Sai Carlos Rogério! Edivaldo Holanda Júnior nomeia e Canindé Barros assume a SMTT pela terceira vez
Canindé Barros: vira e mexe, ele volta à SMTT

Sai Carlos Rogério! Edivaldo Holanda Júnior nomeia e Canindé Barros assume a SMTT pela terceira vez

 

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, acaba de mexer, mais uma vez, no seu secretariado.

Toma posse hoje o novo secretário municipal de Trânsito e Transportes da capital, o engenheiro Canindé Barros, especializado em Engenharia de Tráfego.

É o quarto nome a assumir a pasta em 14 meses do atual governo municipal.

Quem deixa o posto é o engenheiro Carlos Rogério. Teve pouco tempo para esquentar a cadeira, já que o tráfego continua quente nas ruas e avenidas de São Luís,  no centro da cidade ou nos bairros da periferia, como a Cidade Operária.

E as reclamações se multiplicam.

Canindé foi um nome sempre lembrado para assumir a SMTT, pela sua passagem por duas vezes nessa secretaria. Não é um gênio na área, mas é um profissional presente.

Como secretário,  Canindé costuma ir para o meio das vias públicas, chegando a discutir soluções dos problemas com populares,  com os quais muitas vezes chega até a brigar, verbalmente.

Com Canindé Barros, Edivaldo Júnior espera acalmar um pouco a ansiedade dos sanluisenses com o tráfego cada vez mais caótico da cidade que administra.  Mas se não der certo, como já se viu, troca o secretário de novo.

Para uma cidade que não vai resolver da noite para o dia os seus problemas de trânsito e transporte público,  a presença de Canindé Barros dá um certo alívio para os habitantes, já que ele é dado a fazer intervenções  pequenas, porém necessárias para minorar o sofrimento dos ludovicenses.

Um dos seu e empresas de transportes coletivos que servem à comunidade.s compromissos é, finalmente, fazer uma nova licitação para a contratação d

Canindé Barros: vira e mexe, ele volta à SMTT

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem um comentário

  1. Priscila

    Se Luis Fernando é mesmo um homem sério como dizem, ele tomou a atitude certa saindo das garras do pessoal do Sarney que só sabem sugar as pessoas, e depois desprezam na rua da amargura. Com certeza, Fernando deve ter sentido falta de terra nos pés.

Deixe uma resposta