Rádio Capital: prejuízo com queda da torre pode chegar a R$ 160 mil
A torre de transmissão após o acidente

Rádio Capital: prejuízo com queda da torre pode chegar a R$ 160 mil

Cento e 60 mil reais. É este o total aproximado do valor que vai custar à Rádio Capital toda a operação para remontar o seu transmissor, que foi ao chão, na última quinta-feira (22). A direção da emissora já pediu orçamentos diferentes das empresas especializadas e deve bater o martelo com uma fornecedora de Goiânia, que fornece o equipamento e ainda o entrega montado ao cliente.

A base de sustentação da torre, que se rompeu.

O acidente, agora se sabe como aconteceu, foi provocado pelo maquinista de  trator de uma construtora, contrada pela Prefeitura de São Luís, para fazer obras de infraestrutura  nas imediações do Parque Timbira, onde os transmissores da rádio foram plantados. Ele fez uma manobra e atingiu uma dos fios de aço que sustentam a torre (Veja as fotos). O grupo Rocha já procurou a empresa para que ela pague os prejuízos causados pelo

Torre: áreas dos radiais submersos.

Obra próxima à torre e trator causador do acidente.

seu funcionário. Caso haja recusa, vai cobrá-la, judicialmente.

A maior preocupação da diretora geral da emissora, Amanda Rocha, é com o tempo que a emissora poderá ficar fora do ar, ainda não estimado. “A Capital tem, indiscutivelmente, hoje, a maior audiência ente as rádios AM de São Luís. E deixa-la fora do ar é um prejuízo muito grande para seus milhares de ouvintes”, lamentou.

Em princípio, a direção da emissora pensou em fazer logo a transferência da emissora para uma área que a rádio dispõe, na área Itaqui-Bacanga. Mas é, no mínimo, 60 dias o prazo que a Anatel daria para  conceder a autorização de  mudança. Por isso, a torre de transmissão permanecerá, por enquanto, no Parque Timbira.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta