comentou imediatamente a decisão. A porta-voz da Apple, Kristin Huguet, disse estar contente com o fato de o júri ter imposto multa à Samsung, apesar de o caso significar mais do que dinheiro para a companhia.

“Tinha a ver com inovação e trabalho duro necessários para inventar produtos que as pessoas amam”, disse Huguet.

A Apple e a Samsung disputavam nos tribunais havia dois anos. No ano passado, a Apple recebeu mais de US$ 1 bilhão depois de convencer um júri que a Samsung teria copiado várias ferramentas do iPhone – como usar os dedos para ampliar o zoom na tela – além de semelhanças no design.

A Samsung produz celulares que usam o sistema operacional Android, desenvolvido pelo Google.

Em março, a juíza federal Lucy Kohn determinou multa de US$ 600 milhões no veredicto, mas ordenou um novo julgamento para o restante, afirmando que o júri anterior teve erros nos cálculos.

Combinado ao veredicto de US$ 290,5 milhões desta quinta-feira, a Apple terá de receber US$ 929,8 milhões no caso.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta