“Golpe de Internet”, reage secretário de governo de S.Inês a discurso de Manoel Ribeiro
Ribeito solta os cachorros pra cima de Ribamar Alves. "Interesses contrariados", diz o secretário do prefeito.

“Golpe de Internet”, reage secretário de governo de S.Inês a discurso de Manoel Ribeiro

“Deputado se baseou em ‘golpe  na internet” para atacar Ribamar Alves” , diz o secretário de Governo de San

Ribeito solta os cachorros pra cima de Ribamar Alves. “Interesses contrariados”, diz o secretário do prefeito.

ta Inês, Wady Hadad Neto.

O deputado Manoel Ribeiro (PTB) declarou, na sessão desta quinta-feira (21), que ficou estarrecido com a notícia veiculada “na internet” dando conta de que o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), assinou um decreto, publicado no Diário dos Municípios, nomeando a secretária de Administração, Solange Cavalcanti da Cunha, para a função de “delegar a prolação dos atos administrativos à gestão do município de Santa Inês”.  

– “Li esta notícia na internet e acho que isto é um escândalo; é uma vergonha. O prefeito de Santa Inês, que foi nosso colega, eu tenho agora a impressão de que ele não está batendo bem da cabeça”, afirmou o deputado.  

A Prefeitura de Santa Inês contesta o teor do discurso de Ribeiro e, em contato com o blog, diz que o prefeito Ribamar Alves não agiria ao arrepio da lei. “Pena que o deputado tenha se baseado apenas num relato ‘de internet’ para fazer seu discurso”, lamentou o secretário de governo do município, jornalista Wady Hadad Neto.  

De acordo com o relato de Manoel Ribeiro, o prefeito Ribamar Alves “pediu licença da prefeitura”, e simplesmente nomeou uma espécie de ‘prefeita substituta’, ignorando a função institucional do vice-prefeito, eleito exatamente para substituí-lo em casos como este.  

Já o secretário de governo do prefeito Ribamar Alves, Wady Hadad Neto, disse “estranhar” o comportamento do deputado Manoel Ribeiro. “Ele, que é um parlamentar experiente, não devia cair nesse ‘conto da internet”. E complementou: 

– Pelo que vi, o deputado baseou seu discurso todo num texto de internet, não questionando o que está por trás de tudo isso e sem saber, de verdade, como o prefeito Ribamar Alves agiu. Tudo o que o prefeito fez foi editar decretos isolados para cada pasta a fim de redefinir responsabilidades, normas e funções específicas. Não foi algo direcionado para pessoas, individualmente – afirmou  

Wady Hadad Neto diz ter consciência de que o decreto é pertinente e com base estritamente na lei.

 

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta