Sampaio Correa mobiliza multidão ao desfilar em carro do Corpo de Bombeiros
Bandeira do Sampaio Corrêa desfraldada com orgulho por jogadores e torcedores

Sampaio Correa mobiliza multidão ao desfilar em carro do Corpo de Bombeiros

Desfile no carro do Corpo de Bombeiros marca ascomemorações da conquista
Bandeira do Sampaio Corrêa desfraldada com orgulho por jogadores e torcedores

São Luís parou neste domingo para receber o Sampaio Corrêa, no aeroporto Marechal Hugo Cunha Machado, no Tirirical. Mais de 10 mil pessoas e milhares de veículos participaram da carreata com a delegação boliviana pela cidade fazendo um verdadeiro arrastão ao som de aplausos, músicas e buzinaço. O time tricolor tinha chegado do Rio de Janeiro onde conseguiu a classificação para Série B e a semifinal da Série C, após o empate em 1 a 1 com o Macaé, na noite do último sábado.

Desde cedo os torcedores começaram a chegar ao aeroporto eram crianças, jovens, adultos e idosos. A maioria deles vestido com a camisa do Sampaio e havia alguns com boinas e a bandeira tricolor. Por volta das 11h, o portão lateral, cujo aceso é pela BR 135, estava servindo de palco da festa boliviana e o trânsito teve que ser controlado pela Polícia Rodoviária Federal, Militar e agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

A aeronave aterrissou na Ilha exatamente às 11h40. Os jogadores e toda a comissão técnica desceram do avião e, logo em seguida, entraram no ônibus da Infraero com destino ao portão lateral do aeroporto onde estava concentrada a multidão. Neste local, o time foi recebido com muitas palmas e gritos de campeão como ainda o timão voltou.

A delegação do Tubarão subiu no carro do Corpo de Bombeiros e seguiu com o povo pelas ruas e avenidas da capital. Foi uma questão de poucos minutos que formou um engarrafamento quilométrico nos dois sentidos da estrada federal e onde a carreata passava. Quem estava chegando à cidade seja nos ônibus e nos veículos de viagem desciam e seguiam a pé ou até mesmo participavam da festa. “Estou vindo de Chapadinha, então, não vou deixar de comemorar com os meus torcedores do tricolor”, falou o aposentado Marcos Antônio Lima, de 68 anos.

Um dos primeiros bairros onde o carro do Corpo de Bombeiros passou foi o São Cristóvão. Nesta localidade, principalmente, nos retornos, as pessoas gritavam o nome do time ou dos jogadores. O goleiro Rodrigo Ramos, que desembarcou carregando a bandeira do Tricolor, falou que a ficha ainda não caiu. “Todos estamos muito felizes com o resultado desse jogo que contou como adversário o Macaé. Dividimos a campanha do Sampaio com a essa torcida que teve um papel fundamental nessa conquista”, afirmou.

Um dos mais animados era o autor do gol da classificação, o meia Eloir. “O nosso objetivo foi conquistado, pois, estamos na série B. Agora, é brigar pelo título da Série C”, frisou o jogador. Já Arlindo Maracanã disse que o momento é de muita festa e comemoração.

O percurso da carreta teve uma duração de mais de quatro horas e ainda passou pelos bairros da Cohab. Angelim, Cohama, avenida Litorânea, Ponta d´Areia, São Francisco e finalizou na Praça Maria Aragão, na avenida Beira-Mar. Até o começo da noite encontravam os torcedores nos bares ou até mesmo com os carros enfeitados com as bandeiras e camisas do time do Tubarão.

Mais jogos
A outra conquista do Sampaio é o título da Série C, caso conquistar será tetracampeão brasileiro. Para isso, o time vai enfrentar o Vila Nova-GO.

Número
10 mil pessoas esperaram pelo Sampaio no aeroporto

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta