Ricardo Archer faz “beicinho” e vira secretário de Roseana Sarney
Ricardo Archer: com drible na oposição,é visto pelo governo.

Ricardo Archer faz “beicinho” e vira secretário de Roseana Sarney

Depois de se movimentar  por um bom período junto  a alguns  partidos de oposição, dando a entender  que poderia deixar a base governista, o ex-deputado Ricardo Archer (PMDB) foi nomeado, ontem, pela governadora Roseana Sarney (PMDB) o seu  novo secretário de Articulação Política. É a reposta do governo à baixa sofrida com a saída de Raimundo Cutrim de sua base para apoiar o projeto de Flávio Dino (PCdoB) governador.

Com a nomeação de Ricardo Archer para a Articulação Política, Hildon Rocha deixa de acumular este  cargo com o de  secretário de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) do governo do Maranhão.

Ricardo Archer andava meio esquecido. Ex-prefeito de Codó e ex-deputado estadual, a ele é creditada uma boa base eleitoral, patrimônio esse que poderia interessar aos outros partidos fora da esfera governamental. Ele chegou a conversar com o ex-prefeito de Caxias, Humberto Coutinho (PSB), com o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB),  e com o presidente da Executiva Municipal do PSB de São Luís e vice-prefeito Roberto Rocha. A estes, manifetou o desejo de formar com a oposição. Só faltou marcar a data do ingresso.

Ricardo Archer: com drible na oposição,é visto pelo governo.

Toda essa movimentação de Archer fez Roseana Sarney chamá-lo ao Palácio dos Leões com a  “cenoura” do poder  à  mão: saiu nomeado secretário de Articulação Política. A ação antecipa o que poderá ser capaz a chefe do Executivo maranhense, de olho na sua  sucessão, ano que vem, quando espera ter viabilizado, eleitoralmente, o secretário de Estado de Infraestrutura, Luís Fernando Silva.

O ato de Roseana Sarney é uma resposta, também, à baixa que sofreu em seu arraial político, com a ida do deputado estadual Raimundo Cutrim para o PCdoB, e a adesão de Rosângela Curado, candidata a prefeita de Imperatriz no último pleito, com o apoio de Hildon Marques ao projeto Flávio Dino governador.

Outro que anda reclamando muito de “solidão política” em relação ao governo, o prefeito de Coêlho Neto e ex-deputado estadual Soliney Silva, deixando vazar que poderia se mudar para a oposição,  também pode ser chamado a qualquer momento aos Leões para abraçar a famosa “cenoura” palaciana.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Este post tem 2 comentários

  1. Vânia Castro

    Nunca vou ter oportunidade de pegar nessa famosa cenoura palaciana, não tenho votos, só o meu e de uns 4 peladinhos…

Deixe uma resposta